Menu
2020-08-30T15:13:02-03:00
Agência Brasil
Na pauta

Pauta da Câmara prevê votação do marco regulatório do gás natural para esta semana

Texto altera o regime de exploração de gasodutos no Brasil de ‘concessão’ para ‘autorização’

30 de agosto de 2020
15:12 - atualizado às 15:13
Gasoduto
A Compass opera no ramo de distribuição e comercialização de gás natural - Imagem: Shutterstock

O projeto de lei que estabelece um novo marco regulatório do setor de gás natural (PL 6407/13) pode ser votado pela Câmara dos Deputados nesta semana. O texto, entre outros pontos, altera o regime de exploração de gasodutos no Brasil, que passará de concessão para autorização.

A urgência para a votação do projeto foi aprovada no final de julho. De acordo com a proposta, as empresas com sede no Brasil poderão atuar nesse mercado por meio de autorização da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Antes era necessário vencer um leilão de concessão da ANP.

Caso a proposta seja aprovada, as empresas poderão atuar, a partir de um processo de chamada pública, em serviços de transporte, importação, exportação, estocagem subterrânea, acondicionamento, escoamento, tratamento, liquefação, regaseificação e atividades de construção, ampliação de capacidade e operação de unidades de processamento ou tratamento de gás natural.

Outro ponto do texto, acaba com a exclusividade dos estados na atividade de distribuição de gás natural, além de permitir a exploração desse serviço pelas concessionárias privadas de energia elétrica.

A expectativa é que o texto seja submetido à deliberação após a sessão marcada para o final da manhã de terça-feira (1º) e destinada a discutir o projeto de Lei 1.485/20, que duplica as penas de crimes contra a administração pública praticados por ocasião de calamidade pública.

Também consta na pauta da Câmara desta semana, o projeto de Lei 2529/20 que autoriza estados, municípios e Distrito Federal a utilizarem os veículos de transporte escolar como transporte alternativo de profissionais da saúde e de pessoas que necessitarem de atendimento médico enquanto as aulas presenciais estiverem suspensas durante o período da pandemia de covid-19. As despesas serão custeados por esses entes federados.

Ainda estão previstas as votações de quatro medidas provisórias (MP's): A MP 961/20 que trata do pagamento antecipado em licitações durante o estado de calamidade pública da covid-19; a MP 962/20, que destina R$ 418,8 milhões para ações de combate à pandemia de covid-19; a MP 963/20, que libera R$ 5 bilhões para ajudar o setor de turismo na pandemia, e a MP 964/20, que desobriga órgão público de contratar tripulação de aeronave terceirizada.

*Com informações da Agência Câmara

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

atenção, acionista

Itaú Unibanco anuncia pagamento de juros sobre capital próprio

Segundo a empresa, os valores serão pagos com base na posição acionária do dia 10 de dezembro

seu dinheiro na sua noite

Um zero a zero para se comemorar

O gol é um detalhe. A frase atribuída a Carlos Alberto Parreira representa um marco do estilo considerado retranqueiro do ex-técnico da seleção brasileira. Ainda que Parreira negue a afirmação, o fato é que o Brasil sagrou-se campeão da Copa de 1994 sob o comando do técnico depois de um empate por zero a zero […]

separação em curso

Conselho de administração do Itaú aprova criação da Newco, dona de parte da XP

Cisão ainda precisa ser aprovada pelos acionistas, e caso isso aconteça, eles vão passar a deter participação também na Newco

fechamento dos mercados

Ibovespa perde ímpeto sem NY, mas consegue fechar em leve alta aos 110 mil pontos

Índice acionário estendeu sequência de altas em sessão de marasmo por liquidez reduzida. Embate entre Guedes e Campos Neto realça questão fiscal, mas juros recuam com leilão do Tesouro

eleição em são paulo

Empresários e investidores entregam manifesto a favor da candidatura de Boulos

Candidato é tratado como empreendedor social e, em conversas reservadas, o MTST é comparado a uma startup de sucesso

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies