Menu
2021-03-02T19:32:31-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Fundos de investimento

Ney Miyamoto deixa equipe de gestão da Alaska

Fundador e um dos executivos mais experientes da equipe da Alaska, Miyamoto permanece como sócio e investidor dos fundos da casa

2 de março de 2021
17:05 - atualizado às 19:32
Principais sócios da Alaska, em foto publicada no Twitter
Miyamoto (primeiro à esquerda) e os outros sócios da Alaska -

A popular gestora de fundos Alaska perdeu um dos executivos mais experientes de sua equipe. Ney Miyamoto, um dos sócios-fundadores e responsável pela área de distribuição, deixou o time de gestão da empresa.

O motivo da saída não foi revelado, mas ele permanece como sócio e investidor dos fundos da gestora, que contava com R$ 8,3 bilhões em patrimônio no fim de janeiro, de acordo com dados da Anbima, associação que representa o setor. O volume representa pouco menos da metade do início do ano passado.

Boa parte da queda no patrimônio veio das perdas nos fundos ao longo de 2020. Os da família Alaska Black BDR — que mantinham uma grande posição vendida em dólar — foram pegos no contrapé com a disparada da moeda norte-americana com a crise do coronavírus e fecharam o ano com queda da ordem de 45%.

O desempenho ruim de algumas das ações mais importantes da carteira da Alaska, como as da rede de educação Cogna (COGN3), também afetaram o retorno no ano passado.

Os fundos da família BDR também começaram o ano com o pé esquerdo e acumulam queda de 17,5% até fevereiro.

Fenômeno direto do avanço das plataformas de investimento fora dos grandes bancos, a Alaska uniu a experiência do lendário investidor Luiz Alves Paes de Barros com o gestor Henrique Bredda.

Leia também:

Responsável pelos fundos da família Black, Bredda ganhou popularidade — e muitos desafetos — no Twitter. Em meio aos ruídos, o gestor decidiu recentemente apagar todas as postagens de sua conta.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

ESTRADA DO FUTURO

A equação do e-commerce: onde estamos investindo quando o assunto é varejo

O varejo é grande demais para exista um tipo de “vencedor leva tudo”. Na geração de demanda é a mesma coisa. Todos estão crescendo como derivada de uma tendência maior, que é o desenvolvimento do e-commerce

CRIPTOMOEDA

Bitcoin ultrapassa US$ 60 mil antes de abertura de capital da Coinbase Global

Criptomoeda teve alta de 4,87%, a quatro dias de IPO da maior corretora de moedas digitais dos EUA

pandemia

Mortes por Covid-19 cresceram 468% no Brasil entre janeiro e março, alerta Fiocruz

Para os novos casos, o aumento foi de 701%; Sul e Centro-Oeste tendem a cenário mais crítico nas próximas semanas.

IPCA DE MARÇO

Inflação vai a 0,93% e mercado vê risco de estourar meta

Taxa acumulada passou a 6,10% no mês passado, reforçando temor de que inflação oficial termine o ano acima do teto da meta, de 5,25%.

congresso X executivo

Orçamento tem guerra de pareceres

Câmara e Senado se armaram com notas técnicas para mostrar que o presidente Jair Bolsonaro pode sancionar o Orçamento sem vetos a emendas; Ministério da Economia já prepara próprio embasamento jurídico.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies