🔴 IBOVESPA AOS 120 MIL PONTOS? ESTE ANALISTA ACHA QUE É QUESTÃO DE TEMPO. DESCUBRA ONDE INVESTIR!

Cotações por TradingView
2020-08-28T13:42:28-03:00
Estadão Conteúdo
dinheiro na crise

BNDES confirma 2º aporte de R$ 5 bi em fundo de aval para empréstimos a PMEs

Peac entrou em ritmo acelerado de concessões após um ajuste em termos de custo

BNDES
Imagem: Shutterstock

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou nesta sexta-feira, 28, que o Fundo Garantidor de Investimentos (FGI), fundo de aval da instituição de fomento, recebeu na quinta-feira, 27, seu segundo aporte de R$ 5 bilhões com recursos do Tesouro Nacional, em mais um passo do Programa Emergencial de Acesso a Crédito (Peac). O aporte foi revelado pelo Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) na própria quinta-feira.

Segundo o BNDES, o Peac, que parte da ampliação do FGI para conceder avais para empréstimos tomados por pequenas e médias empresas, alcançou a marca de R$ 20 bilhões em créditos concedidos a 26,1 mil firmas. Essas empresas empregam cerca de 1,27 milhão de pessoas, informa a nota divulgada pelo banco de fomento.

Criado em maio e operacional desde 30 de junho, o Peac prevê um aporte total de R$ 20 bilhões no FGI até o fim do ano.

Pelas regras de alavancagem do fundo de aval, é possível garantir em torno de R$ 100 bilhões em empréstimos caso os aportes cheguem ao valor máximo. Conforme as regras do Peac, os aportes do Tesouro são feitos em parcelas, de R$ 5 bilhões.

A segunda parcela de R$ 5 bilhões chega quando R$ 4,3 bilhões, ou 86%, do primeiro aporte de R$ 5 bilhões já foram usados para garantir empréstimos.

O BNDES concede os avais para as empresas elegíveis que recorrem a empréstimos com instituições financeiras que tenham aderido ao Peac. Todos os bancos do sistema financeiro estão aptos a aderir - atualmente, 38 agentes financeiros já estão habilitados a oferecer os empréstimos.

Os financiamentos podem ser de R$ 5 mil até R$ 10 milhões. Podem recorrer ao Peac empresas, associações, fundações privadas e cooperativas que faturaram entre R$ 360 mil e R$ 300 milhões em 2019.

Como mostrou o Broadcast na quinta-feira, o Peac, criado como resposta às críticas de que as medidas de flexibilização do crédito para mitigar a crise causada pela covid-19 não estariam chegando na ponta, entrou em ritmo acelerado de concessões após um ajuste em termos de custo, feito na tramitação do projeto que converteu em lei a Medida Provisória (MP) que criou o programa.

A taxa cobrada para utilização da garantia do FGI foi removida. Chamado de Encargo por Concessão de Garantia (ECG), esse custo variava de 3,5% e 5,0% sobre o valor de cada operação. A alteração foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro, na semana passada.

Compartilhe

NOVIDADE NA PRAÇA

BNDES vai comprar R$ 8,7 milhões em créditos de carbono; conheça os detalhes deste mercado

26 de maio de 2022 - 16:00

A ideia do BNDES é realizar novas chamadas, investindo de R$ 100 a R$ 300 milhões na compra de créditos de carbono nos próximos dois anos

Resultado

Oi (OIBR3) reverte lucro e tem prejuízo de R$ 1,669 bilhão no 4T21; veja os destaques do balanço

5 de maio de 2022 - 8:39

No negócio de fibra, um dos focos da “nova Oi”, a empresa chegou a 3,4 milhões de casas conectadas, com uma receita anual de R$ 2,9 bilhões

NÃO PERDEU TEMPO

Oi (OIBR3) usa dinheiro de venda a rivais para quitar dívida bilionária com o BNDES; valor foi o maior já recuperado na história do banco

20 de abril de 2022 - 19:32

A operadora desembolsou R$ 4,6 bilhões para liquidar dívidas de contratos celebrados em 2009 e 2012

DESINVESTIMENTO

BNDES segue plano estratégico e vende mais 50 milhões de ações da JBS (JBSS3) nesta quarta-feira (16); papéis recuam mais de 3%

16 de fevereiro de 2022 - 11:04

O primeiro block trade do BNDES foi feito em dezembro, com a venda de 70 milhões de ações. Após a finalização da operação, o BNDES ainda deterá 19,5% do capital da JBS

LA GARANTIA SOY YO

BNDES vai emprestar R$ 200 milhões para concessão rodoviária, garantia será o próprio projeto; entenda

27 de janeiro de 2022 - 16:11

Embora o valor seja pequeno para os padrões do banco de fomento, é mais um passo para diversificar os instrumentos de crédito à infraestrutura, já que o empréstimo foi estruturado com um “project finance non recourse”

BLOCK TRADE CONCLUÍDO

A crônica de uma saída anunciada: BNDES vende 12% de sua participação na JBS (JBSS3) e inicia desinvestimento

16 de dezembro de 2021 - 8:54

Operação de block trade ocorreu na manhã de hoje e movimentou R$ 2,66 bilhões

Entrevista exclusiva

‘Não é função de um banco público ficar carregando R$ 120 bilhões em ações’, diz presidente do BNDES

11 de novembro de 2021 - 14:36

Gustavo Montezano afirmou que banco seguirá vendendo participações em empresas, hoje estimadas em R$ 70 bilhões, e redirecionará recursos para financiar projetos de infraestrutura e de apoio a micro e pequenas empresas

CRÉDITO NO AR

BNDES abre linha de mais de US$ 500 milhões para financiar exportação de 24 jatos da Embraer

7 de outubro de 2021 - 9:10

A entrega dos jatos à SkyWest Airlines começou em agosto do ano passado e deve se estender até abril do ano que vem

SEM LOTE SECUNDÁRIO

AES Brasil (AESB3) levanta R$ 1,1 bilhão em oferta restrita de ações

29 de setembro de 2021 - 6:14

Oferta poderia ter ultrapassado a marca de R$ 1,5 bi, mas lote secundário acabou retirado a pedido do BNDESPar

PARADA OBRIGATÓRIA

BNDES vira ‘sócio’ da Mesbla e de outras empresas que não existem mais

28 de agosto de 2021 - 8:25

O BNDES ressaltou que as ações de firmas “em processos de recuperação ou falência ou outras situações inoperantes” foram “incorporadas” ao balanço da BNDESPar, a empresa de participações do banco, “sem nenhum custo para sua aquisição”

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies