Menu
2020-03-06T14:55:26-03:00
negócio fechado

De olho em imóveis, OLX Brasil compra Grupo Zap por R$ 2,9 bi

Com a aquisição, as duas empresas terão mais de 12 milhões de anúncios de imóveis e cerca de 40 mil agentes imobiliários parceiros no Brasil

4 de março de 2020
8:13 - atualizado às 14:55
Imóveis
Imagem: Shutterstock

A empresa de classificados on-line OLX Brasil anunciou ontem um acordo para adquirir 100% das ações da startup de imóveis online Grupo Zap. O negócio, que envolverá R$ 2,9 bilhões em dinheiro, ainda depende da aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) - até lá, as duas empresas funcionarão de forma completamente independente. Com a aquisição, as duas empresas terão mais de 12 milhões de anúncios de imóveis e cerca de 40 mil agentes imobiliários parceiros no Brasil.

Em comunicado enviado à imprensa, a OLX afirma que fechou o negócio para aumentar sua posição no mercado de imóveis, em um momento especial para o setor no País, com "a queda na taxa de juros e muito potencial de crescimento". "Estamos na vanguarda para que a cadeia de valor de imóveis seja mais digital. Com a transação, vamos tornar os processos de compra, venda e aluguel de imóveis mais seguros, simples e eficientes", diz Andries Oudshoorn, presidente executivo da OLX no País.

Fundada em 2006 na Argentina por Fabrice Grinda e Alejandro Oxenford, a OLX hoje é controlado pelo Prosus, grupo com sede em Amsterdã, na Holanda e pela sul-africana Naspers. Em todo o mundo, a OLX tem mais de 20 marcas diferentes e cerca de 300 milhões de usuários. Aqui, a OLX Brasil é uma joint venture entre o Prosus e a Adevinta, da norueguesa Schibsted.

Já o Grupo Zap é o resultado da fusão entre o Zap Imóveis e o Viva Real, dois serviços de classificados de imóveis brasileiros - fundado em 2000, com participação do jornal O Estado de S. Paulo e do Grupo Globo, o Zap Imóveis hoje é controlado indiretamente por acionistas da Globo. O Estado vendeu sua participação no negócio em 2012. Em 2018, o Grupo Zap teve receitas de R$ 217 milhões. Há alguns anos, a empresa era cotada para se tornar um novo unicórnio brasileiro - startup avaliada em pelo menos US$ 1 bilhão. O valor da aquisição, porém, não foi suficiente para o Zap alcançar tal status. Segundo comunicado, o JPMorgan e a Allen & Company foram os assessores financeiros da OLX e do Zap na transação.

Setor movimentado

O setor de imóveis tem sido bastante movimentado no mundo das startups brasileiras. Ao longo dos últimos 12 meses, duas empresas do ramo se tornaram unicórnios - o QuintoAndar, que intermedeia aluguéis residenciais, e a Loft, que faz compra, reforma e revenda de apartamentos em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro.

As duas empresas receberam rodadas de investimentos na casa das centenas de milhões de dólares e chamam a atenção por seu crescimento expressivo.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Queda do petróleo

Distribuidoras de gás natural pedem à Petrobras antecipação na redução do preço

Associação Brasileira de Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás) solicitou à Petrobras uma antecipação para 1 de abril na redução do preço do gás natural que vai ocorrer em maio deste ano, da ordem de 10%

Vendendo aéreas

Warren Buffett vende US$ 390 milhões em ações de companhias aéreas americanas

Buffett reduziu de seu portfólio o número de papéis da Delta Air Lines em 13 milhões, e da Southwest Airlines, em 2,3 milhões

Seu Dinheiro na sua noite

Produtos em falta: máscaras, álcool em gel e reais

A pandemia do coronavírus provoca desabastecimento de produtos como máscaras cirúrgicas e álcool em gel. Mas no mercado financeiro, a corrida para a proteção em dólar pode colocar outro item em falta: o real. Isso mesmo. E não estou falando só da falta de reais na carteira. Nos preços atuais, vai faltar moeda brasileira para […]

Dados atualizados

Mortes por coronavírus somam 359 e infectados chegam a 9 mil no Brasil

Desde ontem, foram registrados 1.146 pacientes infectados

Sem isso

Não é momento para explorar politicamente quaisquer problemas, diz Guedes

Ministro da Economia Paulo Guedes que não é hora de busca por protagonismo nem oportunismo político. Ele defende a cooperação entre poderes

Petróleo

Vamos resolver guerra de preços e recuperar negócios do setor de energia, diz Trump

Trump voltou a dizer que o presidente da Rússia e o príncipe saudita, querem que “algo aconteça rápido” na guerra de preços

Cautela elevada

Ibovespa abaixo de 70 mil pontos e dólar nas máximas: o retrato de mais uma semana tensa nos mercados

O Ibovespa fechou a semana com perdas acumuladas de mais de 5%, em meio ao pessimismo dos investidores em relação à economia global. O dólar foi a R$ 5,32

Pronto para votar

Há acordo para concluir PEC do orçamento de guerra, diz Maia

Maia afirmou, ao chegar à Casa, que acredita ser possível concluir a votação dos dois turnos nesta sexta-feira

Ouça o que bombou na semana

Podcast Touros e Ursos: passado o furacão, é hora de conhecer os estragos

O podcast desta semana fala da primeira leva de dados econômicos a englobar os impactos do coronavírus, além do balanço dos investimentos em março

Pior ainda

‘Estamos em recessão, bem pior do que a crise financeira de 2008’, diz diretora do FMI

Diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva afirmou que a recessão global decorrente do coronavírus já é uma realidade e que será “bem pior” que a crise financeira de 2008/2009

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements