🔴 SAVE THE DATE: 22/07 – FERRAMENTA PARA GERAR RENDA COM 1 CLIQUE SERÁ LIBERADA – CONHEÇA

Destravando a logística: Sequoia pensa fora da caixa e se torna o maior player privado nacional do setor

Veja a estratégia da Sequoia para se tornar gigante na logística brasileira e entrar para o hall das escolhidas da Carteira Empiricus

15 de dezembro de 2021
11:55
Imagem: Shutterstock

No mercado, uma empresa agnóstica é aquela que não depende de um determinado player para crescer suas linhas de negócio.

Uma espécie de “white label” que se beneficia de diversas vertentes e auxilia o desenvolvimento do mercado através de suas aplicações, independentemente do tamanho do cliente, de sua linha de negócio ou estratégia de crescimento.

Durante muitos anos, a companhia que dominou as soluções logísticas no Brasil foi os Correios.

Agnóstica, a estatal tem uma capilaridade grande que permitiu a interligação entre as cidades deste país de dimensões continentais. Contudo, a sua solução está longe de ser ótima.

Na era do e-commerce, os Correios se mostraram uma empresa ineficiente, cara e com nível de serviços bastante aquém do desejado.

A logística no Brasil

De acordo com a associação de operadores logísticos do país, o modal rodoviário representa 61% do transporte de cargas, contra 21% de ferrovias, 14% marítimo ou fluvial e 4% de outras soluções.

Outro dado relevante é que o Brasil gasta aproximadamente 12% do seu PIB com o setor de logística de maneira mais ampla, aqui incluso transporte, armazenagem e inventário, enquanto, em países desenvolvidos, esse número é menos de 8% do PIB.

Pela ótica das empresas, em média, são gastos 11% da receita líquida em logística, sendo a maior parte (6%) em transporte, embora o e-commerce represente aproximadamente 10% do total do varejo.

Já nos EUA, o comércio digital representa algo como 20% do varejo e os custos logísticos representam ao redor de 8% do faturamento das companhias.

Com esses números em mente, fica clara a necessidade do desenvolvimento de nossa malha, através de uma solução eficaz, barata, com capilaridade e nível de serviço melhorado.

Oportunidade na necessidade

Fundada em 2010, a Sequoia (SEQL3) rapidamente cresceu orgânica e inorganicamente e já é o maior player de logística privada do país, com presença em 4.400 cidades e foco no interior, mais de 47 milhões de pedidos entregues nos últimos 12 meses e atendimento a oito dos dez maiores e-commerces do país.

Em seu evento na semana passada, a companhia deu mais detalhes sobre sua estratégia de crescimento, em especial em três tópicos: M&A; investimento em tecnologia; melhorias operacionais.

Em relação ao primeiro tópico, já foram realizadas cinco aquisições desde o IPO, há um ano, de modo a adicionar uma receita combinada de R$ 690 milhões (equivalente a 39% da estimativa de receita para 2021), e houve a criação da Drops, cujo objetivo é dar maior conveniência para o pequeno seller, que até então ficava limitado ao volume mínimo de entrega e com pouco acesso à rastreabilidade das encomendas. 

A estratégia da Sequoia

Para o futuro, o pipeline de possíveis aquisições inclui 23 empresas e R$ 5,4 bilhões de receita bruta potencial.

No tema tecnologia, pude verificar in loco a capacidade da companhia de controle dos pedidos, roteirização e tracking de nível de ruptura “real time”.

Além disso, foram investidos milhões em novos “sorters” (sistemas de classificação automática de pedidos), expandindo a capacidade de atendimento aos mais variados sellers e possibilitando o crescimento exponencial dos players asiáticos.

Em três meses, por exemplo, estes passaram a ser um dos principais clientes da companhia, multiplicando a receita em 19 vezes.

Universo logístico

Por fim, em termos de melhorias operacionais, a Sequoia aumentou seu universo de cobertura em mais de mil cidades em um ano e apresentou crescimento de 81% no número de pedidos na Black Friday (65% no interior do país).

Através de um modelo de negócios escalável, consegue capturar até 60% em sinergias operacionais em até oito meses nas novas investidas.

Seja no B2C (entrega ao consumidor final), no B2B (entrega para empresas) ou nas demais soluções logísticas, pouco importa quem será o vencedor (ou os vencedores); a Sequoia (SEQL3) preparou uma solução agnóstica que poderá impulsionar todos os tipos de negócio.

Negociando a atrativos 20 vezes lucros, a empresa está no hall das escolhidas da Carteira Empiricus.

Se quiser descobrir outras das nossas companhias sugeridas, fica aqui o convite para conhecer a série

Forte abraço, 
Fernando Ferrer

Compartilhe

FRIGORÍFICOS

Problemas para a BRF (BRFS3) e a JBS (JBSS3)? Brasil suspende exportações de carne de aves para 44 países — e a China é um deles

20 de julho de 2024 - 12:19

O Ministério da Agricultura decidiu voluntariamente paralisar as exportações de carnes de aves e seus produtos, com restrições que variam de acordo com os mercados

DÁ O PLAY!

Agora vai? Por que a bolsa brasileira despertou em julho e o que esperar das ações agora

20 de julho de 2024 - 11:00

Ibovespa já acumula alta de 3% em julho, depois de quase perder os 120 mil pontos no último mês; mas as ações finalmente vão decolar, ou será mais um voo de galinha?

BOLSA NA SEMANA

Por que as ações do Pão de Açúcar (PCAR3) desabaram 13% e lideraram as perdas do Ibovespa na semana — enquanto Usiminas (USIM5) subiu 5%?

20 de julho de 2024 - 9:22

As ações do Pão de Açúcar atraíram os holofotes dos investidores na semana após uma sangria na bolsa brasileira. Veja o que está por trás da queda dos papéis

PERSPECTIVAS PARA OS PROVENTOS

Com R$ 2 bilhões entrando no caixa, a Eletrobras (ELET3) vai distribuir mais dividendos? Veja o que diz o Goldman Sachs

19 de julho de 2024 - 19:46

O banco acredita que a oferta irá aumentar a liquidez da companhia e potencialmente abrir espaço para proventos mais elevados no futuro

RANKING DA QUANTUM

Os reis das ‘penny stocks’: Americanas (AMER3), Oi (OIBR3) e outras ações com a maior sequência de pregões no patamar de centavos

19 de julho de 2024 - 16:41

Um estudo da Quantum mostra que companhias que enfrentaram processos de recuperação judicial dominam o ranking de penny stocks

GESTÃO EXPLICA

Fundo imobiliário com mais de 150 mil cotistas anuncia os menores dividendos em mais de dois anos; por que os proventos do ALZR11 estão em queda?

19 de julho de 2024 - 13:07

O histórico de distribuições de 2024 mostra que os valores depositados pelo FII recuaram cerca de 11,2% desde janeiro

REAÇÃO DAS BOLSAS

Apagão cibernético: ação da CrowdStrike, empresa que causou a pane nos sistemas da Microsoft e derrubou serviços no mundo todo, despenca em NY

19 de julho de 2024 - 12:08

Vale relembrar que, mais cedo, uma atualização nos sistemas da CrowdStrike causou uma pane generalizada nos sistemas da Microsoft

MERCADO FINANCEIRO

Renda fixa brilha no 1º semestre e impulsiona captação de fundos. Veja as 10 gestoras que mais levantaram dinheiro no período

18 de julho de 2024 - 18:38

No “Top 10” das empresas que mais levantaram dinheiro no período, a cifra chega a R$ 202,2 bilhões, de acordo com a Quantum Finance

DISPARADA DO CÂMBIO

Dólar bate os R$ 5,58 e fecha no maior patamar em duas semanas; confira o gatilho da alta de quase 2%

18 de julho de 2024 - 17:47

Mais cedo, o ministro da Fazenda disse ter recebido o sinal verde de Lula para avançar em estudos de corte no Orçamento, mas falas da ministra do Planejamento impulsionaram a moeda

OFERTA NA BOLSA

Fundo imobiliário VGIR11 anuncia emissão de até R$ 500 milhões e vai oferecer um ‘desconto’ nas cotas; confira os detalhes

18 de julho de 2024 - 14:59

O preço de emissão pago por quem decidir participar da operação, que é voltada a investidores no geral, será de R$ 9,85 por cada nova cota

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar