Menu
2020-08-25T17:43:42-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
transações a toda hora

Santander Brasil lança solução financeira para o PIX, sistema de pagamentos do BC

Instituição começa hoje campanha publicitária para apresentar o SX, solução financeira que utiliza o novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central

25 de agosto de 2020
17:43
Santander
Sede do Santander Brasil - Imagem: Shutterstock

O Santander Brasil lançou uma oferta própria para utilizar o novo sistema instantâneo de pagamentos do Banco Central, o PIX. A instituição deu início hoje à campanha publicitária para apresentar a solução financeira, que leva o nome de SX.

O uso do PIX se somará às modalidades já disponíveis no mercado, como DOC, TED, cheques e cartões de débito e crédito.

Com a opção, o consumidor poderá fazer pagamentos e transferências com mais eficiência, instantaneamente e sem custo para os clientes pessoa física, diz o banco.

"O PIX pode ser também uma poderosa ferramenta de bancarização da população e de fidelização dos nossos clientes", diz Marcelo Labuto, diretor do segmento Pessoa Física do Santander Brasil.

Em razão de "questões estratégicas", no entanto, o executivo diz que só em breve revelará os "diferenciais" do produto aos consumidores.

De acordo com ele, o PIX demonstrará avanços, mas o consumidor é que será o responsável por fazer o melhor uso desta modalidade — uma vez que há a necessidade de ter recursos disponíveis em conta a cada transação, a qualidade do acesso à internet e a robustez do sistema da instituição financeira.

"O PIX tem muitas vantagens, mas não esperamos que vá substituir todas as outras modalidades de pagamentos", diz Labuto, mencionando que o banco quer ser desde já uma "referência" na tecnologia.

O que é o PIX?

O PIX corresponde ao sistema instantâneo de pagamentos do BC, que traz a expectativa de mudar o mercado e facilitar a vida dos consumidores em transações financeiras.

A ideia é que o sistema funcione a qualquer hora do dia, durante todos os dias do ano, de forma que o usuário não leve mais do que alguns segundos para concluir transações.

As operações pelo PIX poderão ser realizadas por meio de QR Code, uso de chave ou mesmo por meio do preenchimento manual de dados, de acordo com o usuário.

A intenção do Banco Central é que o PIX gere maior inclusão financeira, entrada de novos atores no sistema de pagamentos e a eletronização dos meios. O PIX deve começar a funcionar em novembro.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

após relatório da inflação

Retomada indica que País está acima da média de emergentes, diz Campos Neto

Presidente do BC disse que a autoridade monetária tem posição de “absoluta tranquilidade” em relação à inflação e afirmou não acreditar que a alta nos preços de alimentos neste ano possa impactar a inflação em 2021

De olho no e-commerce

Vinci Partners assina joint venture com Fulwood para desenvolver até R$ 1 bilhão em galpões logísticos

Recursos serão captados por fundo imobiliário inicialmente não negociado em bolsa; motivação é o desenvolvimento do e-commerce na pandemia

saída da crise

Analistas e BC têm se surpreendido com números melhores da atividade, diz Kanczuk

Banco Central atualizou nesta quinta no Relatório Trimestral de Inflação (RTI) sua projeção para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2020. A expectativa para a economia este ano passou de queda de 6,4% para retração de 5,0%

MERCADO DE TRABALHO

Nos EUA, pedidos de auxílio-desemprego sobem 4 mil na semana, a 870 mil

Resultado ficou acima da expectativa dos analistas, que previam 850 mil solicitações na última semana

retomada econômica

Sem Petrobras e Vale, lucro das empresas deve crescer 14% em 2021

Análise foi feita pelo BTG e compara as perspectivas sobre os resultados de 2019; expectativa melhorou em relação ao relatório anterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements