Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-01-23T07:39:56-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
fim de semana fora

Bolsonaro vai à Índia, em viagem que inclui ao menos 10 acordos bilaterais

Na sexta, presidente cumpre agenda com protocolo de visita de Estado, que inclui reuniões com autoridades locais para assinatura de acordos

23 de janeiro de 2020
7:39
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro - Imagem: Alan Santos/Presidência da República

O presidente Jair Bolsonaro embarca nesta quinta-feira (23), para a Índia, onde é convidado especial para as celebrações do Dia da República, no próximo domingo (26).

CONVITE ESPECIAL. Você não precisa esperar décadas de trabalho para se aposentar. Veja como desfrutar da sua liberdade financeira ainda jovem. Saiba mais.

A viagem deve incluir a assinatura de pelo menos dez acordos bilaterais, em áreas como segurança cibernética, bioenergia e saúde. A previsão é que o avião presidencial chegue a Nova Delhi por volta das 16h desta sexta-feira (24), horário local, sem compromissos oficiais previstos.

No dia seguinte (25), o presidente brasileiro cumpre agenda com protocolo de visita de Estado, que inclui reuniões com o presidente indiano, Ram Nath Kovind, e o primeiro-ministro e chefe de governo do país Narendra Modi, para assinatura de acordos entre os dois países, além de uma declaração à imprensa.

Também está programada, no mesmo dia, uma visita ao Memorial em homenagem ao pacifista indiano Mahatma Gandhi. No domingo (26), Bolsonaro participará das comemorações do Dia da República da Índia.

Com empresários

No dia 27, também em Nova Delhi, Bolsonaro participa de café da manhã com empresários indianos para apresentar oportunidades de negócios no Brasil, com foco em investimentos no setor de infraestrutura. Depois, haverá um seminário entre empresários dos dois países.

Na sequência, a comitiva brasileira embarca para Agra, cidade que abriga o famoso mausoléu Taj Mahal, um dos principais monumentos da Índia. Será o último compromisso oficial de Bolsonaro no país asiático. Depois disso, ele embarca de volta ao Brasil, onde deve chegar na terça-feira (28), ainda sem previsão de horário. .

Vistos

Apesar de o governo trabalhar nesse sentido, Bolsonaro não deve anunciar durante a viagem a isenção de visto de entrada para turistas indianos. Isso porque ainda estão em andamento estudos que permitam viabilizar a medida, segundo o governo.

No ano passado, o Brasil isentou de visto de entrada os turistas provenientes de Japão, da Austrália, do Canadá e dos Estados Unidos. A medida foi tomada sem que houvesse reciprocidade desses países em relação aos turistas brasileiros.

*Com Agência Brasil

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Privatização dos correios

Câmara dá início à sessão que discute privatização dos Correios; acompanhe

A venda da estatal está prevista no Projeto de Lei 591/21, do Poder Executivo; a proposta permite a transformação dos Correios em empresa de economia mista

Alta (segura) dos papéis

Parceria com o Grupo Caoa faz ações da seguradora Wiz (WIZS3) subirem mais de 5%; confira detalhes do acordo

A empresa celebrou uma parceria comercial contratual com prazo de vigência de 12 meses com a Caoa Corretora de Seguros, por meio de sua controlada Wiz Conseg

Primeiro dia

Ação da Raízen (RAIZ4) estreia na bolsa em alta de mais de 1%

Pouco depois da abertura, porém, papel retornou para a faixa de preço do IPO; maior abertura de capital do ano na B3 movimentou R$ 6,9 bilhões

Depois dos resultados, a bonança

Opções de Petrobras disparam até 540% em 1 dia com lucro e dividendo bilionários

O lucro acima do esperado pelo mercado no segundo trimestre deste ano e a antecipação de R$ 31,6 bilhões em dividendos animaram a bolsa

Deixa para outra hora!

Mudança de planos: instabilidade no mercado faz Athena desistir de IPO bilionário; saiba os detalhes

Em maio, a companhia de saúde já havia pedido a suspensão do IPO por 60 dias, por conta da volatilidade alta do mercado. Na última quarta-feira, 04, oficializou a desistência do pedido de registro de oferta pública

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies