Menu
2020-08-12T14:05:29-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
negócio assinado

Stone confirma acordo de fusão com a Linx em negócio de R$ 6 bilhões

Acordo avalia ação da Linx em R$ 33,76. Operação será implementada por meio da incorporação de ações, pela qual cada ação ordinária da Linx será contribuída para a Stone em troca de papéis preferenciais

11 de agosto de 2020
18:43 - atualizado às 14:05
Montagem de maquininha da Stone em cima de uma mesa vista de cima
Imagem: Montagem Andrei Morais/Divulgação/Shutterstock

A Stone confirmou que assinou um acordo definitivo de fusão com a Linx, segundo comunicado desta terça-feira (11), em um negócio de R$ 6,04 bilhões.

Mais cedo, a Linx havia informado em comunicado que estudava a possibilidade de uma combinação de negócios. A notícia fez os papéis (LINX3) dispararem 31,5% hoje na B3.

A transação será implementada por meio de uma incorporação de ações, pela qual cada ação ordinária da Linx será incorporada pela Stone em troca de uma ação preferencial Classe A recém-emitida da empresa e uma ação preferencial Classe B recém-emitida.

Imediatamente após o processo, cada ação preferencial Classe A da Stone será resgatada mediante pagamento de R$ 30,39. Enquanto isso, cada ação preferencial Classe B será resgatada por 0,0126774 ação Classe A da Stone, segundo uma relação-base de troca de ações definida.

Essa relação representa um valor total de R$ 33,7625 para cada ação da Linx, considerando o preço da ação da Stone em 7 de agosto.

O valor representa um prêmio de 41,6% sobre o preço médio ponderado por volume da ação da Linx nos 60 dias anteriores à data de referência, e 28,3% para os 30 dias anteriores à data de referência, diz a Stone.

Os termos da operação serão apresentados aos diretores da Linx em um protocolo, diz a Stone.

O documento poderá conter alternativas para combinações de tranches em dinheiro e ações Classe A da Stone — desde que se encontrem no limite total de caixa de R$ 5,4 milhões e do total de ações Classe A, de R$ 2,3 milhões.

A conclusão do negócio depende do Cade e da aprovação dos acionistas da Linx.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Airbus A320

Itapemirim começa a receber aeronaves para voos comerciais após Anac autorizar

A Itapemirim diz que a segunda aeronave Airbus A320 de sua frota deve chegar ao aeroporto de Confins (MG) neste domingo

Efeito reverso

Elon Musk fez piada sobre o Dogecoin na TV aberta — e as cotações desabaram

Elon Musk fez a aguardada participação no SNL no último sábado, fazendo piada sobre si mesmo e falando do Dogecoin — mas a cotação caiu forte

Pesquisa da FGV

Presente mais caro: inflação do Dia das Mães é a maior dos últimos quatro anos

Levantamento da FGV mostra que a inflação no Dia das Mães é a maior desde 2017; eletrodomésticos e passagens aéreas tiveram maiores saltos

Expansão

SPX Capital assume operações do Carlyle no país

As operações do Carlyle no Brasil serão absrovidas pela SPX Capital. Com isso, a gestora de Rogério Xavier se expande em private equity

ESTRADA DO FUTURO

Um pé no abismo e outro na casca de banana: como identificar ações de empresas decadentes

Excesso de otimismo, planos mirabolantes e desprezo pela inovação estão entre as receitas para uma empresa falhar, segundo o gestor que se dedicou a descobrir empresas terríveis

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies