Menu
2021-01-14T08:43:54-03:00
Rafael Lara
Rafael Lara
Estudante de jornalismo na Faculdade Cásper Líbero de São Paulo. Trabalhou em empresas como: TV Gazeta, Suno Research e Portal iG.
Esquenta dos mercados

Mercado acompanha tensão em Brasília e novo pacote de estímulos trilionário nos EUA

Para o mercado estrangeiro, os dados positivos da balança chinesa e um pacote de Joe Biden devem garantir o otimismo dos mercados externos.

14 de janeiro de 2021
8:38 - atualizado às 8:43
André Brandão, presidente do Banco do Brasil
André Brandão, presidente do Banco do Brasil - Imagem: Alan Santos/PR

A realidade é decepcionante. Linda frase, né? Parece até de um filósofo, mas é só do vilão Thanos, do filme Vingadores. Contudo, ela serve para contar o clima em que o mercado amanhece nesta quinta-feira (14), após a sessão da última quarta (13) ter sido tão decepcionante e terminado em queda.

Leia também:

Os investidores locais devem continuar demonstrando preocupação com a possível demissão de André Brandão, presidente do Banco do Brasil.

No exterior, os dados positivos da balança chinesa e a expectativas de que o novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, possa propor um pacote de estímulos na casa de US$ 2 trilhões, ajudam a manter o otimismo nos mercados.

Do chão não passa

O mercado brasileiro, que estava disparado, sem freio e imbatível, mostrou para os investidores na sessão da última quarta que renda variável também voa pra baixo.

Pressionado pelo desempenho ruim das blue chips, que por sua vez refletiram a pressão com o vencimento de opções sobre o índice e uma série de ruídos políticos, os investidores intensificaram o movimento de realização de lucros.

Assim, ao fim do dia, o principal índice da bolsa de valores registrava uma queda de 1,67%, aos 121.933,08 pontos, longe da máxima do dia, que foi na casa dos 124 mil. 

Ontem, pressionado pela perspectiva de que um aumento da Selic deve ocorrer em breve após a divulgação da inflação oficial de 2020 e pelo fluxo de entrada de investimentos estrangeiros no país, o dólar reverteu metade de sua valorização e notou um recuo de 3,29%. No fim da sessão, a moeda americana teve um recuo mais sutil, de “meros” 0,29%, aos R$ 5,3106, mas ainda assim contrário ao movimento de alta exibido no exterior. 

Dança das cadeiras preocupa investidores

O mercado nacional deve continuar com o clima de preocupação com a possível saída de André Brandão, presidente do Banco do Brasil.

Ontem, o vazamento de que Jair Bolsonaro considera da demissão de Brandão pegou a bolsa no fim do pregão e deve continuar pesando nas ações do BB e atingindo a segurança do investidor, que tende a reagir mal à interferência do presidente da estatal, para atender seus aliados. O ministro da Economia, Paulo Guedes, ainda tentava reverter a decisão, na noite da última quarta.

As ações do Banco do Brasil caíram 4,94% na tarde de quarta. Os papéis da empresa chegaram a liderar as quedas do principal índice da bolsa brasileira, mas terminaram o pregão como a segunda maior queda do Ibovespa.

Segundo o blog da Andréia Sadi, do G1, o presidente Bolsonaro está insatisfeito com os "efeitos políticos" da gestão de André Brandão, presidente da instituição. Bolsonaro estaria irritado com o anúncio de fechamento de agências do Banco do Brasil.

A medida faz parte de um projeto de reestruturação do banco, mas o presidente teme o desgaste político em véspera de ano eleitoral, diz o blog - que informa que a equipe econômica tenta reverter a irritação do presidente.

No resto do mundo, os investidores estão de olho no pacote de estímulos fiscais de Joe Biden, que pode chegar a US$ 2 trilhões e deve ser anunciado hoje à noite, garantindo o otimismo dos mercados externos.

Agenda do dia

A agenda desta quinta tem como foco a participação do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, em evento na Universidade de Princeton (14h30). O Banco Central Europeu (BCE) divulgará a ata da reunião mais recente de política monetária (9h30) e a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) publicará um relatório mensal (22h30).

No Brasil, o dia será morno. O destaque vai para o leilão de prefixados do Tesouro (11h00).

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

guerra dos frangos

KFC denuncia IMC por descumprimento de contrato e ações caem mais de 6%

Operadora de restaurantes negociava repactuação de contrato de master franquia para rever metas e prazos para abertura de lojas

Recuperação

Brincadeira de gente grande: Goldman Sachs e Bank Of America divulgam resultados do 4T20

Grandes empresas, como o Goldman Sachs e o Bank Of America, anunciaram os seus resultados do quarto trimestre de 2020 e eles são bastante animadores.

Prévia operacional

Cyrela tem crescimento de vendas e lançamentos em 2020, e analistas gostam dos números

Lançamentos totalizaram R$ 2,873 bilhões, enquanto vendas líquidas somaram R$ 1,860 bilhão

EM ALTA

Com petróleo em alta, Credit Suisse reitera recomendação de compra da Petrobras

Banco eleva preço-alvo de ADRs após revisar para cima projeção para Ebitda da indústria do petróleo em 2021 e 2022

Exile on Wall Street

Private equity para pessoas físicas

Há uma frase de que gosto muito no livro “Princípios do Estrategista”: as ideias do Taleb são tão boas que se dessem dinheiro seria sacanagem.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies