Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-10-26T08:16:09-03:00
Estadão Conteúdo
BOM MOMENTO

SP tem alta nas vendas e lançamentos de imóveis em setembro, diz Secovi

No acumulado de 12 meses, vendas totalizam 49.715 unidades, alta de 12,7%, e lançamentos sobem 1,3%, para 56.646 unidades

26 de outubro de 2020
8:16
Imóveis
Imagem: Shutterstock

O mercado imobiliário na cidade de São Paulo confirmou a trajetória de recuperação em setembro, com expansão dos lançamentos e vendas na comparação anual, de acordo com pesquisa do Sindicato da Habitação (Secovi-SP) que monitora imóveis residenciais novos.

A comercialização atingiu 5.147 unidades em setembro, montante 18,9% inferior a agosto (quando o setor teve recorde de vendas), mas uma alta de 19,2% em relação a setembro do ano passado.

No acumulado dos últimos 12 meses, as vendas totalizaram 49.715 unidades, um aumento de 12,7% em relação ao mesmo período do ano anterior.



Os lançamentos chegaram a 6.238 unidades em setembro, 22,4% inferior ao apurado em agosto e 40,4% acima do total de setembro do ano passado. Em 12 meses, foram lançadas 56.646 unidades, 1,3% acima do mesmo período do ano anterior.

A capital paulista encerrou o mês de setembro com um estoque de 31.800 apartamentos novos disponíveis para venda, considerando unidades na planta, em obras e recém-construídos. Esse estoque é 2,9% superior ao de agosto e 19,1% maior do que em setembro do ano passado.

Retomada

O presidente do Secovi, Basílio Jafet, avaliou que os números confirmam o movimento de recuperação do mercado imobiliário após o fechamento dos estandes durante a quarentena.

"O movimento de melhora continua. Setembro ficou abaixo de agosto, que foi um mês fora da curva pelo acúmulo brutal de negócios não realizados durante a quarentena. Mas mesmo assim setembro foi um mês muito forte", avaliou.

Jafet reiterou que a recuperação está sendo impulsionada pela queda nos juros do financiamento da compra de moradias, bem como a diversificação de modalidades de empréstimos - baseados na TR, IPCA e poupança.

"O mercado de crédito imobiliário baixou as taxas, amadureceu e diversificou as opções para os clientes", elogiou Jafet. "Para as incorporadoras, isso é ótimo".

O presidente do Secovi reiterou ainda a perspectiva de que, apesar do fechamento temporário dos estandes meses atrás, o setor será capaz de encerrar 2020 com um volume de vendas semelhante ao de 2019, quando 44.735 unidades foram escoadas.

Já os lançamentos devem ficar abaixo de 2019, quando bateram o recorde totalizando 55.529 unidades. "Muitos lançamentos estão sendo retomados agora, mas em muitos casos não vai haver tempo suficiente para que sejam realizados, e ficarão para o ano que vem".

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Acionistas felizes

Sextou com dividendos: Copel (CPLE6) anuncia mais de R$ 1 bilhão em proventos; veja quem tem direito

Os valores aprovados pelo conselho de administração da empresa serão pagos aos acionistas em 30 de novembro

BLINK!

O que rolou nessa semana? Onde aprender Valuation? Vale (VALE3) caindo novamente? Felipe Miranda responde seus seguidores neste BLINK!

A chegada do final de semana é marcada pela sexta-feira e pelo BLINK! Felipe Miranda, estrategista-chefe da Empiricus, respondeu algumas perguntas feitas pelos seus seguidores. Confira

avaliando riscos

‘Papa’ do valuation vê inflação subestimada e diz que alta de preços é seu maior medo

Em evento, o professor da NYU Aswath Damodaran disse que gostaria de ver o banco central norte-americano agindo mais do que minimizando a alta de preços

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O Ibovespa em queda livre e outros destaques desta sexta

Com a queda de 2,07% desta sexta-feira, aos 111.439 pontos, o Ibovespa emplacou o seu quarto pregão seguido de baixa e, agora, acumula um retorno negativo de mais de 6% em 2021. É um desempenho decepcionante para um índice que começou o ano renovando máximas e atingiu o seu nível recorde há apenas três meses; […]

Rumo ao topo

Após compra da Extrafarma, veja as armas da Pague Menos (PGMN3) na luta pela liderança do varejo farmacêutico

Além dos planos de inaugurar 200 lojas entre 2020 e 2021, a empresa quer aumentar a sua fatia nas vendas online e por telefone

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies