Petrobras detalha plano estratégico; confira os principais pontos

Cotações por TradingView
2021-11-12T21:04:38-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
PAPO CRIPTO #005

O homem que previu a crise do subprime de 2008 pode estar certo mais uma vez sobre a “bolha” das stablecoins?

A legislação americana em cima das moedas com lastro e um “grande inverno” pela frente podem acabar com a farra das altcoins

13 de novembro de 2021
6:30 - atualizado às 21:04
Renan Sousa e Marcelo Miranda lado a lado de braços cruzados
As moedas com lastro estão na mira dos órgãos reguladores dos EUA - Imagem: Montagem Andrei Morais / Envato

Antes da pior fase da crise de 2008, que culminou com a quebra do banco Lehman Brothers, o médico Michael Burry fez um diagnóstico que ia na contramão do consenso. Ele apostou em uma quebra do mercado imobiliário americano — enredo que é contado no filme A Grande Aposta (The Big Short, em inglês).

Meses depois, a bolha estourou e Burry entrou para a história com alguns milhões no bolso. 

Mais recentemente, o mesmo Burry começou a criticar mais intensamente o mercado de criptomoedas, alegando que existe uma alavancagem muito alta com as stablecoins, as moedas com lastro em uma divisa real, como o dólar.

Em outras palavras, as pessoas tomam dinheiro emprestado para investir em criptomoedas, o que, na visão dele, pode levar a uma implosão do mercado durante um ciclo de baixa.

Será que Burry vai acertar novamente? E quais os efeitos do estouro dessa possível "bolha" para o mundo cripto?

“Se o mercado entrar em um bear market momentâneo, a gente pode ver esse efeito dominó grave, mas eu ainda não vejo nenhum sinal de que isso está prestes a acontecer”, afirma Marcelo Miranda, fundador da holding Finchain e com mais de 20 anos de experiência no mercado financeiro tradicional.

Em entrevista ao Papo Cripto, ele destaca o otimismo do mercado de criptomoedas para o final do ano, mas ressalta que um momento de baixa nas cotações pode ser mais duro do que o “grande inverno” de 2018 e 2019. 

Os perigos de uma regra dura

Os Estados Unidos estão em um momento de discussão sobre a regulamentação de stablecoins. Na visão das autoridades, essas moedas são muito parecidas com os bancos, portanto deveriam ser enquadradas nas mesmas regras de instituições financeiras

Mas as leis que regulam os bancos nos Estados Unidos são consideradas muito rígidas, o que pode fazer com que algumas empresas busquem outros países para desenvolver seus projetos em stablecoins — e essa movimentação pode afetar diretamente o preço de criptomoedas como o bitcoin (BTC) e o ethereum (ETH). 

No Papo Cripto #006, o fundador da holding Finchain e eu comentamos os principais assuntos que movimentaram o mercado de criptomoedas. Na entrevista, Miranda também comenta o motivo pelo qual prefere o ethereum (ETH) ao bitcoin (BTC). 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Capital de risco

Pátria Investimentos adquire Igah Ventures e expande atuação no segmento de Venture Capital

1 de dezembro de 2022 - 20:38

Gestora de Pedro Sirotsky Melzer tem, entre suas investidas, empresas como Infracommerce e a corretora Avenue; valor da transação não foi divulgado

ADEUS, BYE BYE

Oferta pública de aquisição da Getnet (GETT11) termina com negociação de 13,9 milhões de ações; confira os detalhes

1 de dezembro de 2022 - 20:37

Embora a maquininha vermelha tenha entregado resultados e dividendos, o Santander Espanha resolveu fechar o capital da empresa cerca de um ano depois da estreia na bolsa

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa deixa exterior de lado e cai, PIB vem mais fraco e o grupamento de ações IRB (IRBR3); confira os destaques do dia

1 de dezembro de 2022 - 20:05

Se em algum momento de dezembro os presentes adornarem a árvore de Natal da B3, talvez o mercado caminhe para um fim de ano mais tranquilo. Mas essa não é a realidade no momento.

NATAL ANTECIPADO

Dividendos e JCP: Vale (VALE3) anuncia pagamento bilionário de proventos; confira valores e prazos

1 de dezembro de 2022 - 19:36

A mineradora informou que o montante a ser distribuído poderá sofrer variação em razão de eventual alteração do número de ações em tesouraria

FECHAMENTO DO DIA

Petrobras (PETR4) tomba após plano estratégico e leva junto o Ibovespa; dólar cai abaixo dos R$ 5,20

1 de dezembro de 2022 - 19:31

Estamos oficialmente no último mês do ano. O clima natalino se confunde com a energia caótica da Copa do Mundo, mas o mercado financeiro sabe bem o que quer ver sob a árvore de Natal antes de o Ano Novo chegar — mas boa parte desses presentes depende da disposição do presidente eleito em distribuir.  […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies