Menu
2020-03-20T15:56:47-03:00
Estadão Conteúdo
PARALISAÇÃO

Toyota paralisa fábricas no Brasil até 5 de abril

Volkswagen, Volvo, GM e Mercedes-Benz param dia 30

20 de março de 2020
15:56
Toyota
Imagem: Shutterstock

A Toyota vai parar a produção de suas quatro fábricas no Brasil de 24 de março a 5 de abril, anunciou a montadora japonesa nesta sexta-feira (20), ampliando o grupo de fabricantes de veículos instalados no país que resolveu suspender atividades em meio à epidemia do novo  coronavírus (Covid-19).

"A paralisação se deve no sentido de atenuar os riscos à saúde de seus colaboradores e de seus familiares, evitando ao máximo aglomerações e circulação de pessoas, associada ao quadro de incerteza do mercado brasileiro no curto prazo, além das dificuldades na cadeia logística e de suprimentos, que devem se agravar nas próximas semanas", informou a Toyota em comunicado à imprensa.

As fábricas que serão paralisadas a partir da próxima semana são as de São Bernardo do Campo (SP), que produz peças de reposição e motores; Sorocaba (SP), que monta os modelos Etios e Yaris; Indaiatuba (SP), que fabrica o sedã Corolla; e Porto Feliz (SP), que produz motores.

Ontem (19), o sindicato de metalúrgicos de Curitiba anunciou que Volkswagen e Volvo darão férias coletivas de até 20 dias a partir do final deste mês. Na quarta-feira (18), General Motors e Mercedes-Benz anunciaram medida semelhante para seus funcionários no país a partir de 30 de março.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

decisão de hoje

Sob intensa pressão, BC deve manter Selic em 2%, mas com comunicado mais duro

Autoridade monetária comunica nesta quarta nova decisão sobre juros; diante de incerteza com contas públicas e avanço da inflação, mercado aponta chance de BC endurecer o discurso

de olho nas prévias

Carrefour Brasil tem alta 72,5% no e-commerce durante terceiro trimestre

No e-commerce alimentar a alta foi de 202,4%, incluindo o serviço de entrega rápidas. As vendas de não alimentares também continuaram crescendo, com alta de 69,1%

negócio fechado

Petrobras assina compromisso de compra da plataforma P-71 por US$ 353 milhões

Petrolífera fala que, por conta da nova alocação da P-71, a licitação de afretamento da plataforma que atenderia ao projeto de Itapu será cancelada

retomada

Financiamentos imobiliários somam recorde histórico de R$ 12,9 bilhões

Volume financiado é recorde, em termos nominais, na série histórica iniciada em julho de 1994, segundo a Abecip

cardápio de balanços

Cielo, Localiza, Smiles e Telefônica: os balanços que mexem com o mercado nesta quarta

Empresas estão entre as que mais recentemente divulgaram os números do terceiro trimestre, período com resultados ainda marcados pela pandemia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies