Menu
2021-06-09T18:52:24-03:00
Empiricus
Fusão

Entenda o que aconteceu entre Iguatemi (IGTA3) e Grupo Jereissati (JPSA3)

A fusão entre os dois tickers promete mudanças positivas para os investidores. O analista Fernando Ferrer, da Empiricus, explica porque o cenário se mostra extremamente favorável.

9 de junho de 2021
18:52

O Grupo Jereissati (JPSA3) e o Iguatemi (IGTA3) vivenciaram altas no mercado financeiro recentemente, se tornando mais uma vez alvo de conversas. E então, surge a pergunta: devo estar posicionado nas companhias? É isso que Fernando Ferrer, analista da Empiricus, irá destrinchar hoje.

Para explicar melhor como ambas as companhias acabaram se tornando assunto, é necessário falar sobre a atuação individual de cada uma. A IGTA3 é uma companhia que detém 14 shoppings (focados no público A e B), 2 outlets e 3 torres comerciais em suas posses. Além disso, seus resultados são sempre consistentes e crescentes. Enquanto isso, o JPSA3 é uma holding que tem apenas ações do Iguatemi.

E o que agitou o mercado? Elas apresentaram uma proposta de fusão, visando cortar custos e aumentar sua sinergia. Afinal, o público investidor de ambas as empresas já é semelhante. O interesse do Grupo Iguatemi (IGTA3) na proposta é ganhar estrutura para se manter ativa no mercado, enquanto para o Grupo Jereissati (JPSA3) se torna uma excelente oportunidade para deter 100% das ações.

Desta maneira, elas passarão a pertencer ao Novo Mercado, com ações do tipo ON e PN, beneficiando compradores dos dois tickers. Essas ações já eram recomendadas nas Carteiras da Empiricus, e prometem ter uma valorização ainda maior. Ficou confuso ainda? Solta o play no vídeo abaixo que o Fernando Ferrer explica tudo!

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

de olho na reabertura

Vacina no braço e compra de ações: por que o UBS (o banco suíço) agora recomenda a bolsa brasileira

Banco suíço cita as revisões de crescimento para a economia brasileira, menor risco fiscal, expectativa de lucro das empresas e preços em patamares “convidativos”

seu dinheiro na sua noite

Anitta no conselho do Nubank, mais ofertas de ações e o ponto de inflexão do minério de ferro

Acostumado a fazer barulho no mercado, o Nubank fez, nesta segunda-feira, mais um anúncio que deu o que falar: a contratação da cantora e empresária Anitta para integrar o conselho de administração da empresa. A garota do Rio, nascida no bairro suburbano de Honório Gurgel e alçada à fama pelo funk carioca, ocupará uma cadeira […]

linhas 8 e 9

CCR assina acordo de acionistas com RuasInvest no Consórcio Via Mobilidade

Acordo prevê os porcentuais de participação de 80% da CCR e de 20% da RuasInvest no Consórcio ViaMobilidade Linhas 8 e 9

Microcaps

Panvel (PNVL3): é hora de investir?

A rede Panvel é queridinha no Sul do país. Sua recuperação tem mostrado que ela pode ser uma gema entre as microcaps da Bolsa. Descubra se vale a pena investir nela no Chama o Max de hoje.

sinal verde

Câmara aprova texto-base da MP que viabiliza privatização da Eletrobras

Placar foi de 258 votos contra 136; texto já havia sido aprovado pela Casa, mas voltou depois de alterações no Senado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies