Menu
2020-06-15T07:17:27-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
tensão em brasília

PGR abre investigação sobre ataque ao STF

Toffoli havia acionado órgãos de investigação para responsabilizar participantes do ataque, citando inclusive “eventual organização criminosa”

15 de junho de 2020
7:16 - atualizado às 7:17
Augusto Aras durante sessão plenária do TSE, em abril de 2019.
Augusto Aras durante sessão plenária do TSE, em abril de 2019. - Imagem: Roberto Jayme/ Ascom /TSE

A Procuradoria-Geral da República instaurou uma investigação preliminar (notícia fato) neste domingo (14) sobre o ato da noite de sábado, em que manifestantes atiraram fogos de artifício em direção a sede do Supremo Tribunal Federal (STF).

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, havia acionado órgãos de investigação para responsabilizar participantes do ataque, citando inclusive "eventual organização criminosa".

O presidente do STF resolveu representar contra Renan da Silva Sena e outros envolvidos que forem identificados. Sena, identificado como autor do lançamento de artefatos explosivos contra o prédio do STF e por xingamentos a autoridades, foi preso neste domingo, 14, pela Polícia Civil do Distrito Federal.

Conforme o Estadão revelou em maio, Sena é um dos líderes de manifestações pedindo a destituição do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e a expulsão dos ministros do STF. Ele também foi flagrado, no dia 1º de maio, agredindo uma enfermeira que participava de um ato a favor do isolamento social.

A representação de Toffoli foi encaminhada à Polícia Federal, à Procuradoria-Geral da República, à Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal e ao ministro Alexandre de Moraes, que conduz o inquérito das fake news, aberto para investigar ataques ao Supremo e a outras instituições.

Em nota, Toffoli afirmou que o Supremo "jamais se sujeitará, como não se sujeitou em toda a sua história, a nenhum tipo de ameaça, seja velada, indireta ou direta e continuará cumprindo a sua missão." Outros ministros do STF também reagiram publicamente.

Responsável pelo inquérito das fake news, Moraes avisou que a lei será "rigorosamente aplicada". "O STF jamais se curvará ante agressões covardes de verdadeiras organizações criminosas financiadas por grupos antidemocráticos que desrespeitam a Constituição Federal, a Democracia e o Estado de Direito", escreveu o ministro no Twitter.

*Com informações de Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Tamanho menor

Zara fecha sete lojas no Brasil em plano de reorganização

O plano da empresa foi traçado em 2020 e, no Brasil, começou ainda no ano passado, com o fechamento de lojas nas cidades de Joinville (SC) e São José dos Campos (SP)

Seu Dinheiro no sábado

A única coisa que Bill Gates não pode comprar

Troca de presidente nos Estados Unidos, início da vacinação para covid no Brasil e comunicado do Banco Central com vocabulário novo. A semana que se encerra trouxe novidades importantes. É bem verdade que também teve notícia velha, daquelas que encontramos todos os dias: disputas políticas entre Jair Bolsonaro e João Dória, caos nos hospitais públicos […]

Sem dieta

McDonald’s tem planos de abrir 50 novos restaurantes na América Latina, 80% deles no Brasil

Rede pretende investir até US$ 130 milhões (R$ 690 milhões) na região e também quer reforçar o drive-thru, delivery e o aplicativo

Bilionário imunizado

Adivinha quem já foi vacinado? Bill Gates compartilha foto e diz como se sente após tomar 1ª dose

Fundador da Microsoft compartilhou foto do momento em que era vacinado e enalteceu o trabalho dos cientistas, voluntários e profissionais da saúde que trabalham no combate à pandemia

Início de cobertura

Após queda de 56%, XP revela o que espera das ações da dona da rede de restaurantes Frango Assado e Pizza Hut no Brasil

Os analistas da corretora iniciaram a cobertura das ações da IMC com recomendação neutra e preço-alvo de R$ 4,00, o que indica um potencial de alta de 8%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies