Menu
2020-10-16T15:38:06-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Governança corporativa

Fundadores da Linx devem ser impedidos de votar sobre oferta da Stone

CVM encaminhou ofício com entendimento de que os fundadores não podem votar na assembleia de acionistas que analisar a proposta, segundo notícia do Valor Econômico

16 de outubro de 2020
14:58 - atualizado às 15:38
Alberto Menache, CEO da Linx
Alberto Menache, CEO e membro do conselho de administração da Linx - Imagem: Valeria Goncalvez/Seu Dinheiro

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) decidiu que Alberto Menache, Nércio Fernandes e Alon Dayan, sócios e fundadores da Linx, devem ser impedidos de votar na assembleia de acionistas da companhia que decidir sobre a proposta de venda para a Stone.

A decisão foi informada em um ofício encaminhado pela área técnica da autarquia, de acordo com informação do Valor Econômico. Procurada pelo Seu Dinheiro, a CVM ainda não se manifestou. Os fundadores ainda podem recorrer ao colegiado da autarquia, responsável pela palavra final.

A proposta da Stone para incorporar a empresa de tecnologia para o varejo foi duramente criticada no mercado por envolver um pagamento diferenciado ao trio de fundadores, que detém 14,41% do capital da Linx.

Relembrando a polêmica, a Stone fez duas propostas pela empresa, a última no total de R$ 6,28 bilhões, o equivalente a R$ 35,10 por ação. Esse é o valor que os acionistas irão receber caso a proposta seja aprovada em assembleia.

O problema é que a Stone também acertou um pagamento adicional com os fundadores da empresa em contratos de "não-competição". A assembleia em que a oferta será colocada em votação foi marcada para o dia 17 de novembro.

A empresa de software Totvs também formalizou uma oferta pela Linx, que avalia a companhia em R$ 6,1 bilhões e, ao contrário da Stone, não prevê pagamento adicional a conselheiros da empresa.

Caso os acionistas rejeitem a proposta na assembleia de novembro, a Linx poderá conversar com a Totvs. O problema é que o acordo com a Stone prevê uma multa caso a oferta não seja aprovada pelos acionistas.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

evolução

Indústrias de grandes economias registram aceleração em fevereiro

Manufatura da zona do euro se expande no ritmo mais forte em três anos, enquanto Japão tem primeira alta desde abril de 2019

dragão à vista

Economistas voltam a piorar projeções para inflação e dólar em 2021

Possibilidade de dólar fechar o ano abaixo de R$ 5,00 ficou ainda mais remota, segundo mediana de projeções divulgada pelo BC

O melhor do Seu Dinheiro

Quem vai ganhar a corrida das varejistas?

Quem será o novo Magazine Luiza? Essa pergunta virou quase um clichê no mercado depois que a varejista se tornou um dos maiores casos de sucesso da bolsa, com uma valorização de quase 35.000% desde dezembro de 2015. Entre o antigo modelo de lojas de rua e o promissor varejo online, o segredo da empresa […]

alívio no caixa

Governo reabre programa para renegociação de dívidas das empresas

A ideia é proporcionar um alívio no caixa das empresas no momento em que governadores decretaram o fechamento de estabelecimentos não essenciais devido ao colapso em seus sistemas de saúde

briga de galo

IMC mantém, por ora, contrato de franquia com KFC

Juízo indefere pedido da KFC de revogação da exclusividade da IMC na administração das operações KFC no Brasil

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies