Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-08-06T08:48:05-03:00
Estadão Conteúdo
Acordo pelo fim do desmatamento

Greenpeace acusa JBS de não cumprir acordo

De acordo com a ONG, a JBS e outros frigoríficos se comprometeram em 2009 a zerar o desmatamento de sua cadeia de suprimentos em até dois anos, o que incluía não ter nenhum fornecedor que trabalhasse em áreas desmatadas da Amazônia

6 de agosto de 2020
8:48
Logo da JBS na parte externa de um prédio
Logo da JBS na parte externa de um prédio - Imagem: Divulgação

A organização não governamental Greenpeace Internacional divulgou ontem relatório que aponta impactos da indústria de carne no meio ambiente e critica a brasileira JBS por quebra de compromisso com a exclusão de desmatadores em sua cadeia de produção.

A publicação faz parte de campanha do Greenpeace Reino Unido contra a rede de supermercados Tesco, exigindo que a empresa pare de comercializar produtos de companhias acusadas de envolvimento na destruição da Amazônia e do cerrado. O relatório diz que a JBS, maior empresa de proteína animal do mundo, possui um “atraso inaceitável” em honrar a promessa de não contribuir mais para o desmatamento.

De acordo com a ONG, a JBS e outros frigoríficos se comprometeram em 2009 a zerar o desmatamento de sua cadeia de suprimentos em até dois anos, o que incluía não ter nenhum fornecedor, direto ou indireto, que trabalhasse em áreas desmatadas da Amazônia. As empresas também prometeram não contribuir com invasões de terras indígenas e áreas protegidas.

Em nota, a JBS reafirmou seu compromisso com o fim do desmatamento em toda a sua cadeia de suprimentos. A empresa diz que tem “ liderado o setor em medidas para aprimorar a rastreabilidade da cadeia de suprimentos” e trabalhado “em colaboração com órgãos governamentais nacionais e regionais para desenvolver soluções envolvendo as melhores práticas”.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Crise dos chips

Sem carro zero no mercado, preço de usados sobe até 20% e vendas disparam – carro usado chega a custar mais que um novo

Mercado enfrenta escassez de semicondutores, demanda alta por veículos e prazos longos para a entrega

sem escassez

Fábrica da Tesla em Xangai deve terminar setembro com 300 mil carros produzidos em 2021

Marca será atingida mesmo em meio a uma escassez global de semicondutores, disseram duas fontes da montadora à Reuters

Fim da pandemia

CEO da Pfizer prevê que voltaremos à vida normal dentro de um ano, mesmo com novas variantes do coronavírus

Albert Bourla acredita que vacinação contra a covid-19 se tornarão anuais, para cobrir novas variantes, e que vacinas durarão um ano

ainda não acabou

Controladores da Alliar (AALR3) contratam XP para vender o negócio, diz jornal

Empresa de diagnósticos foi alvo, recentemente, de disputa pelo controle pela Rede D’Or e fundos ligados ao empresário Nelson Tanure

Mais recursos

Democratas aprovam pacote de US$ 3,5 tri no Comitê de Orçamento da Câmara dos EUA

Recursos serão destinados à rede de segurança social e programas relacionados a mudanças climáticas. Obtenção de quase unanimidade para aprovação no Congresso é desafio

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies