Menu

Projetos Especiais

Guia definitivo do Imposto de Renda

2020-04-29T14:16:37-03:00
SD Branding
Prestando contas ao Leão

Dúvidas na hora de preencher a declaração do imposto de renda? A resposta pode estar aqui

A Julai Wiltgen, com a ajuda do advogado tributarista Samir Choaib, respondeu as principais perguntas dos leitores do Seu Dinheiro. Confira

29 de abril de 2020
19:00 - atualizado às 14:16
leão imposto de renda
Imagem: Shutterstock

A hora de preencher a declaração do Imposto de Renda é temida por muitos brasileiros.

Seja pelo trabalho para coletar todos os recibos e declarações necessárias, seja pelas dificuldades em entender o programa oficial do Imposto de Renda, muitos acabam deixando a obrigação para a última hora.

Segundo o último boletim divulgado pela Receita Federal, mais de 12,4 milhões de brasileiros já entregaram a declaração, no entanto, 32 milhões de declarações são esperadas até o fim do período regular de entrega.

Tendo em vista o caos ocasionado pela pandemia do coronavírus, o prazo inicial, de 30 de abril, foi prorrogado para o dia 30 de junho. Além de dar um fôlego extra para quem ainda precisa prestar contas ao Leão, a medida também busca evitar aglomerações nas unidades de atendimento da Receita Federal.

Se você é um daqueles que ainda não declarou o seu imposto de renda, a Julia Wiltgen pode te ajudar.

Na última terça-feira (28), ela se reuniu com o advogado tributarista Samir Choaib, do escritório Choaib, Paiva & Justo Advogados Associados, para responder as principais dúvidas dos leitores do Seu Dinheiro sobre e declaração do Imposto de Renda 2020.

Essa foi uma oportunidade de ir além das questões mais simples e rotineiras. Sabemos que na hora de preencher a sua declaração, diversas situações muito particulares aparecem, principalmente em se tratando de questões de herança e investimentos.

Você pode conferir o bate-papo completo clicando aqui. Buscando ajudar o seu processo de declaração, separamos algumas das perguntas respondidas pelo tributarista Samir Choaib. Confira:

Vale mais a pena importar a declaração do ano anterior ou a pré-preenchida pela Receita?

R: Normalmente, importar a declaração do ano anterior é mais indicado, já que todos os dados já estarão registrados no sistema e é menos suscetível ao erro. A versão pré-preenchida pela Receita é uma boa forma de fazer uma checagem sobre as informações que as fontes pagadoras já registraram na Receita Federal

Como pessoas com doenças graves podem conseguir isenção do imposto de renda?

A isenção existe apenas para os rendimentos de aposentadoria recorrente de doenças elencadas pela Receita Federal.

Qual CNPJ declarar na hora de lançar um investimento em fundo imobiliário?

Na ficha de Bens e Direitos se coloca o CNPJ do fundo. Já na ficha de Rendimentos Isentos, é preciso colocar o CNPJ que consta no informe de rendimentos disponibilizado pela sua corretora. Esse CNPJ pode ser tanto do fundo quanto da administradora.

Aplicação PGBL ou VGBL são declaradas em inventário?

Sim, são produtos que não entram em inventário com a atual legislação em vigor e nem a incidência do imposto sobre herança estadual.

Como declarar ações que mudaram o seu ticker de negociação?

O recomendado é mencionar no campo discriminação a alteração do nome de negociação da ação. Não há necessidade de zerar a posição e abrir um novo campo.

Como declarar a portabilidade de uma previdência privada?

Basta informar no quadro discriminação o teor da portabilidade, sem necessidade de zerar o item e lançar um novo.

Além de lançar os rendimentos isentos e os tributáveis recebidos como MEI, também é preciso declarar a empresa na ficha de bens?

Você precisa declarar a empresa como na ficha de Bens e Direitos. Basta declarar o CNPJ e a Razão Social, sob o código 32. Não há necessidade de colocar o capital social da empresa e sim o capital aportado pelo contribuinte.

Julia e Samir
Julia Wiltgen em bate-papo com o tributarista Samir Choai, repondendo as dúvidas dos leitores do Seu Dinheiro

A conversa está aberta para todos os leitores do Seu Dinheiro, mas somente os assinantes do Guia Definitivo do Imposto de Renda. Saiba aqui como fazer para ter a sua pergunta respondida.

Aprendendo o bê-a-bá

Mas pode ser que você nem precise esperar pela próxima sessão de dúvidas para ter a sua sanada. É que o Guia Definitvo do Imposto de Renda conta com um material completo, e foi feito para que você consiga encontrar as respostas de forma rápida e simples, evitando a dor de cabeça de precisar preencher uma declaração retificadora no futuro.

Aqui você consegue encontrar desde as orientações para declarações mais gerais como dependentes, pensão alimentícia, gastos dedutíveis, aposentadoria, etc, como também todos os passos para declarar os seus investimentos em:

  • Renda Fixa 
  • Ações  
  • Fundos imobiliários  
  • Fundos de investimento  
  • Opções 
  • ETFs 
  • Previdência privada 
  • Como emitir e pagar o DARF
  • Diferenças de tributação de cada investimento

E todas essas instruções são dadas de forma que você possa aproveitar todos os benefícios tributários e pague o menor imposto possível e aumentar a sua restituição - tudo dentro das previsões legais.

Aproveite os últimos dias da quarentena para se livrar logo dessa obrigação.

ACESSAR O GUIA DEFINITIVO DO IMPOSTO DE RENDA

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

mundo em alerta

Brasil não deve ter segunda onda, mas governo tem instrumentos para enfrentá-la, diz Guedes

Ministro considerou que a única solução para a covid-19 é a vacina e alertou para a necessidade de avançar em reformas para que o governo tenha mais fôlego

segunda onda

‘Não consigo entender medida como essa’, diz Bolsonaro sobre lockdown na França

Governo francês anunciou novo confinamento nacional para conter o aumento de casos de covid-19 a partir desta sexta-feira

BALANÇO

Petrobras: Quatro temas da teleconferência de resultados do 3º trimestre

Resultado veio melhor que o esperado pela maioria dos analistas, apesar do prejuízo de R$ 1,5 bilhão no período

Diante da crise

BCE mantém política monetária, mas promete ‘recalibrar instrumentos’

As principais taxas de juros do BCE, a de refinanciamento e a de depósitos, permaneceram em 0% e -0,50%, respectivamente.

tensão em Brasília

Depois de receber ligação de Campos Neto, Maia diz confiar no presidente do BC

A conversa entre as duas autoridades ocorreu no dia de decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central que manteve a taxa Selic em 2% ao ano.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies