O melhor do Seu Dinheiro
Kaype Abreu
2021-09-25T12:10:27-03:00
o melhor do seu dinheiro

Mercados na semana: O destino da Evergrande, uma análise da Vale e seis ações indicadas por analistas

25 de setembro de 2021
12:10
fachada da incorporadora chinesa Evergrande
Fachada da Evergrande: na quinta, incorporadora perdeu o prazo de pagamento de um título denominado em dólares.

A semana que termina nos mercados foi marcada pela incerteza quanto ao futuro da incorporadora chinesa Evergrande e seus desdobramentos sobre a economia global.

A crise na empresa, que tem um passivo oscilando à beira da insolvência, é consequência do aperto monetário e regulatório sobre o setor promovido pelo governo chinês desde o final do ano passado para fazer frente à especulação imobiliária.

O temor dos mercados é de que haja uma reação em cadeia, afetando o setor imobiliário e provocando instabilidade social — cerca de 1,5 milhão de pessoas já começaram a pagar por imóveis ainda não entregues pela companhia.

A Evergrande negocia com bancos para evitar o calote da rolagem da dívida. Na quinta, a incorporadora perdeu o prazo para o pagamento de juros de um título denominado em dólares e deixou os investidores estrangeiros no escuro.

Com isso, os mercados voltaram a operar no vermelho durante a sexta-feira, e o Ibovespa terminou o dia em queda de 0,69%, aos 113.282 pontos. Veja nesta matéria os destaques da semana nos mercados.

Ao que tudo indica a crise da incorporadora deve continuar ecoando nas bolsas de todo o mundo. Neste texto você confere quatro possíveis resoluções para o caso da Evergrande.

1 - O que esperar da Vale

A desaceleração da China impacta na demanda por minério de ferro, refletindo nos preços da commodity e na cotação das ações da Vale.

Mas o que é ruído nessa história e o quanto a queda dos papéis é justa? O repórter Victor Aguiar apurou com analistas o potencial da empresa e conta neste vídeo o que ele ouviu.

2 - Três ações promissoras para os próximos três anos

Não dá para prever qual empresa vai ter as melhores oportunidades no longo prazo, mas é possível confiar em uma gestão que saiba aproveitar os momentos inesperados e com grande potencial. É o que diz o colunista Ruy Hungria.

O especialista elencou três ações de companhias com gestão “fora de série”, na avaliação dele. O texto faz parte de uma série especial de aniversário do Seu Dinheiro sobre três investimentos para os próximos três anos.

3 - ESG na carteira

Quem também indicou três ações foi a analista Larissa Quaresma. Ela escolheu empresas que, na visão dela, realmente se importam com as boas práticas ESG e estão a preços convidativos.

A especialista diz também que, antes de a bolsa melhorar, de forma a ser mais corretamente precificada, a situação pode piorar. Por isso, diz ela, é interessante ter algum nível de dólar na sua carteira como, no mínimo, uma proteção. Veja aqui as indicações.

4 - Bitcoin no topo

Todo aniversário do Seu Dinheiro a gente prepara o ranking dos melhores e piores investimentos desde o dia em que o site entrou no ar. A lista deste ano mais uma vez comprova que, apesar de todos os altos e baixos, correr algum risco valeu a pena.

Dos ativos que costumamos acompanhar nos nossos balanços de investimentos, o bitcoin foi disparado o mais rentável dos últimos três anos. Em reais, a principal criptomoeda do mundo rendeu quase 800%, saindo do patamar dos R$ 27 mil para quase R$ 240 mil.

A bolsa não está no pódio, mas aparece em quarto lugar: o Ibovespa acumulou um ganho de quase 44% nos últimos três anos, tendo saltado dos 80 mil para os 114 mil pontos. Veja o ranking.

5 - CDB 100% do CDI pode ser melhor que Tesouro Selic?

Com a taxa Selic elevada nesta semana para 6,25% ao ano, e os investimentos conservadores de renda fixa voltando a ter chance de ganhar da inflação daqui para frente, a sua reserva de emergência não está mais fadada a ficar na "perda fixa".

Se com a Selic nas mínimas não fazia muita diferença em qual aplicação de baixo risco você aplicaria o seu colchão financeiro ou as reservas destinadas a objetivos de curto prazo, agora esse debate volta a fazer sentido. A Julia Wiltgen explica nesta matéria e conta se o CDB 100% do CDI pode ser melhor que o Tesouro Selic.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

DOR NO BOLSO

IPVA 2022 encarecerá 30%, em média, em São Paulo; descubra quanto você vai pagar de imposto

E a notícia doí ainda mais no bolso porque a data de pagamento do IPVA está bem próxima: quem quiser desconto tem de quitar a soma já no próximo mês

Bitcoin (BTC) hoje

Bitcoin e ethereum despencam hoje, e principal criptomoeda do mundo se afunda ainda mais no ‘bear market’

Após uma semana que terminou com ganhos, as duas maiores moedas digitais do mercado sofreram na virada de sexta-feira para sábado

Trabalhadores em falta

Como a falta de bebês na China pode provocar uma crise financeira global

A população da China vem recuando desde 2010, e, com as taxas de natalidade nos menores níveis em 80 anos, o cenário ameaça todo o planeta

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

IPO do Nubank, como driblar os impostos e onde investir o 13º salário: confira os destaques da semana

Nada é pior para um ansioso do que a incerteza. E o mercado, ultimamente, vem sendo marcado por uma forte onda de incertezas, vindas de todos os lados. Os preços dos ativos respondem a isso com volatilidade, e não há muito o que fazer a não ser manter a calma, focar nos fundamentos e aguardar […]

Clube anti-cripto

China acertou ao banir o bitcoin? Braço direito de Warren Buffett diz que as criptomoedas nunca deveriam ter sido inventadas

A aversão de Charlie Munger pelo bitcoin cresceu ainda mais durante a pandemia; para o bilionário, o criptoativo é “repugnante”