Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-08-04T18:44:08-03:00
Ricardo Gozzi
Mineradora

BNDES vende 2,56% de ações da Vale em leilão na B3

Operação na bolsa faz parte um bloco de ações da mineradora ofertado pelo BNDES, de acordo com reportagem da Exame

4 de agosto de 2020
11:08 - atualizado às 18:44
Terminal da Vale
Terminal da Vale - Imagem: Reprodução/Vale

As ações ON da Vale (VALE3) ficaram em leilão estendido por mais de uma hora logo após a abertura do Ibovespa nesta terça-feira por causa de uma operação envolvendo 2,56% do capital da mineradora.

O leilão fez parte um bloco de ações ofertado pelo Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), segundo reportagem da Exame.

O presidente do BNDES, Gustavo Montezano, disse em seu perfil do LinkedIn que se tratou do maior "block trade" — uma grande oferta de ativos realizada em bolsa — da América Latina, movimentando R$ 8,1 bilhões.

Segundo ele, a ação saiu ao preço de R$ 60,26 na operação, o mesmo do fechamento do dia anterior.

A Agência Bovespa informou inicialmente que 100 milhões de ações da Vale - ou 1,89% do capital da mineradora - entraram em leilão às 10h, com expectativa de uma hora de duração.

Às 11h, o leilão foi prorrogado por mais 15 minutos e o volume ofertado foi elevado a 135,612 milhões de ações, ou 2,56% do capital da Vale.

Hoje, as ações da Vale fecharam a sessão do Ibovespa em alta de 0,73%, cotadas a R$ 60,70.

Antes do leilão, o BNDESPar, unidade de participações do banco, detinha 6,12% do capital da Vale.

Segundo a reportagem da Exame, o leilão faz parte de uma série de posições nos mercados financeiros das quais o BNDES pretende se desfazer e que inclui, além da Vale, participações em empresas como a Petrobras, a Suzano, a Klabin e possivelmente a JBS.

Fontes citadas pelo Broadcast informaram que para começar a se desfazer de sua posição na Vale, o BNDES se comprometeu com investidores a não fazer mais nenhuma venda de papéis da mineradora por um prazo de 90 dias.

Com o chamado lock-up, o banco de fomento não causa uma pressão adicional de baixa no papel com a expectativa no mercado de venda de mais um grande bloco de ações.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

MERCADOS HOJE

Evergrande injeta temor no mercado global e bolsas têm dia de fortes perdas; Ibovespa fecha no menor nível desde novembro

Temor de que os problemas da incorporadora chinesa gerem uma reação em cadeia no mercado global afundou as bolsas nesta segunda-feira (20)

Ruído político

Congresso não participou de debate sobre aumento no IOF, revela presidente da Câmara

Arthur Lira também declarou que quer avançar com a reforma administrativa e uma solução para a questão dos precatórios ainda nesta semana

Na onda do minério

Mercado Livre (MELI34) ultrapassa Vale (VALE3) e se torna a empresa mais valiosa da América Latina

A gigante de comércio eletrônico argentina conquistou o posto após a mineradora brasileira perder R$ 43,6 bilhões em valor de mercado na última semana

Vídeos

Investir em IPOs vale a pena? Saiba as causas dessa febre do mercado

O ano de 2021 está mostrando a força do setor dos IPOs. São diversas empresas que abriram seu capital e fizeram sua oferta primária. Matheus Spiess, analista da Empiricus, explica neste vídeo sobre este cenário. Confira

desaceleração a caminho

Renda fixa: Por que a Evergrande derruba o Ibovespa, mas alivia o mercado de juros

Desempenho é oposto ao que se poderia esperar quando há pânico no mercado, diz especialista; contratos DIs para janeiro de 2022 caem de 7,09% para 7,08%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies