Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-05-17T17:14:28-03:00
Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
Segure seus bitcoins

Golpistas se passam por Elon Musk e roubam dinheiro de investidores de criptomoedas

Os criminosos usaram perfis falsos do CEO da Tesla para levar ao menos US$ 2 milhões de entusiastas do bitcoin e outras moedas digitais

17 de maio de 2021
17:14
Elon Musk, CEO da Tesla
Elon Musk, CEO da Tesla - Imagem: Shutterstock

O nome do polêmico bilionário Elon Musk foi mais uma vez associado ao das criptomoedas, mas desta vez em uma fraude que se valeu indevidamente do nome do CEO da Tesla para roubar recursos de investidores.

Os criminosos usaram perfis falsos de Elon Musk para levar ao menos US$ 2 milhões (cerca de R$ 10,5 milhões) de investidores de bitcoin e outras criptomoedas ao longo dos últimos seis meses, de acordo com uma investigação da Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos (FTC, na sigla em inglês).

Os golpistas criam contas nas redes sociais com os nomes e imagens de celebridades e figuras conhecidas no universo cripto — como é o caso do bilionário, um grande entusiasta das moedas digitais — e, por meio de engenharia social e promessas de multiplicar os investimentos, convencem as vítimas a transferirem seus ativos.

Segundo a FTC, golpes do tipo surgiram em outubro do ano passado e atingiram o ápice no primeiro trimestre de 2021, período que coincidiu com quebra de recordes na cotação do bitcoin e outros criptoativos.

Perdas milionárias

Há cerca de sete mil denúncias de falsos investimentos no período e as perdas podem chegar a um total de US$ 80 milhões, com um prejuízo médio de US$ 1.900 por pessoa. Mas, ainda de acordo com a comissão, o número de golpes não reportados pode elevar ainda mais essa soma.

Uma das vítimas foi a professora Julie Bushnell. Em entrevista ao The Independent, ela contou que foi atraída pelo que parecia ser uma notícia da BBC News anunciando que a Tesla planejava doar metade de seus US$ 1.5 milhões em bitcoins.

Foi só após transferir US$ 12.750 da moeda que Bushnell percebeu que havia caído em um golpe.

Conheça outros esquemas

Alguns criminosos vão além dos perfis falsos e já chegaram a invadir contas famosas no Twitter, como a do próprio Elon Musk, para enganar os investidores. Com a ação, os golpistas chegaram a embolsar US$ 121 mil de uma só vez.

Em outro esquema as vítimas são atraídas para páginas da web que oferecem supostas oportunidades de lucro com mineração de moedas digitais. Por fim, os criminosos apostam até mesmo no romance e engatam relacionamentos à distância para convencer as vítimas a embarcarem nos falsos investimentos.

*Com informações da CNBC

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O Ibovespa na contramão do mundo, o impulso das commodities, a pressão dos servidores públicos e tudo o que agitou os mercados nesta terça

Nada como uma perspectiva de aperto monetário para segurar o desempenho dos ativos de risco. E nesta terça-feira (18), os mercados financeiros americanos voltaram do feriado colocando nos preços a expectativa dos investidores com a alta dos juros e a redução dos estímulos monetários nos Estados Unidos. O resultado foi uma disparada nos juros futuros, […]

Fechamento Hoje

Ibovespa sobrevive a mar vermelho no exterior e consegue fechar em alta; avanço nos retornos dos Treasuries pesa nos juros e no câmbio

Principal índice da B3 lutou para se manter no lado positivo ao longo de todo o pregão, com ajuda das commodities; dólar, porém, também fechou em alta

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies