Menu
2021-01-05T08:39:01-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
esquenta dos mercados

Cautela com coronavírus e eleição americana pesam nos mercados

O segundo turno para as eleições do Senado americano concentra as atenções dos investidores, já que uma vitória democrata daria o controle das duas casas ao presidente eleito Joe Biden. No Reino Unido, um novo pacote de estímulos alivia a cautela imposto por novo lockdown nacional

5 de janeiro de 2021
8:09 - atualizado às 8:39
vacina bolsa coronavírus
Imagem: Shutterstock

Os sinais que chegam do exterior nesta manhã são conflitantes. O mercado está de olho na eleição para o Senado americano (e que pode dar o controle da casa aos democratas) e com as novas medidas de isolamento decretadas no Reino Unido. No entanto, um novo pacote de estímulos anunciado pelo governo britânico ajuda a aliviar a cautela.

Azedou

2021 parecia certo para começar com o pé direito nos mercados. O otimismo, no entanto, só durou poucos minutos.

Uma série de fatores adversos e que preocupam o mercado pesaram nos negócios no primeiro pregão do ano e prometem seguir ditando o ritmo nesta terça-feira (05).

O Ibovespa terminou o dia em leve queda de 0,14%, aos 118.854,71 pontos, depois de bater um novo recorde intraday ainda nos primeiros minutos da sessão de ontem, aos 120.353,81 pontos. O dólar subiu 1,53%, a R$ 5,2681.

Uma dose de cautela

O primeiro fator de apreensão vem dos Estados Unidos. A possibilidade de que os democratas cresçam a sua participação no Senado americano não agrada o mercado, já que ficaria mais fácil para o governo de Joe Biden aprovar medidas como o aumento de impostos para empresas e a maior pressão sobre as chamadas 'big techs'.

Do outro lado, o coronavírus segue causando estragos e compromete ainda mais a recuperação das bolsas globais. Tanto na Europa quanto nos Estados Unidos novos recordes diários seguem sendo atingidos.

Nem mesmo o início da vacinação em alguns países parece conter a preocupação. No Reino Unido, por exemplo, onde a vacinação já está em curso, o governo britânico anunciou um novo lockdown nacional. O temor do mercado é que outros países adotem a mesma medida ou endureçam ainda mais as regras de distanciamento social para conter a circulação do vírus.

Uma dose de alívio

Nesta manhã, o governo britânico anunciou um novo pacote fiscal de 4,6 bilhões de libras para conter o impacto do novo lockdown no país. A medida trouxe um pouco de alívio para os negócios, com as bolsas europeias operando de forma mista.

Nos Estados Unidos, os índices futuros operam em alta, enquanto os investidores aguardam os resultados das eleições para o Senado na Geórgia.

Durante a madrugada, as bolsas asiáticas voltaram a subir. O motor para essa recuperação foi a notícia de que a Bolsa de Nova York desistiu de excluir três empresas de telecomunicações chinesas de sua listagem.

De olho no petróleo

A reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) tem movimentado o mercado da commodity nos últimos dias. Nesta manhã, o petróleo avança com os rumores de que a Opep + deve voltar a reduzir a produção em 500 mil barris por dia. Uma decisão deve ser anunciada ainda hoje.

Agenda

O primeiro leilão do Tesouro Nacinal do ano é destaque (11h). Também fica no radar a divulgação das vendas de veículos em 2020 pela Federação Nacional de Veículos Automotores.

Lá fora, além do aguardado resultado das eleições para o Senado americano, os investidores também aguardam o PMI Industrial de dezembro dos Estados Unidos (12h). O Banco Mundial também divulga hoje (13h) o seu relatório com as perspectivas globais.

Fique de olho

A agenda ainda segue esvaziada, mas o clima em Brasília começa a esquentar com a disputa pela presidência da Câmara dos deputados. A disputa será entre o deputado Baleia Rossi, do MDB, aliado de Maia e que conta com o apoio da oposição e Arthur Lira, do Progressistas, apoiado por Jair Bolsonaro.

Outro ponto de atenção por aqui é o início da vacinação contra a covid-19, que segue indefinida.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

balanço do dia

Covid-19: casos sobem para 15,5 milhões e mortes, para 432,6 mil

O total de vidas perdidas durante a pandemia subiu para 432.628. Entre ontem e hoje, foram registradas 2.211 novas mortes.

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Mudaram as estações, mas nada mudou na bolsa

Quem olha para o saldo do Ibovespa na semana pode achar que os últimos dias foram um marasmo. O índice, afinal, ficou praticamente estável — uma quase desprezível queda de 0,13%. “Mas eu sei que alguma coisa aconteceu / tá tudo assim, tão diferente”, já dizia a música. E é verdade: nada mudou na bolsa, […]

Fechamento da semana

Inflação americana e minério de ferro vivem ‘dias de luta e dias de glória’, monopolizando a semana; dólar avança e bolsa recua no período

O minério de ferro puxou Vale e siderúrgicas para cima – mas depois derrubou. A inflação americana também assustou, mas conseguiu acalmar o ânimo dos investidores. Confira tudo o que movimentou a semana

Engordando o caixa

Petrobras gera US$ 2,5 bilhões com desinvestimentos em 2021; venda mais recente é para fundo árabe

E a estatal não deve parar por aí, pois o diretor financeiro da empresa já reafirmou a intenção de continuar com o programa de venda de ativos

Em evento do BofA

Presidente do BC revela preocupação com análise de autonomia no STF e planos para PIX internacional

Campos Neto e o ministro da Economia, Paulo Guedes, têm conversado com ministros da Corte sobre os questionamento acerca do tema

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies