Menu
2020-10-19T13:29:22-03:00
Caio Nascimento
Caio Nascimento
É repórter do Seu Dinheiro. Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP) e com passagens pelo Estadão e Jornal da USP.
Uma possível novata na Bolsa

Cruzeiro do Sul pretende captar até R$ 1,5 bilhão em IPO, diz jornal

Grupo educacional pretende usar 93% do valor captado para aquisições, fusões e crescimento orgânico

19 de outubro de 2020
13:25 - atualizado às 13:29
Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Imagem: Shutterstock

A Cruzeiro do Sul Educacional visa captar de R$ 1,2 bilhão a R$ 1,5 bilhão em sua oferta inicial de ações (IPO), conforme apurou o jornal Valor Econômico nesta segunda-feira (19). O pedido de registro de companhia aberta à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) ocorreu no último dia 2 de setembro.

De acordo com o jornal, 93% dos recursos da oferta primária serão usados para aquisições, fusões e crescimento orgânico. O grupo também pretende realizar uma oferta secundária, mas não deu detalhes. 

Atualmente, as famílias Padovesi e Figueiredo possuem, juntas, 56,5% do capital da empresa. Os outros 43,4% estão nas mãos do fundo soberano de Cingapura (GIC). 

Crescimento

A Cruzeiro do Sul vislumbra o IPO desde 2017, mas adiou os planos para este ano. Em 2018, o diretor de planejamento da empresa, Fábio Figueiredo, afirmou, em entrevista ao Valor, que “a meta é tornar-se o terceiro maior grupo de ensino e, para chegar lá, estão analisando ativos em todo o país".

Atualmente, o conglomerado é o quinto na lista dos gigantes do ensino superior privado.

Em março de 2020, a Cruzeiro do Sul concretizou a compra da Universidade Positivo, pouco depois de adquirir o Centro Universitário Braz Cubas. Além disso, vem investindo na expansão da infraestrutura dos seus campi. 

Neste ano, a Cruzeiro do Sul inaugurou um campus de 20 mil metros quadrados em Guarulhos, região metropolitana de São Paulo. O prédio tem capacidade para atender a 8 mil alunos.

Com a expansão, o conglomerado chegou a cerca de 350 mil alunos, mais de 9 mil funcionários e mais de mil polos em todo o Brasil, figurando como o quinto maior grupo educacional do país.

O pedido de IPO do grupo educacional é liderado pelos bancos Bradesco BBI, BTG Pactual, Bank of America, Morgan Stanley e Santander. 

O Seu Dinheiro entrou em contato com a Cruzeiro do Sul para obter mais informações, mas a companhia informou que “não podem comentar nenhuma informação sobre o assunto neste momento”.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

rearranjo no segmento

Dona da Farm negocia fusão com a Shoulder, de moda feminina

Empresas mantém conversa “em fase preliminar”, em um momento de rearranjo do segmento; Grupo Soma comprou recentemente a NV e a Lauf

Meme bilionário

O que está por trás da valorização de 500% do Dogecoin em uma semana?

O projeto levou várias pessoas a ficarem milionárias, mas pode fazer muita gente perder dinheiro daqui para frente

Chama o doutor

Após desconto em IPO, ações da Mater Dei estreiam em queda na B3

A situação atual do mercado e a fila de companhias de saúde prontas para abrirem o capital prejudica a rede de hospitais

mudanças na estatal

Conselho confirma general indicado por Bolsonaro para presidir Petrobras e novos diretores

Joaquim Silva e Luna assume o cargo então ocupado por Roberto Castello Branco Branco, demitido porque Bolsonaro estava insatisfeito com política de preços

Só a Vale salva

Tá difícil viver de renda: empresas cortaram R$ 38 bilhões em dividendos na pandemia

Muitas companhias optaram por distribuir menos dinheiro aos acionistas e preservar o caixa durante a crise econômica

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies