Menu
2020-05-08T20:00:37-03:00
Estadão Conteúdo
Medidas contra covid-19

Linha emergencial para pequenas e médias atinge R$ 2 bilhões em aprovações, diz BNDES

O valor corresponde a 40% do orçamento de R$ 5 bilhões previsto para uso livre das empresas. A linha já beneficiou quase cinco mil clientes, em 5.330 operações

8 de maio de 2020
20:00
BNDES
Imagem: Agência Brasil

A linha emergencial do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) para micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) em ações de combate ao novo coronavírus atingiu R$ 2 bilhões em aprovações de financiamentos. O valor corresponde a 40% do orçamento de R$ 5 bilhões previsto para uso livre das empresas. A linha já beneficiou quase cinco mil clientes, em 5.330 operações.

De acordo com o BNDES, o volume de aprovações vem se acelerando nos últimos dias, tendo média diária de R$ 135 milhões nesta semana, até a quinta-feira, 7. De todo o volume de recursos até agora aprovado, 70% se destinam às médias empresas, 24% às pequenas e outros 6% às microempresas. O banco estima que 124 mil empregos puderam ser mantidos com esses recursos, em meio à crise.

O principal setor econômico contemplado foi o de comércio e serviços, com 80,5% dos recursos. Indústria de transformação (19%) e agronegócio (0,5%) completam a lista. O volume diário de aprovações chegou a R$ 172 milhões, com crescimento de 7% em relação ao primeiro bilhão em aprovações, registrado em 22 de abril.

O BNDES já liberou um total de R$ 10 bilhões somando as linhas emergenciais lançadas ao longo dos últimos 45 dias. Neste pacote estão R$ 2,3 bilhões aprovados em suspensões de pagamentos (stand still) indiretos automáticos, feitas via agente financeiro, e de R$ 4,7 bilhões para a suspensão de pagamentos de operações feitas diretamente com o BNDES.

O BNDES Crédito Pequenas Empresas oferece crédito rápido a micro, pequenos e médios empresários com faturamento de até R$ 300 milhões por ano. A operação se dá por meio da rede de agentes financeiros parceiros do banco de fomento, públicos e privados. Com orçamento de R$ 5 bilhões, a linha oferece financiamento de até R$ 70 milhões anuais, com carência de 24 meses e prazo para pagamento de até 60 meses.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

seu dinheiro na sua noite

Fidelidade em baixa com a pandemia

Não, não estou falando da fidelidade entre casais. Até porque, por mais que a convivência excessiva em família na quarentena tenha abalado alguns casamentos, o momento não anda muito propício às puladas de cerca. Estou falando do setor de fidelidade, que abarca as empresas de programas de pontos e milhagem, sobretudo aqueles ligados às companhias […]

Empresa ligada à Vale

Justiça aprova pedido de Recuperação Judicial da Samarco

RJ não terá impacto nas atividades operacionais da mineradora, nem nas ações de reparação e compensação pela tragédia de Mariana

FECHAMENTO

Ibovespa ignora tensão em Brasília e NY no vermelho e avança 1%; dólar também sobe

Enquanto as blue chips garantiram o bom desempenho do Ibovespa, o dólar avançou 0,84%, pressionado pelo noticiário em Brasília

Exaltou integração

Presidente do Banco Central não enxerga competição entre bancos e fintechs

Segundo Campos Neto, a integração entre as mídias sociais e o sistema financeiro é maior inovação que existe no momento

Menos pontos e milhas

Setor de empresas de fidelidade encolhe quase 30% em 2020

O segmento de fidelidade movimentou R$ 5,3 bilhões em 2020, segundo a Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies