Menu
Marina Gazzoni
Escolha da CEO
Marina Gazzoni
É CEO do Seu Dinheiro
Dados da Bolsa por TradingView
2021-04-03T09:24:02-03:00
escolha da ceo

O investimento campeão rendeu 30% em março…

Bitcoin “lacrador”, a insistência do dólar de continuar tão caro e perrengue “nutella” na Suíça; confira o que foi destaque nesta semana

3 de abril de 2021
9:23 - atualizado às 9:24
Bitcoins,And,New,Virtual,Money,Concept.,Growth,Bitcoins.,Euro,Bills
Imagem: Shutterstock

Caro leitor,

É difícil falar em vitória nos dias sombrios em que vivemos. Gente morrendo, hospitais lotados, lojas fechadas e todos de máscara. 

Mas quando o assunto é “dinheiro” é necessário uma certa frieza.

Afinal, todo mundo tem conta para pagar. E a realização dos sonhos exige recursos financeiros.

Mesmo em tempos sombrios, é importante buscar o melhor resultado possível para seus investimentos. Ou seja: preservar seu patrimônio e fazer esse “bolo” crescer.

Mas dá para ganhar dinheiro no meio da crise? 

Ô se dá… 

O Ibovespa rendeu perto de 6% em março. É um bom número se você considerar que o juro brasileiro agora é de 2,75% ao ano.

Mas esse retorno parece uma mixaria perto do bitcoin: alta de 30% no mês.

O ranking dos melhores e piores investimentos de março, feito com maestria pela repórter Julia Wiltgen, é a minha primeira indicação de leitura para o seu fim de semana. Veja abaixo a lista completa:

1 - Bitcoin segue ‘lacrando’ na cara dos céticos

Depois de uma alta de cerca de 420% em reais em 2020, o bitcoin continua a subir em 2021. A criptomoeda acumula uma alta da ordem de 120% no ano. Só em março o retorno foi de 30,75%, o que colocou o bitcoin na primeira colocação do ranking de investimentos do mês.

O Seu Dinheiro traz todos os detalhes sobre o resultado de março para as diferentes aplicações. Quer saber mais sobre isso? 

2 - Deu Positivo na covid-19

Outra que está se dando bem na pandemia é a Positivo. A empresa viu seu lucro engordar no ano passado com o aumento das vendas de notebooks. O produto andava meio fora de moda, mas ganhou um gás com o home office, assim como as ações da companhia. 

A dúvida agora é se essa maré positiva veio para ficar. Para o CEO da empresa, Hélio Rotenberg, o momento é favorável não só pelo notebook, mas pelo avanço de outros projetos, como o de “casa inteligente” e de urnas eletrônicas. O repórter Kaype Abreu traz todos os planos da Positivo nesta entrevista exclusiva.

3 - O dólar insiste em ficar lá em cima

A semana fechou com um leve recuo do dólar, que encerrou a quinta-feira cotado a R$ 5,7153 (veja aqui a cobertura completa dos mercados na semana). O patamar ainda é alto considerando o histórico recente do país. 

Aliás, muita gente esperava um alívio do câmbio com a alta da taxa Selic. Afinal, por que o dólar continua tão alto? O Matheus Spiess fez uma análise sobre a situação câmbio e mostra na sua última coluna por que o dólar não está cedendo.

4 - Perrengue chique na Suíça 

Um dos textos mais comentados do Seu Dinheiro nesta semana foi a crônica do colunista Richard Camargo sobre um “dia difícil” para um operador dos mercados na Suíça.

Com um toque de humor, ele mostra como conceitos de volatilidade e risco dependem do referencial - e como o Brasil está a anos-luz de ser uma economia desenvolvida. Recomendo fortemente a leitura!

5 - Ficar rico no Brasil ou na Suíça?

Jorge Paulo Lemann ficou rico no Brasil… e depois se mudou para a Suíça. Não conheço ninguém que ficou rico na Suíça e depois se mudou para o Brasil.

Há alguma vantagem em estar no terceiro mundo: por aqui a volatilidade é mais alta e a chance de sair do “nada” e mudar de patamar financeiro com tacadas certeiras nos mercados é maior.

Para Felipe Miranda, sócio-fundador da Empiricus, a bolsa brasileira tem 21 ações que são “Oportunidades de uma Vida”. Elas são, a seu ver, a melhor escolha para quem busca multiplicar seu capital. O repórter Caio Nascimento explica o que está em jogo neste texto.

Um grande abraço e ótimo fim de semana!

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Ele está de volta?

Setores fazem pressão por volta do horário de verão

Criado com a finalidade de aproveitar o maior período de luz solar durante a época mais quente do ano, o horário de verão foi instituído no Brasil em 1931 pelo então presidente Getúlio Vargas e adotado em caráter permanente a partir de 2008.

MANOBRAS

Juiz põe no banco dos réus ex-gestores do banco Máxima por gestão fraudulenta

O Banco Máxima S.A. informa que seus atuais acionistas assumiram a administração do banco em 2018, após aprovação pelo Banco Central, e que os integrantes da antiga gestão não têm mais qualquer relação com a instituição financeira

Foguete? Tô fora!

Warren Buffet: o bilionário que não quer conhecer as estrelas

Enquanto Bezos, Musk e Branson protagonizam a nova corrida especial, o Oráculo de Omaha prefere apenas observar

O melhor do Seu Dinheiro

O seu momento Sherlock Holmes

Na adolescência, ouvia que quem buscasse por romance policial brasileiro deveria ler algo do Rubem Fonseca. Era uma vontade minha achar uma história desse gênero que fosse mais próxima da minha realidade — e o filtro nacionalidade me pareceu o mais adequado.  A ideia surgiu depois de ter conhecido parte das histórias criadas por Agatha […]

Mesa Quadrada

Comentarista da ESPN Paulo Antunes fala da sua paixão por futebol americano e experiência no mercado financeiro

Ele conta sobre suas aventuras na cobertura de futebol americano e basquete e ainda revela seus investimentos na Bolsa em novo episódio do podcast Mesa Quadrada

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies