Menu
2020-12-08T00:19:43-03:00
Estadão Conteúdo
retomada

Vendas de veículos sobem 4,65% em novembro, diz Fenabrave

Volume ficou 7,12% abaixo do total vendido no mesmo mês do ano passado, uma queda em parte explicada por restrições de oferta

2 de dezembro de 2020
13:14 - atualizado às 0:19
Veículo elétrico da Changan durante evento na China.
Veículo elétrico da Changan durante evento na China, em 2016. - Imagem: Shutterstock

Com 225 mil unidades emplacadas, novembro renovou o melhor mês do ano na comercialização de veículos zero quilômetro. Na comparação com outubro, recorde anterior de 2020, as vendas subiram 4,65%.

Ainda assim, o volume ficou 7,12% abaixo do total vendido no mesmo mês do ano passado, uma queda em parte explicada por restrições de oferta, já que, apesar da fila de espera de clientes frotistas, como as locadoras, as montadoras ainda aguardam sinais mais claros de que a recuperação não se limita a uma demanda reprimida para reabrir turnos de produção fechados na pandemia. A produção também vem sendo limitada pela insuficiência de insumos.

No acumulado desde janeiro, as vendas recuam 28,15%, num total de 1,81 milhão de unidades licenciadas nos 11 primeiros meses do ano.

Divulgados pela Fenabrave, entidade que representa as concessionárias de automóveis, os números englobam carros de passeio, utilitários leves, como picapes e vans, caminhões e ônibus.

Ao comentar o desempenho do setor no mês passado, o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, disse que a produção, principalmente por falta de peças nas linhas de montagem, não retornou aos patamares de antes da pandemia, o que causa "problemas" de oferta de alguns modelos.

Segundo ele, os consumidores estão mais confiantes na tomada da decisão de compra e aproveitaram até os últimos dias de novembro a isenção do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) no financiamento de automóveis.

"Mesmo com novembro tendo um dia útil a menos (20 dias), em relação a outubro (21 dias), a trajetória de alta do mercado se manteve", destacou Assumpção Júnior.

Desagregando o balanço por segmento, as vendas de carros de passeio e utilitários leves tiveram no mês passado alta de 4,4% em relação a outubro e queda de 7,2% no comparativo anual.

Ranking

No total, 214,3 mil carros foram licenciados em novembro, quando a Fiat liderou o mercado, com 18,42% das vendas totais, seguida por General Motors (18,3%), Volkswagen (16,03%) e Hyundai (8,42%). No acumulado do ano, as vendas de carros registram queda de 28,62%, num total de 1,72 milhão de unidades em 11 meses.

Caminhões

Já as vendas de caminhões, um total de 9 mil unidades no mês passado, subiram 13,23% frente a outubro e recuaram 1,55% na comparação com novembro de 2019. O resultado leva as vendas de caminhões acumuladas desde janeiro para 79,6 mil unidades, com queda de 14,81%.

Ônibus

No mercado de ônibus, foram emplacados 1,74 mil veículos no mês passado, o que representa uma queda de 5,32% em relação a outubro. Na comparação com novembro de 2019, as vendas de coletivos recuaram 21,76%. Desde janeiro, um total de 16,7 mil ônibus foram vendidos no Brasil, 32,68% a menos do que nos 11 primeiros meses de 2019, como reflexo do impacto da pandemia na circulação de pessoas.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

agora vai?

Caixa Seguridade retoma análise de oferta de ações

Empresa também pretende aderir ao Novo Mercado, segmento de mais alto padrão de governança corporativa da B3; processo havia sido interrompido no ano passado

balanço do ano

Tesouro Direto encerra 2020 com quase 1,5 milhão de investidores ativos

No último mês de dezembro, a STN registrou 67.839 novos investidores ativos. Ao todo, o Tesouro Direto possui 9,2 milhões de investidores cadastrados

balanço

Apple tem lucro de US$ 28,76 bilhões e recorde de receita no 1º trimestre fiscal

Segundo o gerente financeiro da Apple, o desempenho foi puxado por um crescimento de dois dígitos em todas as categorias de produtos da empresa

seu dinheiro na sua noite

Quando as sardinhas engolem os tubarões

Como bem disse o economista John Maynard Keynes, “os mercados podem se manter irracionais por mais tempo do que você é capaz de se manter solvente”. Isso é especialmente verdade para quem resolve apostar na queda de um ativo e o vende a descoberto. E, nos últimos dias, alguns fundos de hedge americanos sentiram isso […]

MERCADOS HOJE

Ibovespa até tenta, mas discurso de Powell deixa a bolsa no vermelho; dólar vai a R$ 5,40

Cautela com recuperação econômica em escala global levou o Ibovespa a fechar em baixa e dólar acumular uma alta de 1,5%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies