Menu
André Franco
Crypto News
André Franco
É engenheiro e especialista em criptomoedas da Empiricus
Dados da Bolsa por TradingView
2021-07-23T09:45:45-03:00
CRYPTO NEWS

Vamos jogar com bitcoin e outras criptomoedas?

Se no início do mundo dos jogos as pessoas compravam o game e depois passaram a jogar de graça, agora o jogador ganha para jogar

21 de julho de 2021
18:14 - atualizado às 9:45
Bitcoin Game Jogo Criptomoedas
Imagem: Shutterstock

O ambiente de cripto é algo impressionante tanto olhando para inovações que já estão sendo testadas quanto as que serão.

Quando você reúne tantas cabeças boas em torno de uma filosofia que também pode trazer retorno financeiro para essas pessoas, a consequência é o que estamos vendo nesse ambiente: ebulição de ideias.

A todo momento me deparo com inovações dentro das vertentes que já conhecemos, como DeFi, Web3, stablecoins, etc., mas também vemos novas vertentes sendo criadas e crescendo em velocidades nunca antes vistas.

Um exemplo disso é o jogo Axie Infinity, que tem crescido 30% semanalmente em número de usuários e até de forma mais intensa em volume transacionado no marketplace, como você pode conferir nas imagens abaixo.

Figura 1: Evolução semanal do número de usuários ativos
Fonte: Axie Infinity

Figura 2: Evolução semanal do volume mensal do marketplace
Fonte: Axie Infinity

Além disso, o Axie Infinity recolhe do volume movimentado no marketplace, e em outras funcionalidades do jogo, taxas que compõem um caixa comunitário que já ultrapassa a marca de US$ 150 milhões. 

Figura 3: Evolução semanal do tesouro do protocolo 
Fonte: Axie Infinity

Todo esse sucesso estrondoso porque o Axie Infinity inverte a lógica de jogabilidade muito comum em várias franquias de sucesso.

Se no início do mundo dos jogos as pessoas compravam o jogo e em um segundo momento elas passaram a jogar de graça (modelo free-to-play), agora, com o Axie Infinity, o jogador ganha para jogar.

Parece loucura pensar isso, mas o modelo play-to-earn tem atraído jogadores em uma velocidade absurda e tem toda cara de se tornar uma tendência daqui em diante.

Isso porque o modelo em que uma empresa fica com todo o lucro de um projeto traz consigo o ônus da campanha de marketing.

Por outro lado, o modelo play-to-earn exige zero esforço de marketing, porque os próprios jogadores incentivam a entrada de novos ou, no limite, a história de um jogo que dá dinheiro se espalha organicamente.

Se ainda assim não fizer sentido na sua cabeça, pense que o modelo de cashback, ou de cupons, era algo estranho quando começou e hoje o cliente quase exige algum tipo de benefício para testar um novo produto.

Acredito que é isso que acontecerá no futuro: os jogadores irão exigir direta ou indiretamente que os jogos tenham mecanismos de recompensas que possam ser trocadas por dinheiro.

Nesse futuro, de qual lado você está?

Conheça seis criptomoedas promissoras para ficar de olho em 2021:

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Nova bolada

Corretora que quer levar brasileiros a investir nas bolsas dos EUA recebe aporte de R$ 150 milhões; saiba mais

Com US$ 1 bilhão em ativos sob gestão e 300 mil clientes, a Avenue Securities recebeu aporte do fundo japonês Softbank

O gigante quer mais

Buscando margem: Itaú Unibanco (ITUB4) aposta em retomada de crédito pessoal para lucro continuar em alta

Carteira de crédito tem sido impulsionada por linhas com juros mais baixos para os clientes, como financiamento de imóveis e de veículos

Na mira da lei

O que bitcoin e carro tem em comum? Para o novo diretor da CVM americana, ambos precisam de limites

O novo chefe da SEC, a CVM americana, é um entusiasta de criptomoedas e deve trazer um time de peso para sua equipe

Na agenda

Reforma administrativa deve ser votada na Câmara no fim de agosto, diz Lira

O parlamentar avaliou que ficará mais difícil avançar com reformas no ano que vem, quando os interesses políticos vão se sobrepor à agenda econômica

Negócios

Ganhando tração, área de gestão de patrimônio da Vitreo já captou R$ 520 milhões –meta é chegar a R$ 1 bi ainda em 2021

Com serviços exclusivos para clientes com patrimônio acima de R$ 10 milhões, a Vitreo Wealth tem diversos diferenciais e avança em cenário de aquecimento da economia, boom de IPOs, fusões e aquisições e de fortalecimento das startups

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies