Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-11-04T19:18:30-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
FECHAMENTO DO DIA

Racha em torno da PEC dos precatórios traz mais incerteza e Ibovespa recua mais de 2%; dólar e juros sobem

Depois de um primeiro turno apertado, partidos já se movimentam para reverter os votos favoráveis que contrariaram as instruções partidárias, trazendo mais incerteza ao Ibovespa

4 de novembro de 2021
18:32 - atualizado às 19:18
Congresso Mercados Baixa
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Se eu fosse desafiada a resumir o sentimento do mercado financeiro sobre o mais novo imbróglio para a aprovação da PEC dos precatórios, seria obrigada a evocar uma célebre frase da ex-presidente Dilma Rousseff. “Não acho que quem ganhar ou quem perder, nem quem ganhar nem perder, vai ganhar ou perder. Vai todo mundo perder”.

Vai todo mundo perder. É mais ou menos assim que os analistas explicam o desconforto visto no Ibovespa nesta quinta-feira (04), mesmo após a PEC dos precatórios ter sido aprovada em primeiro turno na Câmara dos Deputados na noite de ontem.

E foram inúmeros os motivos que ajudaram o principal índice da bolsa a fechar o dia em uma queda acentuada de 2,09%, aos 103.412 pontos, e dólar e juros terem mais uma sessão de alta.

O placar para a aprovação na Câmara foi apertado - 312 votos a favor e 144 contra. E tudo leva a crer que o segundo turno será ainda mais complicado. Isso porque alguns deputados que votaram a favor da PEC desrespeitaram o posicionamento geral de seus partidos, gerando um grande mal-estar político.

Além da oposição tradicional, o governo pode enfrentar resistência do PSDB no Senado e verá o PSB e o PDT tomando medidas para evitar que os deputados que votaram a favor do texto inicialmente repitam o comportamento na votação do segundo turno, que deve ocorrer na próxima terça-feira (09), de acordo com o presidente da Câmara, Arthur Lira.

Outro motivo de preocupação é que, para manter uma base de apoio, o governo deve abrir ainda mais a carteira para contemplar novas emendas parlamentares.

Aprovado ou não, o texto não agrada em nada o mercado. No entanto, a aprovação é vista como o "menor pior" dos cenários, já que é a forma de ter pelo menos uma noção de qual será o limite de gastos do governo, ainda que a situação fique longe do ideal.

Não à toa o humor se deteriorou ao longo do dia, mesmo com o Nasdaq e o S&P 500 renovando mais uma vez suas máximas de fechamento. Além da queda do Ibovespa, o dólar à vista avançou 0,29%, a R$ 5,6061, também pressionado pela queda maior que a esperada dos pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos, e a curva de juros devolveu boa parte do alívio visto ontem.

Confira as taxas do dia:

  • Janeiro de 2022: de 8,37% para 8,38%
  • Janeiro de 2023: de 12,07% para 12,13%
  • Janeiro de 2025: de 12,01% para 12,21%
  • Janeiro de 2027: de 11,99% para 12,20%

Sobe e desce do Ibovespa

Enquanto o mal-estar político-fiscal reinou na bolsa, a temporada de balanços comandou as rotações setoriais. As movimentações do leilão de 5G acabaram ficando em segundo plano, já que o mercado já antecipava boa parte dos resultados.

Após as fortes quedas recentes, a Cielo liderou as altas pela maior parte do dia, depois de mostrar bons números no terceiro trimestre, mas desacelerou no fim do dia, e a coroa acabou ficando com a sua concorrente Getnet. 

As empresas do setor de proteína animal também se destacaram e se recuperaram, apoiadas pela perspectiva de melhora nos quadros de exportações. Confira as maiores altas do dia: 

CÓDIGONOMEVALORVARIAÇÃO
GETT11Getnet unitsR$ 4,687,34%
BEEF3Minerva ONR$ 10,443,88%
MRFG3Marfrig ONR$ 26,622,98%
JBSS3JBS ONR$ 37,762,72%
CIEL3Cielo ONR$ 2,372,16%

Entre as maiores quedas, a reação aos balanços também falou mais alto. 

A Rede D'Or não viu a demanda de serviços eletivos crescer em ritmo suficiente para cobrir a queda das internações e atendimentos por conta da pandemia. A CSN derrapou junto com o minério de ferro. A Ultrapar viu a operação da rede Ipiranga mais uma vez pressionar o seu balanço, e o GPA viu a bandeira Hipermercado Extra reverter os bons números esperados. Confira as maiores quedas do dia:

CÓDIGONOMEVALORVAR
RDOR3Rede D'Or ONR$ 59,15-5,06%
BIDI4Banco Inter PNR$ 14,56-3,70%
BIDI11Banco Inter unitR$ 42,99-3,57%
UGPA3Ultrapar ONR$ 13,00-3,49%
PCAR3GPA ONR$ 23,97-3,35%

*Colaboraram com esta matéria Matheus Jaconeli, economista da Nova Futura Investimentos, e José Navikas, analista de investimentos da Necton.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

NOVATA NA FINAL

Não estranhe: patrocinadora da final entre Palmeiras e Flamengo é a nova corretora de criptomoedas do Brasil; conheça Crypto.bom

A exchange resolveu investir no segmento de esportes e patrocina Fórmula 1, NBA e até o campeonato europeu

Raio-X

Análise: Por que a alta da inflação pode ameaçar o pacote de infraestrutura de Joe Biden?

O presidente americano tem ambiciosos planos pela frente, mas a alta da inflação e gargalos estruturais da economia podem alterar o rumo

A SEMANA EM GRÁFICOS

Covid-19 pressiona aéreas, turismo, Ibovespa e bitcoin, mas inflação avança no mundo: entenda a última semana com estes gráficos

As companhias aéreas sofreram perdas significativas na bolsa esta semana e nem o bitcoin (BTC) conseguiu se salvar

O MELHOR DA SEMANA

Piora da covid no mundo e criptomoedas além do bitcoin (BTC): 5 assuntos mais lidos no Seu Dinheiro esta semana

O mercado já trabalhava amplamente com a visão do verdadeiro normal. Mas os mercados globais voltaram a entrar em pânico com a covid-19

PAPO CRIPTO #007

Tecnologia que criou o bitcoin (BTC) pode reduzir custo de captação de recursos em quase 70%, diz chefe de ativos digitais do BTG

“Empresas pequenas e médias têm menor possibilidade de acesso ao mercado de capitais, muito por causa dos custos envolvidos”, comenta

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies