Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-07-01T07:46:49-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
alívio para a varejista

Via Varejo anuncia conclusão de alongamento de dívidas

Empresa alonga aproximadamente R$ 4 bilhões, com vencimento médio em 60 dias para prazo aproximado de 1,3 ano

1 de julho de 2020
7:46
Fachada da loja Casas Bahia, rede pertencente à Via Varejo (VVAR3/VIIA3)
Casas Bahia é uma das redes de lojas operadas pela Via (ex-Via Varejo) - Imagem: Shutterstock

A Via Varejo, dona das Casas Bahia, anunciou a conclusão do processo de alongamento de dívidas. A medida, em complemento à oferta pública de distribuição primária de ações, deve resultar no fortalecimento da estrutura de capital da empresa.

A empresa alonga aproximadamente R$ 4 bilhões, com vencimento médio em 60 dias para prazo aproximado de 1,3 ano, o que somado à capitalização da companhia de R$ 4,4 bilhões, resulta, na somatória entre as medidas de reforço e preservação de caixa, em um total de R$ 8,4 bilhões no período.

Para chegar ao resultado, a empresa elencou as seguintes medidas:

Colocação de 100% e liquidação da quinta emissão pública de debêntures e recompra de 99,8% das notas promissórias com vencimento original em setembro de 2020. Neste contexto, Via Varejo diz que foi realizada em 29 de junho a quinta emissão pública de debêntures simples, no valor de R$ 1,5 bilhão.

A Via Varejo também cita alongamento, via instrumento financeiro de dívida, pelo prazo final de dois anos, de operações de Risco Sacado/antecipação de fornecedores com vencimentos originais no segundo trimestre.

Adicionalmente, a Via Varejo optou por refinanciar aproximadamente R$ 2,5 bilhões de operações de risco sacado (antecipação a fornecedores). O refinanciamento ocorreu através da celebração de aditivo à Cédula de Crédito Bancária (CCB), que contará com um prazo final de 2 (dois) anos, carência de principal de 6 (seis) meses e amortização trimestral a partir de dezembro de 2020, com pagamento de juros trimestrais à taxa de remuneração CDI acrescida de uma sobretaxa (spread) de 3,90% ao ano.

O mecanismo da operação funcionará da seguinte forma: o montante, antes contabilizado na conta “fornecedores” do Balanço Patrimonial passará a ser contabilizado na conta de “Empréstimos e Financiamentos de Curto e Longo Prazo”.

Consequentemente, a companhia alonga a dívida em aproximadamente R$ 2,5 bilhões, com vencimento nesse trimestre, para o prazo médio aproximado de 1,2 ano. O aumento da dívida bancária de R$ 2,5 bilhões corresponde a redução da conta fornecedores no mesmo valor, diz a Via Varejo

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Coluna do jojo

Bolsa hoje: da Alemanha ao Brasil, mas sem 7×1 desta vez

Por aqui, podemos avaliar o senador Ângelo Coronel (PSD-BA), relator do projeto de lei que trata da reforma do Imposto de Renda, se reunindo com o ministro da Economia, Paulo Guedes; Lá fora, haverá pronunciamento de membros do BCE e do Fed

AQUI NÃO

Por que a nova ofensiva da China contra o bitcoin (BTC) e as criptomoedas deve ter impacto limitado no mercado desta vez

Os poderes da China em cima do mercado de criptomoedas foram limitados depois do último crash do bitcoin

O melhor do seu dinheiro

O início de um sonho. Até agora deu tudo certo para a Locaweb

A Locaweb captou 1,4 bilhão de reais ao abrir o capital na bolsa, em fevereiro de 2020. Na estreia, as ações da empresa até então conhecida pela hospedagem de sites na internet dispararam quase 20%. Era o começo de um sonho. Mas parecia que ia dar tudo errado logo no mês seguinte, quando veio a […]

Segredos da Bolsa

Esquenta dos mercados: dirigentes do Fed e eleições na Alemanha movimentam exterior, enquanto cenário doméstico olha crise fiscal esta semana

Os dados de inflação no exterior devem movimentar os negócios, enquanto pautas do Congresso miram em Orçamento para 2022

Pra cima da concorrência

Infracommerce (IFCM3) compra rival Synapcom em negócio de mais de R$ 1 bilhão

Transação envolve R$ 773 milhões em dinheiro e R$ 430 milhões em ações, na maior aquisição da Infracommerce desde sua fundação, há quase uma década

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies