Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-06-23T16:51:07-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
IR 2020

Imposto de Renda: Saiba como declarar como autônomo

A repórter Julia Wiltgen conversou com o advogado tributarista Samir Choaib e respondeu às principais dúvidas dos leitores do Seu Dinheiro.

24 de junho de 2020
15:30 - atualizado às 16:51
Selo da cobertura do imposto de renda 2020
Imagem: Andrei Morais / Shutterstock

O Seu Dinheiro respondeu às dúvidas de leitores que participam do projeto do Guia Definitivo do Imposto de Renda. Veja a seguir uma resposta sobre declaração de autônomo:

"Um autônomo que não recolheu carnê-leão sobre rendimentos de pessoa física nem tem os CPFs das fontes pagadoras pode, ainda assim, informar esses rendimentos na declaração? E como ele regulariza a sua situação?"

No quadro rendimentos recebidos de pessoa física, não há necessidade de incluir o CPF de cada um dos pagadores. Reafirmando o que falamos em uma pergunta anterior, ele deveria recolher o carnê-leão mês a mês, então o que ele recebeu no mês de janeiro, deveria ter recolhido até o final de fevereiro, e assim por diante. Se ele não fez isso, e está acima do limite de isenção, tem que recolher com multa e juros. E com relação ao NIT, se não tiver vai como aviso, não como erro, então a declaração ele consegue enviar sim.
Por ser autônomo, então ele não deve ter. A dúvida maior é a seguinte: ele vai ter que recolher com atraso o carnê-leão, mas na hora de preencher, mesmo com o atraso, precisa informar o CPF dos pagadores para preencher o DARF no caso?

Não há necessidade. Ele vai no quadro de rendimentos do trabalho assalariado e coloca o valor total recebido no mês. Eventualmente, se ele for fiscalizado, ele vai ter que abrir esse valor.
Ele vai ter que ter os comprovantes. O problema maior é ter os comprovantes.
Mas assim, é melhor pagar o imposto do que não pagar para a receita. Então, no pior cenário, em caso de fiscalizações mais rigorosas, não a malha fina automática, uma forma de comprovar o valor recebido é pelos extratos bancários. O extremo de uma fiscalização rigorosa, se ele não tiver o CPF ele vai ter que mostrar o extrato bancário e comprovar o que ele recebeu naquele mês, mês a mês, para ele comprovar que pagou o imposto, então, ele consegue cumprir com a sua obrigação fiscal. Nossa recomendação, sempre que possível, é que tenha isso sempre muito organizado, com nome e CPF de cada um dos pagadores.

Veja como declarar como autônomo ou MEI no IR 2020.

Acompanhe a resposta para esta dúvida a partir do minuto 40:39 do vídeo da live sobre o imposto de renda 2020.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

seu dinheiro na sua noite

Costurando uma saída

Não faz muito tempo que usei este mesmo espaço para lembrá-lo de como o mercado não gosta de incertezas e a falta de uma leitura clara sobre o futuro acaba prejudicando os negócios na B3. O dia de hoje veio para provar que, mesmo em meio às incertezas, ter uma noção mais clara do caminho que […]

carreira e diversidade

Magazine Luiza abre inscrições para 2º programa de trainees exclusivo para pessoas negras

Programa aceita candidatos formados entre dezembro de 2018 e dezembro de 2021, em qualquer curso superior; fluência em língua inglesa e experiência profissional não fazem parte dos pré-requisitos

pós-brumadinho

Vale (VALE3) muda alto escalão e tenta reforçar discurso ESG

Luciano Siani Pires, que desde 2012 ocupa posição de vice-presidente finanças e RI, assumirá a vice-presidência de estratégia e transformação de negócios, cargo criado em março pela mineradora

Troca de comando

Gustavo Raposo renuncia ao cargo de presidente da Transpetro, subsidiária da Petrobras (PETR4); sucessor já foi escolhido

Com a saída de Raposo, o conselho da empresa deverá deliberar sobre a nomeação do atual diretor de Serviços para o comando

atenção, acionista

Dividendos: WEG (WEGE3) paga R$ 86,8 milhões em juros sobre capital próprio

Valor líquido é de R$ 0,017 por ação; terão direito aos proventos acionistas na base em 24 de setembro, segundo a companhia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies