Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-03-23T10:11:51-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Hora do e-commerce brilhar

Principais varejistas fecham as portas por tempo indeterminado como medida contra o coronavírus

Magazine Luiza também cancelou a realização das suas Assembleias Gerais Ordinárias e Extraordinárias que estavam marcadas para o dia 9 de abril

23 de março de 2020
9:47 - atualizado às 10:11
shutterstock_655654483
Imagem: Shutterstock

O avanço do coronavírus no Brasil tem obrigado empresas a se adaptarem a uma nova realidade para evitar a propagação e contágio da doença.

Em muitos estados, somente serviços essenciais estão autorizados a funcionar durante o período de quarentena. Assim, as empresas já começam a se articular para se adequarem às novas regras ou expandir para outros territórios as medidas preventivas.

Um dos setores mais afetados é o varejista. Muitas companhias já adotaram as medidas de contenção em todo o país, encerrando as atividades nas lojas físicas por tempo indeterminado.

A Via Varejo, dona das Casas Bahia e Ponto Frio, e o Magazine Luiza, dois gigantes do setor, foram os últimos a anunciarem o fechamento de suas lojas físicas.

Segundo o comunicado divulgado pela Via Varejo, lojas de rua e de shoppings ficarão fechadas e a companhia avalia qual será o melhor momento para reabertura. O setor de e-commerce permanece operando normalmente, assim como os canais de atendimento online e por telefone da empresa.

Além de fechar suas lojas físicas, o Magazine Luiza também cancelou a realização das suas Assembleias Gerais Ordinárias e Extraordinárias que estavam marcadas para o dia 9 de abril. Para se preparar para o período, a empresa reforçou o seu e-commerce, expandindo o leque de produtos disponíveis e a oferta de frete grátis. As medidas começam a valer nesta segunda-feira (23).

Na semana passada, as Lojas Renner já haviam anunciado o fechamento de suas lojas físicas no Brasil, Uruguai e Argentina.

A Guararapes, controladora da Riachuelo, também já havia anunciado a decisão de suspender as operações em todas as lojas físicas por tempo indeterminado em todo país. As Lojas Marisa e C&A também estão operando apenas via e-commerce.

Shoppings

Os shoppings também correm para adotar medidas de prevenção.

Agora pela manhã, a BR Malls anunciou a suspensão das operações de todos os seus 31 shoppings centers no Brasil a partir de hoje.

A Multiplan e a o Iguatemi também suspenderam temporariamente o funcionamento de algumas das suas unidades. A primeira paralisou operações em Canoas (RS), Curitiba, Jundiaí (SP), e em Ribeirão Preto (SP) durante o fim de semana. Já o Iguatemi segue as diretrizes do governo do Estado de São Paulo, com as unidades de Sorocaba (SP), São Carlos (SP), Ribeirão Preto (SP) e São José do Rio Preto (SP) permanecendo com as portas fechadas.

*Conteúdo em atualização

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Muita calma nessa hora

Tem Vale Gás? Petrobras diz que não há definição sobre participação em programas sociais

Manifestação vem depois que o presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista que a estatal tem R$ 3 bilhões em reservas para custear ajuda

Clube do Livro

Batalhas sem arma: Em “Cripto Wars”, Jim Rickards explica guerras cambiais e agora, com criptomoedas

Autor, conhecido também por suas previsões certeiras sobre o bitcoin, fala de como a tecnologia mudou as estratégias financeiras dos países

RUMO AO MILHÃO

O primeiro e mais importante investimento para quem atingir o primeiro milhão (ou ir além)

Por mais que você busque o conforto e a segurança de uma promessa de retorno garantido, digo, com convicção, que o único investimento com retorno garantido em longo prazo é aquele feito em educação

Ventos contrários

Renova Energia não consegue “proteção” contra minoritários da própria empresa

Empresa perdeu ação no TJ-SP que tentata impedir os acionistas de produzirem provas contra a empresa, relativas à investigação sobre desvio de recursos

Preocupação

Vidas secas? Bolsonaro admite que Brasil vive “enorme crise hidrológica”

Presidente citou a falta de chuvas como um dos grandes problemas econômicos do país, juntamente com os efeitos causados pela pandemia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies