Menu
2020-09-02T11:09:02-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
dados da fenabrave

Venda de veículos sobe 5,1% em agosto ante julho, mas tem queda anual de 24,5%

Resultado mostra uma continuidade da recuperação do mercado após o choque da pandemia, mas ainda em ritmo inferior ao de antes da crise

2 de setembro de 2020
11:08 - atualizado às 11:09
Carro automóvel veículos indústria
Imagem: Shutterstock

As vendas de veículos novos no País subiram 5,10% em agosto ante julho, num total de 183,4 mil unidades, conforme balanço divulgado nesta quarta-feira, 2, pela Fenabrave, entidade que representa as concessionárias de veículos.

Em relação ao mesmo período do ano passado, as vendas de carros de passeio, utilitários leves, caminhões e ônibus recuaram 24,52% em agosto.

O resultado mostra uma continuidade da recuperação do mercado após o choque da pandemia, mas ainda em ritmo inferior ao de antes da crise.

De janeiro a agosto, 1,17 milhão de veículos saíram das concessionárias, o que significa uma queda de 35% frente aos oito primeiros meses do ano passado.

Desagregando o resultado por segmento, as vendas de carros de passeio e utilitários leves, como picapes e vans, tiveram queda de 24,77%, no comparativo anual, e chegaram a 173,5 mil unidades em agosto, quando a Volkswagen liderou o mercado, com 19,66% das vendas totais, seguida por Fiat (18,07%), General Motors (16,59%) e Hyundai (9,23%).

Se comparada a julho, a comercialização de carros mostrou crescimento de 6,42%. No acumulado do ano, porém, as vendas estão 35,75% menores do que em igual período de 2019.

Já as vendas de caminhões caíram 15,73% frente a agosto de 2019 e 15,23% na comparação com julho, para 8,1 mil unidades. O resultado leva as vendas de caminhões acumuladas desde janeiro para 55,2 mil unidades, queda de 15,63%.

Por fim, 1,8 mil ônibus foram emplacados no mês passado, o que representa uma baixa de 34,4% em relação a agosto de 2019. Na comparação com julho, as vendas de coletivos recuaram 6,13%.

Desde janeiro, 11,5 mil ônibus foram vendidos no Brasil, 34,05% a menos do que nos oito primeiros meses de 2019.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

PANDEMIA NO PAÍS

Covid-19: Brasil registra 863 óbitos e 32.058 novos casos em 24h

Segundo Ministério da Saúde, 86,6% dos paciente estão recuperados

privatização na berlinda

Justiça de Alagoas suspende leilão para concessão de saneamento na B3

No último dia 24, a 1ª Vara da Comarca de Marechal Deodoro negou liminar ao Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Marechal Deodoro (SAAE), que pedia a suspensão do processo licitatório

fatia relevante

Gestora Atmos passa a deter 6,68% das ações preferenciais do Inter

Fundo passou a deter cerca de 25,3 milhões de papéis PN do Inter

seu dinheiro na sua noite

Onde está o Guedes?

Paulo Guedes esteve presente ontem no anúncio do programa Renda Cidadã pelo governo, ao lado de Jair Bolsonaro e lideranças do Congresso. Mas os investidores no mercado financeiro não reconheceram no ministro a figura que prometeu implementar uma agenda de medidas liberais na economia, incluindo privatizações e reformas. A desconfiança sobre como a equipe econômica encaixaria […]

ajuste fiscal

Propostas para o Renda Cidadã não têm intenção de driblar teto, diz secretário do Tesouro

“A gente sabe que o teto é baseado em credibilidade e não adianta tomarmos ações que minem a credibilidade do teto”, disse Bruno Funchal

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements