Menu
2020-04-24T14:44:23-03:00
Estadão Conteúdo
mudança de foco

BNDES nomeia diretor para cuidar de participações acionárias

Novo diretor comandará as ações relacionadas à bilionária carteira de participações do banco de fomento, que, antes da pandemia de covid-19, estavam focadas na venda de ações de grandes empresas

24 de abril de 2020
14:39 - atualizado às 14:44
BNDES
Imagem: Agência Brasil

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) formalizou nesta semana a nomeação de Bruno Laskowsky como diretor de Participações, Mercado de Capitais e Crédito Indireto. O novo diretor comandará as ações relacionadas à bilionária carteira de participações do banco de fomento, que, antes da pandemia de covid-19, estavam focadas na venda de ações de grandes empresas, mas, no esforço de mitigar a crise, contribuirão no apoio a grandes companhias em dificuldade.

Desde outubro do ano passado, quando o antigo diretor André Laloni pediu demissão, em meio a atritos com técnicos do banco sobre a melhor forma de acelerar as vendas de ações, a diretoria de Participações, Mercado de Capitais e Crédito Indireto era acumulada por Leonardo Cabral, diretor de Privatizações. Sob o comando de Cabral, o BNDES vendeu todas suas ações ordinárias (ON, com voto) da Petrobras, por R$ 22 bilhões, em oferta no início de fevereiro.

A oferta das ações da Petrobras foi a última grande venda por parte do BNDES. Em 11 de março, quando o agravamento da crise econômica global por causa da pandemia já estava mais claro, o presidente do BNDES, Gustavo Montezano, sinalizou para a suspensão das vendas em meio à turbulência nos mercados financeiros, o que dificultava a tarefa de "encontrar preços de referencia para as ações". Apenas no pregão de 9 de março, o BNDES viu o valor de mercado de sua carteira encolher em R$ 12 bilhões.

Laskowsky assume a diretoria já com o cavalo de pau dado. No fim de março, em uma das transmissões ao vivo pela internet em que anunciou medidas para mitigar a crise, Montezano anunciou que o pacote de apoio a grandes empresas - que começou a ser desenhado como um socorro às companhias aéreas, mas foi ampliado para outros setores e passou a incluir um sindicato de bancos privados coordenado pelo BNDES - poderia incluir emissões de títulos de dívida conversíveis em ações. Ou seja, com a crise, de vendedor, o BNDES poderá voltar a comprar participações acionárias.

O novo diretor desenvolveu sua carreira no mercado financeiro e imobiliário. Desde 2017, trabalhava no Credit Suisse, onde chegou a diretor-geral. Foi presidente da incorporadora Viver. Segundo o perfil de Laskowsky já publicado no site do BNDES, o executivo tem 28 anos de carreira e, "ao longo de sua carreira, gerenciou diretamente e transacionou mais de R$ 14 bilhões em ativos e já liderou dezenas de transações". Arquiteto formado pela UFRJ, o novo diretor tem pós-graduação em finanças pelo Ibmec e mestrado na Coppead, pós-graduação em administração de UFRJ.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

rodovias estaduais

BNDES aprova R$ 3 bi para lote PiPa, maior concessão rodoviária do País

Banco de fomento informou que o empréstimo cobrirá 58% do total de investimentos previstos nos sete primeiros anos de concessão

Fechamento

De novo ele! Risco fiscal não dá trégua e Ibovespa tem queda firme; dólar sobe a R$ 5,36

Lá fora, o dia foi misto, com os investidores pesando o entusiasmo com Biden e a cautela com a situação econômica na Europa

na justiça

Última audiência de mediação com a Vale no caso Brumadinho termina sem acordo

Segundo o TJMG, mineradora propôs um valor da ordem de R$ 29 bilhões em indenização por danos materiais e morais, abaixo do pedido pelo governo e instituições

esg

Nestlé diz que aumentará esforço de sustentabilidade para marca Nescafé

Expectativa da companhia é de que, em 2025, a Nescafé tenha 100% de seu café com origem responsável, podendo ser rastreado até um grupo de produtores identificados

ONDE INVESTIR EM 2021

LIVE: Como aproveitar o governo Biden para lucrar nos EUA

João Piccioni, analista da Empiricus especializado em investimentos no exterior, bate um papo com Ana Luísa Westphalen sobre oportunidades que se abrem para o investidor brasileiro no exterior.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies