Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-12-14T19:05:41-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
Débito, crédito e bitcoin (BTC)

EXCLUSIVO: Já é possível comprar casa com criptomoedas em Miami, a ‘nova capital do bitcoin (BTC)’

O prefeito da multiétnica cidade da Flórida, nos Estados Unidos, quer transformar a região em um novo polo para as criptomoedas

14 de dezembro de 2021
13:00 - atualizado às 19:05
bitcoin em maiami tomando sol criptomoedas na praia
A ensolarada Miami já é um paraíso tropical e quer se tornar um paraíso na adoção de criptomoedas no dia a dia.

Se você já acompanhou uma pessoa que está de mudança para uma casa nova, deve ter reparado a dificuldade de separar uma série de documentos, fichas, guias, idas (infinitas) ao cartório, além dos mais diversos documentos. O processo chega a demorar dois meses desde a compra até a entrega do imóvel — isso quando o prazo não fica ainda maior. 

Agora, imagine que, no futuro, uma rede segura seja capaz de cruzar informações de maneira automática e fazer a validação da transferência do dinheiro e da escritura da casa em poucas horas. O cliente poderia comprar uma casa pela manhã e, no final da tarde, ligar para o caminhão da mudança. 

Bom, este último cenário ainda não é possível, mas o mundo já caminha para algo parecido.

Os pagamentos em criptomoedas são o primeiro passo para essa “transformação digital” do mundo imobiliário, e eles já estão acontecendo.

A parte da documentação e de outras especificidades legais envolvidas no processo ainda é analógica, mas a expectativa de quem compra imóveis com criptomoedas já é por uma dinâmica diferente. 

O diretor de vendas da imobiliária americana Elite International Realty, Daniel Ickowicz, e o CEO da Unblock Capital, empresa especializada em economia digital, Ricardo Assaf, concederam uma entrevista exclusiva ao Seu Dinheiro sobre a parceria que vem transformando o modo como as pessoas compram imóveis residenciais com a tecnologia das criptomoedas e da blockchain.

Nas terras do Tio Sam

As primeiras compras utilizando pagamentos em criptomoedas no setor imobiliário acontecem em Miami, a chamada “nova capital do bitcoin (BTC)”. O prefeito da cidade, Francis Suarez, tem incentivado o uso de moedas digitais com planos bastante ambiciosos. 

Suarez já afirmou que gostaria de receber seu salário em criptomoedas e realizar o pagamento de todos os funcionários públicos em bitcoin.

Com isso, Daniel Ickowicz viu a primeira notícia de um pagamento em criptomoedas no mercado imobiliário, quando o apresentador Roberto Justus vendeu seu imóvel em Miami com moedas digitais. “Eu não participei da negociação, mas fiquei curioso sobre até onde poderia ir”, comenta.

Como funciona o pagamento em criptomoedas

A transação em si não é muito diferente de um pagamento à vista. O cliente transfere as criptomoedas para uma carteira (wallet) da imobiliária, que passa os documentos para o cliente. 

Mesmo que a tramitação dos documentos ainda seja feita pelo modo tradicional, a mentalidade dos clientes já mudou em Miami: ninguém mais quer pagar e esperar dois meses para poder entrar em casa.

Daniel Ickowicz conta de um cliente que, mesmo não realizando o pagamento em criptomoedas, exigiu a conclusão do trâmite legal em 10 dias. Comprar uma casa de manhã e fazer a mudança de tarde é um sonho distante, mas não impossível, acredita Ricardo Assaf.

O mercado imobiliário ainda é muito tradicional, mas nada impede que, um dia, a escritura da sua casa seja um NFT e o processo todo seja feito por meio de um protocolo automatizado. 

Segurança em blockchain

Por se tratar de um mercado ainda muito novo e cheio de notícias sobre criptomoedas sendo usadas como “dinheiro de tráfico” (o que já foi desmentido várias vezes), o papel de Ricardo Assaf é de fazer a ponte entre as duas partes, tirando dúvidas sobre a transação para o cliente e a imobiliária.

Dessa forma, ele garante a segurança do processo por meio da blockchain, que se torna mais uma opção de pagamento para o cliente.

O método de pagamento preferencial dos clientes acabam sendo as stablecoins, as moedas digitais com lastro em moedas fiduciárias, como o dólar, para evitar a alta volatilidade nas cotações das criptomoedas. A stablecoin mais conhecida, o Tether (USDT), tem paridade de 1 dólar para cada criptomoeda emitida.

Além do Tether, outras stablecoins como USD Coin (USDC) e Pax Dollar (USDP) também são bastante utilizadas pelos clientes, o que não impede que sejam usadas criptomoedas mais tradicionais, como o bitcoin (BTC) e o ethereum (ETH).

Vantagens e desvantagens de usar criptomoeda

“A imobiliária pode oferecer mais uma opção de pagamento ao cliente, que pode pagar com dólar ou com a criptomoeda de preferência”, comenta Daniel Ickowicz. Além disso, o vendedor pode receber sua parte em criptomoedas e mantê-las como investimento ou fazer a conversão para a moeda fiduciária que preferir.

Por outro lado, a alta volatilidade do mercado cripto é levada em conta nessa hora. O cliente acaba tendo um espaço menor de negociação, em especial se a compra for feita em moedas como bitcoin (BTC) ou ethereum (ETH). Isso porque pode ocorrer uma variação de preço repentina, o que compromete o poder de compra daquela cripto. 

Ainda entre os pontos negativos, a Elite International Realty ainda opera apenas nos Estados Unidos. A captação de clientes brasileiros, por exemplo, é feita por indicação, o que limita as opções para aqueles que moram aqui, mas desejam comprar casa em Miami.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

PRECAUÇÃO EXTRA

Cautela demais atrapalha os negócios? Não para o Bradesco (BBDC4): banco cria nova vice-presidência focada na gestão de riscos

A nova vertical abrangerá as áreas de compliance, conduta, ética e demais setores ligados à gestão de ameaças corporativas

FECHAMENTO DOS MERCADOS

Ibovespa ignora tensão pré-Fed e sobe mais de 2%, fechando no melhor nível desde outubro; dólar volta aos R$ 5,43

O dia tinha tudo para ser como ontem, mas o Ibovespa encontrou forças para voltar aos 110 mil pontos e recuperar as perdas da semana

CRIPTOMOEDAS HOJE

Bitcoin (BTC) sobe forte e apaga parte da queda brusca na semana; veja como operam as principais criptomoedas do mercado

Como outros ativos do risco, a moeda digital também foi afetada pelas tensões entre entre Ucrânia e Rússia nos últimos dias, mas encontrou fôlego para avançar hoje

INTERRUPÇÃO TEMPORÁRIA

Banco Central suspende sistema para consulta de dinheiro ‘esquecido’ em bancos; veja o que está por trás do bloqueio

O BC precisou interromper o funcionamento do sistema lançado ontem após enfrentar instabilidades geradas pelo grande volume de acessos

NOVA DEBANDADA?

Mais um técnico da área de Orçamento da Economia deixa cargo e expõe novo desgaste na equipe de Paulo Guedes

O movimento de saída é comum no último ano de governo, mas agora tem ocorrido mais cedo, ainda no primeiro mês de 2022

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies