Menu
Marina Gazzoni
Escolha da CEO
Marina Gazzoni
É CEO do Seu Dinheiro
Dados da Bolsa por TradingView
2021-03-13T10:41:20-03:00
escolha da ceo

Lula de volta, toque de recolher em SP e despedida dos juros (tão) baixos

13 de março de 2021
10:41
Luiz Inácio Lula da Silva
Brasil, São Paulo, SP, 07/11/2016. Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em reunião com bancadas do Partido dos Trabalhadores (PT), na Câmara e no Senado, durante evento em São Paulo - Imagem: SÉRGIO CASTRO/ESTADÃO CONTEÚDO/AE

O combo de notícias da semana embrulhou o estômago dos investidores. Olha só o que rolou:

  • Uma decisão do ministro do STF Edson Fachin anulou as condenações de Lula na Lava Jato e o ex-presidente poderá voltar a ser candidato na eleição de 2022.
  • O número de mortes em 24 horas por covid-19 continua a subir no Brasil e bate recorde.
  • São Paulo endureceu as medidas de isolamento social e restringiu ainda mais o funcionamento de estabelecimentos comerciais.
  • O juro futuro dos EUA subiu, aumentando a remuneração dos títulos do Tesouro americano (e atraindo mais capital para eles).

Tudo acima pesa contra o Ibovespa…

Para não dizer que não falei das flores, trago também pontos favoráveis. Veja só: 

  • Nos Estados Unidos, a Câmara dos Representantes finalmente aprovou o pacote de US$ 1,9 trilhão de estímulos à economia;
  • Aqui no Brasil, o Congresso concluiu a votação da PEC Emergencial. Apesar das mudanças no texto, a notícia foi bem recebida pelos mercados.

O saldo da semana foi negativo para o Ibovespa: queda de 0,9% e fechamento aos 114.160 pontos. 

dólar chegou a superar os R$ 5,80 nos últimos dias. Mas o mercado se acalmou e a moeda americana fechou em R$ 5,5597, um recuou de 2,18% na semana.

Para conferir a cobertura completa dos mercados, acesse o texto da Jasmine Olga.

Como de costume, trago abaixo cinco sugestões de leitura do Seu Dinheiro para o seu sabadão. 

1 - Climão com a volta do ‘ex’ 

A decisão de Fachin trouxe de volta o ex-presidente Lula ao jogo político brasileiro. Não é segredo para ninguém que os mercados têm um pé atrás com o Lula.

Só a hipótese de ter ele como candidato na próxima eleição, trouxe desconforto. Ou seja, queda no Ibovespa e alta do dólar. 

Goste você ou não do petista, é importante acompanhar esse assunto de perto. Afinal, ele pode mexer não só com os rumos políticos do Brasil, mas também com o saldo da sua conta na corretora.

Mas por que os mercados não gostaram da volta de Lula? O Vinícius Pinheiro ouviu gestores de fundos e analistas e traz cinco razões nesta reportagem.

2 - Tempos de despedida

Os investidores já se preparam para uma despedida do menor juro da história do Brasil. Na próxima quarta-feira, o Comitê de Política Monetária, o Copom, se reúne para decidir se muda ou não a taxa Selic, atualmente em 2% ao ano. 

Um dos que defende a necessidade de subir os juros é Tony Volpon, ex-diretor do Banco Central, ex-economista-chefe do banco UBS no Brasil e hoje estrategista-chefe da WHG, sigla para Wealth High Governance. 

Motivos? Ele conta nesta entrevista exclusiva ao repórter Ivan Ryngelblum.

3 - [Patrocinado] O que fazer com o seu dinheiro nesse caos?

Com pandemia, Brasília em polvorosa e mercados instáveis, seguimos a vida. E você precisa tomar decisões sobre o que fazer com o seu dinheiro: vai para a bolsa? fica na renda fixa? compra dólar? Dá até uma angústia de pensar em tudo isso…

Calma, você não está sozinho. Neste texto, eu conto a história real de um pai e de um filho e suas decisões financeiras. 

O filho virou “trader” na bolsa, enquanto o pai não conseguiu sair da renda fixa. No fim, os dois seguiram um caminho alternativo. 

São dilemas reais, de investidores reais. Pode ser que você se identifique e tire lições para sua vida financeira. Leia aqui o texto completo.

4 - Dá para pagar menos imposto...

Enquanto você busca um rumo para seus investimentos, existe algo que você pode fazer pelo seu bolso: pagar menos imposto ou receber uma parcela maior do que pagou de volta.

A temporada de declaração do imposto de renda 2021 está aberta. Vale a pena ler esta matéria para conhecer todos os gastos dedutíveis.

Se quiser um treinamento completo, com o passo a passo de como preencher sua declaração, deixo aqui o convite para você conhecer o Guia Definitivo do Imposto de Renda, um projeto do Seu Dinheiro em parceria com a Empiricus. 

5 - O sonho do milhão

Chegar a marca de R$ 1 milhão na conta é o desejo de muita gente. Mas conseguir esses sete dígitos significa que alguém ficou rico?

O colunista Ruy Hungria diz que não necessariamente. Ele alerta que tem muito “milionário” que está mais para pobre que engana bem do que rico. Como assim? Ele explica o seu conceito de riqueza na sua última coluna e mostra um caminho para ser rico de verdade.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

De olho na estatal

Após novas falas de Bolsonaro sobre privatização, CVM vai investigar a Petrobras (PETR4)

A autarquia abre processo administrativos quando entende que precisa acompanhar os desdobramentos de algum assunto

ENRIQUEÇA ATÉ 2024

‘Investir muito em Bitcoin é coisa de imbecil’: estes 14 investimentos já dispararam até 1300% e têm potencial para te deixar rico

Apesar do hype das criptomoedas, existem outras ‘pechinchas exponenciais’ que estão fora do radar de muitos investidores; conheça

Um brinde

A Ambev (ABEV3) nunca vendeu tanta cerveja como no 3º trimestre. E as ações disparam na bolsa

A gigante de bebidas registrou lucro líquido de R$ 3,6 bilhões no terceiro trimestre, alta de 50% e acima do esperado pelo mercado. Hora de comprar a ação?

MERCADOS HOJE

Entre balanços positivos e nova elevação da Selic, Ibovespa opera em queda; dólar avança

Após a decisão do Copom de elevar em 1,5 ponto percentual a Selic, o mercado já espera mais para a próxima reunião. O impasse em Brasília pressiona ainda mais a curva de juros e já precifica uma alta de 1,75 p.p no próximo encontro.

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro abre em queda após aumento de juros e IGP-M acima do esperado e dólar avança hoje

A agenda de balanços conta com Petrobras e Vale, enquanto o exterior deve sentir cautela antes da inflação nos EUA amanhã

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies