🔴 5 MOEDAS PARA MULTIPLICAR SEU INVESTIMENTO EM ATÉ 400X – VEJA COMO ACESSAR LISTA

Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Índice em expansão

Casa cheia: Porto Seguro (PSSA3) e Positivo (POSI3) entram na primeira prévia do novo Ibovespa

As units da GetNet (GETT11) foram excluídas da carteira nessa primeira prévia; com isso, o Ibovespa começaria 2022 com 93 ativos

Victor Aguiar
Victor Aguiar
1 de dezembro de 2021
10:59 - atualizado às 11:07
Logos da Positivo (POSI3) e Porto Seguro (PSSA3), lado a lado
Logos da Positivo e Porto Seguro lado a lado - Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Não é segredo para ninguém que o Ibovespa está em expansão: o principal índice da bolsa brasileira, que hoje tem 92 ações de empresas de diversos setores da economia, era bem mais concentrado num passado não tão distante — em janeiro de 2018 eram 'apenas' 64 ativos. E esse processo de crescimento tende a continuar, com Porto Seguro ON (PSSA3) e Positivo ON (POSI3) despontando como prováveis novas integrantes do portfólio.

Há pouco, a B3 divulgou a primeira prévia do novo Ibovespa; os principais índices acionários da bolsa são revisados a cada quatro meses. Além da inclusão das duas novatas, a versão preliminar também traz a exclusão das units da GetNet (GETT11) — elas constavam na carteira por terem sido cindidas do Santander (SANB11) em outubro.

Vale lembrar que o martelo ainda não está batido: ao longo de dezembro, a B3 ainda divulgará duas outras prévias, sendo que a terceira é a definitiva. O novo portfólio do Ibovespa — que, ao menos por ora, terá 93 ações — começará a valer em janeiro.

A inclusão de Porto Seguro e Positivo, aliás, não chega a surpreender: o BTG Pactual já apostava na entrada das duas empresas no novo Ibovespa. Em relatório divulgado em novembro, o banco também previu a inserção de CSN Mineração (CMIN3), Cesp (CESP6) e 3R Petroleum (RRRP3); a exclusão da GetNet já era esperada.

Tabela mostrando as entradas e saídas da carteira do Ibovespa desde janeiro de 2018

Ibovespa: mais diversificado, mas mais concentrado

Apesar do crescimento do Ibovespa em número de ações, o principal índice da bolsa brasileira está cada vez mais concentrado em termos de participação relativa. As blue chips — empresas de grande porte cujos papéis possuem liquidez elevada — continuam com um peso muito grande no portfólio, em especial a Vale (VALE3).

A mineradora, que hoje responde por 12,1% do Ibovespa, aumentou ainda mais a sua presença: de acordo com a primeira prévia do índice, ela terá um peso de 14,829% a partir de janeiro. Veja o top 5 da versão preliminar para o começo de 2022:

  • Vale ON (VALE3): 14,829%;
  • Petrobras PN (PETR4): 6,742%;
  • Itaú Unibanco PN (ITUB4): 5,363%;
  • Bradesco PN (BBDC4): 4,686%; e
  • Petrobras ON (PETR3): 4,059%.

Ou seja: esses cinco papéis, somados, terão uma participação relativa de mais de 35% no portfólio do Ibovespa, caso essas proporções sejam mantidas. Um sinal de que as novas entrantes ainda têm um longo caminho a percorrer para, de fato, terem influência nos rumos do índice.

Porto Seguro (PSSA3) e Positivo (POSI3): as novatas

As duas companhias que foram incluídas na primeira prévia do índice comprovam a tese: Porto Seguro ON (PSSA3) tem uma participação de meros 0,203% na composição da carteira; Positivo ON (POSI3) é ainda menor, com apenas 0,035%.

A entrada ou saída de uma ação do Ibovespa e dos demais índices da B3 obedece a uma série de critérios previamente estabelecidos pela bolsa; questões como a liquidez dos papéis e o status das companhias — empresas em recuperação judicial, por exemplo, não são elegíveis — são levadas em conta.

Quanto ao desempenho das duas novatas, destaque para POSI3: do começo do ano para cá, as ações da Positivo praticamente dobraram de valor, destoando da forte instabilidade que atinge o setor de tecnologia. PSSA3 acumula perda de 3% em 2021, mostrando perdas relativamente tímidas em meio à turbulência da bolsa no segundo semestre.

Compartilhe

Engordando os proventos

Caixa Seguridade (CXSE3) pode pagar mais R$ 230 milhões em dividendos após venda de subsidiárias, diz BofA

14 de setembro de 2022 - 13:22

Analistas acreditam que recursos advindos do desinvestimento serão destinados aos acionistas; companhia tem pelo menos mais duas vendas de participações à vista

OPA a preço atrativo

Gradiente (IGBR3) chega a disparar 47%, mas os acionistas têm um dilema: fechar o capital ou crer na vitória contra a Apple?

12 de setembro de 2022 - 13:09

O controlador da IGB/Gradiente (IGBR3) quer fazer uma OPA para fechar o capital da empresa. Entenda o que está em jogo na operação

novo rei?

O Mubadala quer mesmo ser o novo rei do Burger King; fundo surpreende mercado e aumenta oferta pela Zamp (BKBR3)

12 de setembro de 2022 - 11:12

Valor oferecido pelo fundo aumentou de R$ 7,55 para R$ 8,31 por ação da Zamp (BKBR3) — mercado não acreditava em oferta maior

Exclusivo Seu Dinheiro

Magalu (MGLU3) cotação: ação está no fundo do poço ou ainda é possível cair mais? 5 pontos definem o futuro da ação

10 de setembro de 2022 - 10:00

Papel já alcançou máxima de R$ 27 há cerca de dois anos, mas hoje é negociado perto dos R$ 4. Hoje, existem apenas 5 fatores que você deve olhar para ver se a ação está em ponto de compra ou venda

NOVO ACIONISTA

Com olhos no mercado de saúde animal, Mitsui paga R$ 344 milhões por fatias do BNDES e Opportunity na Ourofino (OFSA3)

9 de setembro de 2022 - 11:01

Após a conclusão, participação da companhia japonesa na Ourofino (OFSA3) será de 29,4%

Estreia na bolsa

Quer ter um Porsche novinho? Pois então aperte os cintos: a Volkswagen quer fazer o IPO da montadora de carros esportivos

6 de setembro de 2022 - 11:38

Abertura de capital da Porsche deve acontecer entre o fim de setembro e início de outubro; alguns investidores já demonstraram interesse no ativo

Bateu o mercado

BTG Pactual tem a melhor carteira recomendada de ações em agosto e foi a única entre as grandes corretoras a bater o Ibovespa no mês

5 de setembro de 2022 - 15:00

Indicações da corretora do banco tiveram alta de 7,20%, superando o avanço de 6,16% do Ibovespa; todas as demais carteiras do ranking tiveram retorno positivo, porém abaixo do índice

PEQUENAS NOTÁVEIS

Small caps: 3R (RRRP), Locaweb (LWSA3), Vamos (VAMO3) e Burger King (BKBR3) — as opções de investimento do BTG para setembro

1 de setembro de 2022 - 13:50

Banco fez três alterações em sua carteira de small caps em relação ao portfólio de agosto; veja quais são as 10 escolhidas para o mês

PATRIMÔNIO HISTÓRICO

Passando o chapéu: IRB (IRBR3) acerta a venda da própria sede em meio a medidas para se reenquadrar

30 de agosto de 2022 - 11:14

Às vésperas de conhecer o resultado de uma oferta primária por meio da qual pretende levantar R$ 1,2 bilhão, IRB se desfaz de prédio histórico

Exclusivo Seu Dinheiro

Chega de ‘só Petrobras’ (PETR4): fim do monopólio do gás natural beneficia ação que pode subir mais de 50% com a compra de ativos da estatal

30 de agosto de 2022 - 9:00

Conheça a ação que, segundo analista e colunista do Seu Dinheiro, representa uma empresa com histórico de eficiência e futuro promissor; foram 1200% de alta na bolsa em quase 20 anos – e tudo indica que esse é só o começo de um futuro triunfal

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar