Menu
2020-03-23T10:11:51-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Hora do e-commerce brilhar

Principais varejistas fecham as portas por tempo indeterminado como medida contra o coronavírus

Magazine Luiza também cancelou a realização das suas Assembleias Gerais Ordinárias e Extraordinárias que estavam marcadas para o dia 9 de abril

23 de março de 2020
9:47 - atualizado às 10:11
shutterstock_655654483
Imagem: Shutterstock

O avanço do coronavírus no Brasil tem obrigado empresas a se adaptarem a uma nova realidade para evitar a propagação e contágio da doença.

Em muitos estados, somente serviços essenciais estão autorizados a funcionar durante o período de quarentena. Assim, as empresas já começam a se articular para se adequarem às novas regras ou expandir para outros territórios as medidas preventivas.

Um dos setores mais afetados é o varejista. Muitas companhias já adotaram as medidas de contenção em todo o país, encerrando as atividades nas lojas físicas por tempo indeterminado.

A Via Varejo, dona das Casas Bahia e Ponto Frio, e o Magazine Luiza, dois gigantes do setor, foram os últimos a anunciarem o fechamento de suas lojas físicas.

Segundo o comunicado divulgado pela Via Varejo, lojas de rua e de shoppings ficarão fechadas e a companhia avalia qual será o melhor momento para reabertura. O setor de e-commerce permanece operando normalmente, assim como os canais de atendimento online e por telefone da empresa.

Além de fechar suas lojas físicas, o Magazine Luiza também cancelou a realização das suas Assembleias Gerais Ordinárias e Extraordinárias que estavam marcadas para o dia 9 de abril. Para se preparar para o período, a empresa reforçou o seu e-commerce, expandindo o leque de produtos disponíveis e a oferta de frete grátis. As medidas começam a valer nesta segunda-feira (23).

Na semana passada, as Lojas Renner já haviam anunciado o fechamento de suas lojas físicas no Brasil, Uruguai e Argentina.

A Guararapes, controladora da Riachuelo, também já havia anunciado a decisão de suspender as operações em todas as lojas físicas por tempo indeterminado em todo país. As Lojas Marisa e C&A também estão operando apenas via e-commerce.

Shoppings

Os shoppings também correm para adotar medidas de prevenção.

Agora pela manhã, a BR Malls anunciou a suspensão das operações de todos os seus 31 shoppings centers no Brasil a partir de hoje.

A Multiplan e a o Iguatemi também suspenderam temporariamente o funcionamento de algumas das suas unidades. A primeira paralisou operações em Canoas (RS), Curitiba, Jundiaí (SP), e em Ribeirão Preto (SP) durante o fim de semana. Já o Iguatemi segue as diretrizes do governo do Estado de São Paulo, com as unidades de Sorocaba (SP), São Carlos (SP), Ribeirão Preto (SP) e São José do Rio Preto (SP) permanecendo com as portas fechadas.

*Conteúdo em atualização

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Insistência incomoda

Ex-presidente do BC Affonso Pastore acredita que ajuste parcial da Selic é insustentável

O economista defende o reconhecimento explícito de que a instituição perseguirá o ajuste integral da taxa básica de juros

Turbulência

Latam reduz prejuízo em 79% e anota perda de US$ 430,8 milhões no 1º trimestre

A receita operacional total da aérea foi de US$ 913,1 milhões no primeiro trimestre, queda de 61,2% sobre o mesmo período de 2020

Bitcoin popular

Goldman Sachs e Citibank anunciam novos investimentos em bitcoin

A ideia é tentar oferecer a maior variedade de serviços e evitar as oscilações, típicas e comuns no mundo das criptomoedas

Movimentação societária

CCR em disparada: por que a saída da Andrade Gutierrez do bloco de controle ajuda as ações?

As ações ON da CCR lideram os ganhos no Ibovespa após a Andrade Gutierrez receber proposta para a venda de sua fatia na companhia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies