Menu
2020-03-02T15:00:25-03:00
Recorde

Empresas com contas em atraso ultrapassaram 6,1 milhões, diz Serasa

Para a Serasa Experian, autora do levantamento que aponta para este número, trata-se de uma quebra de recorde para toda a série da pesquisa

2 de março de 2020
15:00
Empresário endividado
Dívidas - Imagem: shutterstock

Mais de 6,1 milhões de empresas atrasaram suas obrigações financeiras em dezembro de 2019. Para a Serasa Experian, autora do levantamento que aponta para este número, trata-se de uma quebra de recorde para toda a série da pesquisa, iniciada em 2016.

Comparado com dezembro de 2018, trata-se de um avanço de 9,5%. Cada empresa tem em média nove dívidas.

Quando comparado com novembro do ano passado, o crescimento foi de 1,6%, de acordo com a Serasa. A maior parte das dívidas vencidas e não pagas, algo como 78%, ocorreu em instituições fora do setor financeiro.

O economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, explica que isso se deve ao aumento do crédito mercantil. "A redução dos juros ainda não foi totalmente refletida no sistema financeiro, o que acaba prejudicando principalmente as pequenas empresas", diz ele.

Isso, continua, faz com que eles busquem melhores alternativas, como os acordos entre empresas, para acessar o crédito. "Porém, com o crescimento econômico abaixo do esperado, este grupo de empreendimentos não consegue honrar os compromissos e engrossa a lista de devedores negativados", afirma Rabi.

Setores

O maior volume de empresas inadimplentes em 2019 concentrou-se no setor de Serviços (50,2%), que teve ainda a maior variação de representatividade entre um ano e outro, de 1,3 ponto porcentual. Em dezembro de 2018, o número era de 48,9%.

Já o Comércio teve queda de 1,3 ponto porcentual no mesmo período analisado, indo de 41,7% no último mês de 2018 para 40,4% em dezembro de 2019. A Indústria se manteve estável no período.

Regiões

A região Sul continuou registrando a maior variação no último mês do ano, 15,5%, seguida pelo Centro-Oeste (10,4%). Todas as regiões apresentaram crescimento da inadimplência empresarial entre dezembro de 2018 e 2019.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

volta ao normal?

Azul diz que demanda cresceu 43,6% em junho; taxa de ocupação sobe para 75,5%

Nos voos internacionais, a demanda em junho foi 27,8% maior que em maio, enquanto a oferta cresceu 9,7% no período

de quando era deputado

Flávio Bolsonaro presta depoimento ao MP no Rio no inquérito da ‘rachadinha’

Esquema consistiria na devolução de parte dos salários dos assessores; depoimento desta terça-feira foi prestado a pedido do próprio senador

setor em crise

Câmara aprova texto-base da MP de socorro ao setor aéreo

Proposta determina que as companhias aéreas terão prazo de até 12 meses para devolver aos consumidores o valor das passagens compradas entre 19 de março e 31 de dezembro de 2020

Entrevista exclusiva

No ônibus e no hotel, a Marcopolo quer garantir as suas férias sem coronavírus

James Bellini, presidente da Marcopolo, conta como as medidas para tornar os ônibus mais seguros começam a render frutos em outras áreas e também os impactos da crise para a companhia

comércio eletrônico

Desde o início da pandemia, e-commerce brasileira já ganhou 135 mil lojas

Segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), desde o início da pandemia mais de 135 mil lojas aderiram às vendas pelo comércio eletrônico para continuar vendendo e mantendo-se no mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements