Menu
Eduardo Ragasol
Seu Dinheiro Convida
Eduardo Ragasol
CEO da Neogrid
Dados da Bolsa por TradingView
2021-07-12T14:27:24-03:00
Seu Dinheiro convida

Eduardo Ragasol, CEO da Neogrid: O poder do Supply Chain Network para o sucesso dos negócios

Com esta metodologia, a cadeia de suprimentos fica mais conectada, criando uma verdadeira rede para realizar parcerias, análises e estratégias para desenvolver uma empresa

13 de julho de 2021
6:02 - atualizado às 14:27
tecnologia
Imagem: Shutterstock

A cadeia de suprimentos sempre foi preponderante nas estratégias das empresas. Em momentos de crise, onde as margens para erros se tornam menores, o papel do supply chain se faz ainda mais fundamental. Diante desse cenário, a tendência do Supply Chain Network (SCN) vem ganhando força.

Por definição, Supply Chain Network exige que a cadeia de suprimentos seja mais conectada, criando uma verdadeira rede na qual são realizadas parcerias, análises e novas estratégias para o desenvolvimento do negócio. O objetivo é gerar valor, principalmente, para o último elo da cadeia: o consumidor final.

É a partir da metodologia SCN que muitas companhias elevam a qualidade da sua cadeia de suprimentos, desenvolvendo uma visão macro, englobando outras organizações, fluxos e avaliações em seus processos.

O foco é prover mais visibilidade, para maior integração, melhor planejamento e uma reposição mais assertiva para que não falte produto na prateleira, nem haja um excesso de itens no estoque, por exemplo. Situações como essas acabam causando prejuízos financeiros e reputacionais às empresas.

Uma pesquisa da McKinsey & Company, publicada na Fortune, revelou que a cada dois anos ocorre um grande acontecimento que interrompe o fornecimento de materiais e compromete a produção da manufatura por uma ou duas semanas, o que é um tempo considerável.

Além disso, o estudo diz que, ao longo de uma década, as empresas devem esperar que essas interrupções eliminem, no mínimo, meio ano de Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização).

Isso implica na necessidade de mudança de comportamento. Os possíveis impactos do que antes era tratado como inesperado, mas que hoje precisa ser considerado como provável.

O mercado tem chamado isso de migração do sistema “just in time” para o “just in case”. Partindo dessa premissa, pensar em suprimentos como uma rede, na qual a demanda real é quem manda na cadeia, redefinirá a lógica do reabastecimento de todas as indústrias.

A tecnologia, novamente, se mostra essencial ao processo de implementação dessa nova cultura.

Apenas por meio dela é possível monitorar, comparar e mensurar, em tempo real, a eficácia da interoperabilidade dos processos e empresas — considerando o desempenho de cada agente em sua respectiva etapa com subsídios informativos estratégicos para tomadas de decisão mais precisas.

Atualmente, atender as demandas do cliente, respeitando prazos, mantendo a disponibilidade de produtos e superando as expectativas, exige um esforço de gestão muito maior por parte da indústria e do varejo.

Para isso, mais uma vez torna-se imprescindível o uso da tecnologia na coleta, organização e aproveitamento das informações. Com soluções de big data e inteligência artificial, as companhias conseguem desenvolver, e muitas vezes aprimorar, um planejamento estratégico para alcançar os resultados almejados.

Esse tipo de movimento permite, por exemplo, criar linhas de produtos, ativar promoções, explorar novas praças e definir um cronograma otimizado de reposição dos pontos de vendas (PDV).

Cerca de 90% dos participantes da pesquisa elaborada pela McKinsey & Company relataram que planejam tomar medidas para transformar suas cadeias de suprimentos mais resilientes. E metade deles disse estar disposta a priorizar a flexibilidade em vez da lucratividade de curto prazo.

Alguns investimentos são necessários para aumentar as chances de se manter vivo em um mercado cada vez mais competitivo. Miguel Abuhab, fundador e presidente do conselho da Neogrid, diz que “inovar é fazer hoje aquilo que ontem era impensável, de maneira que amanhã seja indispensável”.

É exatamente o que prevemos para a Supply Chain Network. Algo até então pouco praticado, mas com o potencial de impactar na qualidade de entrega, custos operacionais e, o mais importante, na experiência positiva do cliente que, no final das contas, é o que vai definir o sucesso, ou não, daquele negócio.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Balanço trimestral

Vai gerar insegurança? BB Seguridade (BBSE3) tem resultados abaixo da expectativa de analistas

O lucro líquido do segundo trimestre foi de R$ 753,7 milhões de reais, resultado 23,2% menor que o registrado um ano antes

O melhor do seu dinheiro

A corrida dos bilhões com barreiras nos balanços da semana e outras notícias que mexem com o seu dinheiro

Bom dia! Prepare-se para ler muitas vezes a palavra “bilhão” ao longo desta semana nas reportagens do Seu Dinheiro. Com a temporada de balanços na fase decisiva, estão programados para os próximos dias os resultados dos três maiores bancos brasileiros — Banco do Brasil, Itaú e Bradesco. Em outros tempos, os lucros bilionários projetados para […]

segredos da bolsa

Esquenta dos mercados: Copom e payroll devem movimentar os negócios junto com balanços dos grandes bancos

Além disso, os mercados amanheceram com apetite de risco nesta-segunda-feira; confira

Decolagem vertical

De olho nas cidades, Azul fecha parceria com startup alemã para ter carro voador

Acordo prevê a aquisição de 220 aeronaves fabricados pela Lilium, com um valor que pode chegar a US$ 1 bilhão e operação a partir de 2025

cardápio da semana

Itaú, Bradesco, BB e Petrobras divulgam resultados nesta semana; saiba o que esperar

Depois do baque com o início da pandemia, companhias que fazem parte do Ibovespa devem registrar uma alta anual de 255% do lucro por ação; veja agenda da semana

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies