O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2021-12-09T15:09:55-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Clube anti-cripto

China acertou ao banir o bitcoin? Braço direito de Warren Buffett diz que as criptomoedas nunca deveriam ter sido inventadas

A aversão de Charlie Munger pelo bitcoin cresceu ainda mais durante a pandemia; para o bilionário, o criptoativo é “repugnante”

4 de dezembro de 2021
9:30 - atualizado às 15:09
Policiais em miniatura cercam um bitcoin parcialmente enterrado | Coinbase Criptomoedas
Ao menos 6 mil clientes da Coinbase foram afetados pelo ataque - Imagem: Shutterstock

Braço direito de Warren Buffett na Berkshire Hathaway, Charlie Munger compartilha da visão do megainvestidor quando o assunto são as criptomoedas. "Gostaria que elas nunca tivessem sido inventadas", declarou o bilionário na última sexta-feira (3).

Para ele, a China escolheu a melhor abordagem para lidar com os ativos digitais: "Eu admiro os chineses, acho que tomaram a decisão correta, que foi simplesmente bani-los", afirmou o sócio do mago de Omaha.

Essa não foi a primeira vez que o vice-presidente da Berkshire Hathaway expressou publicamente sua opinião acerca do tema. Em maio, durante o encontro anual com os acionistas da empresa, Munger revelou que sua aversão ao bitcoin cresceu durante a pandemia.

“Não gosto de uma moeda que é tão útil para sequestradores, estelionatários e assim por diante, nem gosto de simplesmente jogar fora bilhões de bilhões de dólares com alguém que acabou de inventar um novo produto financeiro do nada", indicou ele na ocasião.

Os entusiastas do bitcoin, é claro, discordam. Para eles, a moeda digital mais famosa do mundo é uma reserva de valor que pode ser usada para proteger o patrimônio contra a inflação. Já Munger vê, em suas próprias palavras, "todo o maldito desenvolvimento" da criptomoeda como "repugnante e contrário aos interesses da civilização".

O investidor também critica a extrema volatilidade do bitcoin, um ponto difícil de rebater até para os mais fervorosos entusiastas. O ativo entrou recentemente em um bear market com um recuo de cerca de 30% desde que atingiu sua nova máxima histórica, aos US$ 69.000, no início de novembro.

"[O bitcoin] É realmente uma espécie de substituto artificial do ouro. E como nunca compro ouro, nunca compro bitcoin”, apontou Munger em fevereiro. “Bitcoin me lembra o que Oscar Wilde disse sobre a caça à raposa. Ele disse que era a busca do intratável pelo indizível".

Warren Buffett também não é fã de cripto

Se você achou pesadas as críticas de Charlie Munger, espere só até descobrir o que seu sócio mais famoso, Warren Buffett, pensa sobre o assunto. O megainvestidor já chegou a dizer que o bitcoin era "veneno de rato", além de um "miragem e não uma criptomoeda".

E engana-se quem pensa que as críticas são antigas e que, assim como ocorreu com as empresas de tecnologia, a opinião do mago de Omaha sobre as criptomoedas pode ter mudado.

No ano passado, em entrevista à CNBC, Buffett declarou que não tem e nunca terá uma criptomoeda. Assim como seu braço direito, ele acredita que essa classe de ativos “não tem valor e não produz nada".

*Com informações da CNBC

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

NOITE CRIPTO

Não deu para o bitcoin (BTC): maior criptomoeda do mundo tenta, mas patamar de US$ 30 mil escapa; confira cotações

Agora, os investidores devem permanecer tentando sustentar esse suporte psicológico importante e entrar na próxima semana no “zero a zero”, antes de tentar buscar novas altas

REVISÃO CUSTOU CARO

B3 (B3SA3) volta a corrigir erro nos dados e revela que 2021 terminou com fluxo estrangeiro negativo após R$ 77,9 bilhões em dinheiro gringo “sumirem” da conta

Vale lembrar que a entrada de capital estrangeiro ajuda na performance do mercado acionário e de câmbio. Por isso, a nova cifra não pinta um quadro positivo para o país

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa ignora tensão em Nova York, os planos de Elon Musk para o Brasil e o salto da GetNet; confira os destaques do dia

Por enquanto, o Ibovespa segue avançando, apesar do desempenho ruim das bolsas pelo mundo

FIQUE DE OLHO

Em semana de ata do Fed, destaque no Brasil fica por conta do IPCA-15; confira a agenda completa de indicadores

Nos Estados Unidos, a segunda prévia do PIB no primeiro trimestre também é destaque; na Europa, o PIB da Alemanha é o principal dado

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa escapa do mau humor em NY e sobe mais de 1% na semana; dólar fica abaixo dos R$ 5

O S&P 500 chegou a entrar oficialmente em “bear market”, mas os estímulos na China salvaram a semana do Ibovespa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies