O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2021-12-31T16:17:21-03:00
Estadão Conteúdo
DA JANELA LATERAL

Brasileiros da 3G Capital vão às compras e fecham negócio bilionário com multinacional holandesa

Aquisição da Hunter Douglas é mais uma investida do grupo em gigantes da chamada economia real, com foco em bens que fazem parte do dia a dia das pessoas

31 de dezembro de 2021
16:17
Desenho de um homem e uma mulher olhando pela janela de um prédio
Imagem: Shutterstock

Aquela espiadinha na janela não será mais a mesma nem para você e nem para os brasileiros Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira. O grupo 3G Capital foi às compras nos instantes finais de 2021 e arrematou a Hunter Douglas por US$ 7,1 bilhões. 

A aquisição do controle acionário da multinacional holandesa de persianas, cortinas e fabricante de produtos arquitetônicos avalia em 175 euros (US$ 198) as ações ordinárias da Hunter Douglas. 

O valor representa um prêmio de 73% em relação ao preço de fechamento da empresa na sessão de 30 de dezembro, informou a multinacional. 

O negócio representa mais uma investida dos brasileiros em gigantes tradicionais da chamada economia real, com foco em bens de consumo que fazem parte do dia a dia da maioria das pessoas. 

Um empurrãozinho de Warren Buffet

Com a ajuda do megainvestidor Warren Buffet, o 3G foi responsável pelo negócio que resultou na Kraft Heinz, gigante de alimentação formada pela combinação das duas empresas americanas, e tem ainda no seu portfólio as marcas Burger King, além da multinacional de bebidas AB Inbev

A Hunter Douglas teve origem a partir da parceria de dois empreendedores, Henry Sonneberg e Joe Hunter, em meados da década de 1940. Com sede em Roterdã, na Holanda, o grupo é hoje líder mundial em persianas e atua em mais de 100 países, por meio de 136 companhias. 

Em 2021, as receitas somaram US$ 3,4 bilhões no acumulado em nove meses. 

Sob a batuta da 3G Capital

João Castro Neves, ex-CEO da AB Inbev e sócio sênior da 3G Capital, deverá atuar como presidente da companhia após a conclusão da transação, prevista para acontecer no primeiro trimestre de 2022. 

O atual co-presidente da empresa, David Sonnenberg, fará a transição para Presidente Executivo do Conselho de Administração e "continuará altamente envolvido no dia-a-dia e estratégia dos negócios", segundo comunicado. 

Ralph Sonnenberg, filho do fundador da companhia e detentor de 93,6% das ações, concordou com a oferta. Após a transação, a família Sonnenberg ficará com 25% do capital da empresa. 

"Estamos honrados em fazer parceria com a família Sonnenberg e trabalhar com a equipe de gerenciamento da Hunter Douglas na próxima fase de expansão global da empresa", disseram Daniel Schwartz e Alex Behring, sócios da 3G Capital, em nota. 

Já Ralph Sonnenberg celebrou a 3G Capital como "uma investidora, operadora e forte parceira de renome para o negócio". 

O Credit Suisse atuou como consultor financeiro exclusivo para a Família Sonnenberg na transação, enquanto a 3G Capital teve ao seu lado Lazard, J.P. Morgan e Morgan Stanley.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

NOITE CRIPTO

Não deu para o bitcoin (BTC): maior criptomoeda do mundo tenta, mas patamar de US$ 30 mil escapa; confira cotações

Agora, os investidores devem permanecer tentando sustentar esse suporte psicológico importante e entrar na próxima semana no “zero a zero”, antes de tentar buscar novas altas

REVISÃO CUSTOU CARO

B3 (B3SA3) volta a corrigir erro nos dados e revela que 2021 terminou com fluxo estrangeiro negativo após R$ 77,9 bilhões em dinheiro gringo “sumirem” da conta

Vale lembrar que a entrada de capital estrangeiro ajuda na performance do mercado acionário e de câmbio. Por isso, a nova cifra não pinta um quadro positivo para o país

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa ignora tensão em Nova York, os planos de Elon Musk para o Brasil e o salto da GetNet; confira os destaques do dia

Por enquanto, o Ibovespa segue avançando, apesar do desempenho ruim das bolsas pelo mundo

FIQUE DE OLHO

Em semana de ata do Fed, destaque no Brasil fica por conta do IPCA-15; confira a agenda completa de indicadores

Nos Estados Unidos, a segunda prévia do PIB no primeiro trimestre também é destaque; na Europa, o PIB da Alemanha é o principal dado

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa escapa do mau humor em NY e sobe mais de 1% na semana; dólar fica abaixo dos R$ 5

O S&P 500 chegou a entrar oficialmente em “bear market”, mas os estímulos na China salvaram a semana do Ibovespa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies