Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-05-13T17:22:15-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
corretora em ny

Ação da XP sobe mais de 10% após alta no lucro; veja o que dizem analistas

Empresa teve forte avanço da receita, mas foi prejudicada pela queda da bolsa; analistas apontam alta nas despesas e mantém recomendação “neutra” para os papéis da corretora

13 de maio de 2020
15:14 - atualizado às 17:22
XP investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

As ações da corretora XP Investimentos sobem mais de 10% nesta quarta-feira (13), após a empresa divulgar o balanço do primeiro trimestre. Mas o desempenho não foi suficiente para que analistas de ao menos três bancos mudassem a recomendação para "compra" dos papéis.

Os papéis da companhia negociados na Nasdaq, nos Estados Unidos, fecharam hoje em alta de 11,08%, a US$ 27,76. No ano, as ações acumulam baixa de quase 28%.

Segundo balanço da XP, a companhia teve alta de 147% no lucro líquido ajustado nos primeiros meses do ano, atingindo R$ 415 milhões. Em comparação ao quarto trimestre de 2019, houve uma queda de 1%.

Para analistas do Credit Suisse, ainda é uma "questão chave" a continuidade do bom desempenho nos próximos meses. A instituição destaca, entre outras coisas, a desaceleração das entradas líquidas de R$ 12 bilhões para R$ 7 bilhões — número que já reflete a crise do novo coronavírus.

"Acreditamos que o ambiente será mais desafiador. Esperamos que a receita e os ingressos líquidos diminuam", diz o banco. A instituição reafirmou a recomendação "neutra" para a ação da XP e o preço-alvo de US$ 22.

Receita e despesas

A receita do primeiro trimestre, que chegou a R$ 1,7 bilhão, foi a linha destacada pelos analistas do UBS, em especial a do varejo. Segundo o banco suíço, o segmento avançou principalmente por causa do volume recorde negociado no mercado de ações.

A alíquota efetiva de impostos, que chegou a 23%, também surpreendeu os analistas do banco, que dizem esperar que o nível se mantenha baixo dessa maneira. Mas eles disseram que as despesas continuam crescendo de forma rápida.

"O custo operacional total aumentou 101% na comparação anual, como resultado a margem Ebitda se deteriorou para 33% (ante 36% primeiro trimestre do ano passado), enquanto a margem líquida ajustada aumentou para 24% (ante 18% no 1T19)".

Para o UBS, as ações da XP podem chegar a US$ 28 em 12 meses. A recomendação para os papéis é "neutra". O BTG Pactual tem a mesma recomendação para as ações, mas esperando que elas possam chegar a US$ 24.

Os analistas do banco brasileiro lembram que os ativos sob gestão da XP somavam ao fim de março R$ 366 bilhões — um recuo de 11% ante dezembro, refletindo a queda dos preços dos ativos no período. No mesmo intervalo de 2019, os ativos sob gestão cresceram 58%.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Ventos contrários

Renova Energia não consegue “proteção” contra minoritários da própria empresa

Empresa perdeu ação no TJ-SP que tentata impedir os acionistas de produzirem provas contra a empresa, relativas à investigação sobre desvio de recursos

Preocupação

Vidas secas? Bolsonaro admite que Brasil vive “enorme crise hidrológica”

Presidente citou a falta de chuvas como um dos grandes problemas econômicos do país, juntamente com os efeitos causados pela pandemia

MESA QUADRADA

“Não me arrependo de nada. Só não posso dar conselhos financeiros para ninguém”, diz Bob Wolfenson, o fotógrafo das celebridades entrevistado no 7º episódio do Mesa Quadrada

Em em conversa para o podcast Mesa Quadrada, Dan Stulbach, Teco Medina e Caio Mesquita, conversam sobre dinheiro e carreira com Bob Wolfenson, ícone da fotografia brasileira

Situação preocupante

Cuidado com as luzes acesas! Aneel mantém taxa adicional mais alta na contas de agosto

Tarifa cobrada na bandeira vermelha nível 2 é de R$ 9,49 por 100 quilowatts-hora (kWh), e agência continua avaliando se vai elevar o valor

O melhor do Seu Dinheiro

Os melhores investimentos do mês e as notícias que foram destaque na semana

lém do ranking, tivemos o Ibovespa em queda de 2,60, e uma entrevista exclusiva com o CEO da Ânima Educação, que busca um “modelo Magalu”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies