2021-10-01T19:08:02-03:00
Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
Roubo digital

Alguém viu meu bitcoin? Ao menos 6 mil clientes da Coinbase tiveram suas criptomoedas roubadas por hackers

Há suspeitas de que as informações necessárias ao ataque foram vazadas durante uma ação interna, com a participação de funcionários da corretora

1 de outubro de 2021
19:07 - atualizado às 19:08
Ao menos 6 mil clientes da Coinbase foram afetados pelo ataque - Imagem: Shutterstock

Cadê o bitcoin que estava aqui? Essa pergunta foi feita por ao menos 6 mil clientes da Coinbase. A corretora de criptomoedas norte-americana revelou que esse foi o número de usuários que tiveram criptomoedas roubadas em uma invasão de hackers.

O ataque ocorreu entre março e maio deste ano, mas só veio a público recentemente, após a empresa enviar uma carta aos clientes que tiveram seus ativos transferidos para carteiras fora da Coinbase.

Em uma cópia do documento, disponibilizada no website da Promotoria Geral da Califórnia, lê-se o seguinte:

“Infelizmente, de março até o dia 20 de maio de 2021, você foi vítima de uma campanha realizada por terceiros para conseguir acesso não autorizado a contas de clientes da Coinbase e movimentar valores para fora da plataforma.

Pelo menos 6 mil clientes da Coinbase tiveram fundos movidos de suas contas, incluindo você”.

Vazamento interno?

Ainda segundo a carta, conhecimentos prévios sobre e-mail, endereço, senha e número de telefone — assim como o acesso à caixa de e-mail pessoal dos investidores — são necessários para o acesso à conta da Coinbase.

A corretora explica ainda que, embora ainda não possa afirmar conclusivamente como os hackers chegaram à informação, esse tipo de invasão normalmente envolve “ataques de phishing ou outras técnicas de engenharia social que levam a vítima a, sem perceber, revelar suas credenciais de login”.

Também há a suspeita, de acordo com a Reuters, de que as informações foram vazadas durante uma ação interna, com a participação de funcionários da Coinbase. A corretora, porém, garante que não há evidências de violação do banco de dados da plataforma.

E as criptomoedas perdidas?

Mesmo sem determinar como os invasores entraram, a empresa prometeu que depositará nas contas afetadas fundos de valor equivalente ao das criptomoedas roubadas.

“Alguns clientes já foram reembolsados. Nós garantimos que todos os afetados receberão o valor total perdido”. Além disso, a Coinbase assegura que o problema já foi resolvido e que trabalha com os usuários clientes para restabelecer a segurança das contas.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Pílulas do Mercado

Bitcoin levou ‘rasteira’: com até 200.000% no ano, criptos DeFi estão mudando o sistema financeiro – e podem te ajudar a enriquecer em 2022

Quem deixou de investir nas tecnologias que revolucionaram o planeta até hoje, ficou ‘chupando o dedo’ enquanto os espertos enriqueciam; agora, existe uma lista de criptoativos DeFi que está transformando as transações financeiras e que pode transformar R$ 500 em R$ 100 mil, R$ 5 mil em 1 milhão – conheça

MUDANDO A RECOMENDAÇÃO

Itaú BBA vê Gerdau (GGBR4) como ação defensiva, mas a siderúrgica que pode subir mais de 50% é outra; confira as apostas do banco

A queda de mais de 39% das ações da Usiminas abriram um bom ponto de entrada, segundo os analistas do Itaú BBA

Análise SD

Jogou a toalha? Azul (AZUL4) critica plano de recuperação da LATAM e dá a entender que não vai aumentar a proposta

A Latam pretende injetar mais de US$ 8 bi com as medidas de seu plano de recuperação judicial, cifra superior à proposta pela Azul (AZUL4)

bitcoin (BTC) hoje

Alívio com variante da covid-19 chega primeiro ao mercado de criptomoedas e bitcoin (BTC) volta aos US$ 57 mil

O mercado de criptomoedas, que não para nunca, sentiu o alívio ainda no final do sábado (27) e segue em alta hoje

Radiocash

“Esses 4 milhões de pessoas na Bolsa vieram para ficar”, diz Gustavo Cerbasi

Com 16 livros publicados e 1,5 milhão de seguidores no Instagram, o ex-professor universitário encara com cautela a fama, e rejeita alguns rótulos