Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-08-16T08:46:43-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
O melhor do seu dinheiro

O que mexe com o seu dinheiro: A bolsa na contramão dos juros, Taleban, balanços, Itaú e Lemonade

16 de agosto de 2021
8:46
Montagem mostra sede da bolsa com placa de contramão
Imagem: Shutterstock, com intervenção de Andrei Morais

Bom dia!

Alguém anotou a placa? É difícil não ficar atordoado com o tombo de quase 10 mil pontos levado pelo Ibovespa desde o último recorde, alcançado em junho.

Como diria Roberto Carlos, o principal índice da bolsa brasileira parou mais uma vez na contramão. Isso fica ainda mais evidente quando assistimos aos mercados internacionais engatando altas e máximas históricas consecutivas.

Não faltam razões para a puxada no freio de mão. Temos a volta do risco fiscal e as constantes turbulências políticas em Brasília, além das preocupações com os rumos da pandemia e ameaças regulatórias na China.

Mas também é possível identificar claramente duas letras na placa do caminhão que atropelou o Ibovespa: BC. Igualmente na contramão da maioria das economias, o nosso Banco Central deu início a um processo de alta dos juros para conter a inflação.

Poderíamos ficar aqui um bom tempo discutindo se a turma liderada por Roberto Campos Neto estaria ou não exagerando na dose do veneno contra o dragão. O que você acha?

Seja como for, a realidade é que juros mais altos atrapalham, sim, os investimentos em renda variável. Mas isso não significa que não haja mais oportunidades na bolsa.

Quem explica para você por que é mais difícil dirigir na bolsa na contramão da Selic é a nossa colunista Larissa Quaresma. Ela também aponta quais ações podem se dar melhor nessa pista escorregadia.

O que você precisa saber hoje

SEGREDOS DA BOLSA
Tensão política aqui e no exterior devem pressionar a bolsa esta semana, em meio a reta final da temporada de balanços. O risco fiscal e a tomada do poder pelo Taleban no Afeganistão aumentam a temperatura do xadrez político internacional. 

CARDÁPIO DE BALANÇOS 
CVC, Cosan, Boa Safra, Vivara, Enjoei e Tecnisa: os balanços que mexem com o mercado nesta segunda. A temporada de resultados do segundo trimestre deve seguir repercutindo na bolsa hoje. 

CORRIDA ESPACIAL 
Elon Musk diz que módulo lunar da SpaceX pode ficar pronto antes de 2024. Estimativa é a mais recente de uma série de previsões otimistas do bilionário, que sempre disse que usará sua fortuna para tornar a vida “multiplanetária”. 

NEGÓCIOS
Vinci Partners (VINP) negocia compra do prédio do Itaú (ITUB4) na Faria Lima. Gestora brasileira que tem ações listadas na Nasdaq pode desembolsar R$ 1,5 bilhão pelo edifício, segundo jornal O Globo.

INVASÃO DIGITAL 
Hackers atacam sistema do Tesouro Nacional, diz Ministério da Economia. O ataque foi identificado na noite de sexta-feira, 13 e, de acordo com a pasta, medidas de contenção foram aplicadas e a Polícia Federal foi acionada.

VOLTA POR CIMA 
‘A Embraer conseguiu fazer a virada’, diz presidente da empresa. Executivo prometeu dobrar o faturamento da empresa nos próximos anos, algo que considerava improvável em 2020; veja entrevista.

RODOLFO AMSTALDEN
Análise: Lemonade (LMND) e a lição das possíveis ações exponenciais. A empresa começou suas operações em 2017, recebeu investimentos do Softbank e da Allianz e realizou IPO no início de julho do ano passado, levantando US$ 319 milhões.

Aquele abraço e uma ótima semana para você!

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

ainda não acabou

Controladores da Alliar (AALR3) contratam XP para vender o negócio, diz jornal

Empresa de diagnósticos foi alvo, recentemente, de disputa pelo controle pela Rede D’Or e fundos ligados ao empresário Nelson Tanure

Mais recursos

Democratas aprovam pacote de US$ 3,5 tri no Comitê de Orçamento da Câmara dos EUA

Recursos serão destinados à rede de segurança social e programas relacionados a mudanças climáticas. Obtenção de quase unanimidade para aprovação no Congresso é desafio

Clube do livro

“Era para termos entrado no Primeiro Mundo há 30 anos”, escreve Gustavo Franco em seu novo livro “Lições Amargas”; leia a resenha completa

O ex-presidente do Banco Central tece críticas ao Brasil e sua estagnação prolongada e apresenta uma “história provisória da atualidade”

ESPECIAL DE ANIVERSÁRIO

Onde investir para os próximos 3 anos: 3 indicações para chegar, com consistência, ao primeiro milhão

E não se esqueça: é essencial começar o quanto antes, fazer aportes constantes e diversificar os investimentos

IPO adiado

Bluefit: nem desconto de 20% garante estreia da rede de academias na bolsa

Inicialmente estimado em R$ 600 milhões, IPO da rede de academias de baixo custo agora deverá ter o valor reduzido e envolver apenas investidores institucionais, como fundos e fundações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies