Menu
2020-07-23T15:24:50-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Tesouro Direto

B3 zera taxa de custódia do Tesouro Selic; veja como fica a rentabilidade

O Tesouro Direto possui quase 1,3 milhão de investidores ativos. Desse total, 53% serão beneficiados pela medida, de acordo com a B3

23 de julho de 2020
15:24
Reserva de Emergência - Boia Salva Vidas - Dinheiro
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O dinheiro aplicado no Tesouro Selic, o título público atrelado à variação da taxa básica de juros, vai render (um pouco) mais. Isso porque a B3 e o Tesouro Nacional decidiram cortar de 0,25% ao ano para zero a taxa de custódia cobrada sobre os investimentos até R$ 10 mil.

A taxa de custódia será cobrada apenas sobre os valores que excederem o esse valor. O Tesouro Direto possui quase 1,3 milhão de investidores ativos. Desse total, 53% serão beneficiados pela medida, de acordo com a B3.

A bolsa apresentou os exemplos de três investidores para ilustrar o efeito da alteração: um com R$ 9 mil, outro com R$ 11 mil e um terceiro com R$ 20 mil. O primeiro ficará totalmente isento de taxa. O segundo só terá custo referente à taxa de custódia sobre o valor de R$ 1 mil que excede os R$ 10 mil. O terceiro pagará taxa referente aos R$ 10 mil excedentes.

Exemplos do impacto do corte na taxa de custódia. Fonte: B3

A mudança entrará em vigor a partir de 1º de agosto. O corte na taxa da custódia é valida apenas para quem detém Tesouro Selic. Ou seja, a cobrança sobre os demais papéis, como Tesouro IPCA e Prefixado, permanece.

Como fica a rentabilidade?

Com a redução da taxa básica de juros para os atuais 2,25% ao ano, o Tesouro Selic passou a render menos que a caderneta de poupança em períodos inferiores a um ano.

No prazo de 11 meses, por exemplo, o retorno do Tesouro Selic considerando o atual nível dos juros e a cobrança da custódia é de 1,39%, contra 1,44% da poupança.

Eu pedi para a Julia Wiltgen refazer o cálculo considerando o mesmo período e a taxa de custódia zero. Nesse caso, o rendimento do Tesouro Direto supera a caderneta e passa para 1,65% — ou um pouco menos se incluirmos o spread de venda do título na conta.

É claro que esse retorno só é válido se você tiver menos que R$ 10 mil aplicados no Tesouro Selic. Para valores maiores, a isenção da custódia tende a ficar menos vantajosa.

De qualquer maneira, trata-se de um pequeno alívio no retorno da sua reserva de emergência, aquele dinheiro que você pode precisar a qualquer momento e não pode correr riscos.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

covid no brasil

Covid-19: Brasil tem 97.256 óbitos e 2,02 milhões de recuperados

Atualmente, 741.180 pacientes estão em acompanhamento

Resultados que mexem o mercado

Braskem, AES Tietê, SulAmérica: os balanços que vão movimentar o mercado nesta quinta

Resultados financeiros do primeiro trimestre afetam mercado em meio à pandemia

seu dinheiro na sua noite

O fim de um ciclo?

Após um ano de cortes sucessivos, o atual ciclo de queda da taxa básica de juros, a Selic, parece ter chegado ao fim nesta quarta-feira. No início da noite, o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) anunciou a redução dos juros em 0,25 ponto percentual, para 2,00% ao ano, como já era esperado […]

Novo corte

Como ficam os seus investimentos em renda fixa com a Selic em 2,00% ao ano

Veja como fica o retorno das aplicações conservadoras de renda fixa agora que o Banco Central cortou a Selic mais uma vez

Mínima histórica

Banco Central reduz Selic para 2% ao ano e sinaliza fim do ciclo de cortes de juros

Essa foi a nona (e última?) redução consecutiva no atual ciclo de queda da Selic, que começou em julho do ano passado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements