Menu
2020-03-20T15:56:47-03:00
Estadão Conteúdo
PARALISAÇÃO

Toyota paralisa fábricas no Brasil até 5 de abril

Volkswagen, Volvo, GM e Mercedes-Benz param dia 30

20 de março de 2020
15:56
Toyota
Imagem: Shutterstock

A Toyota vai parar a produção de suas quatro fábricas no Brasil de 24 de março a 5 de abril, anunciou a montadora japonesa nesta sexta-feira (20), ampliando o grupo de fabricantes de veículos instalados no país que resolveu suspender atividades em meio à epidemia do novo  coronavírus (Covid-19).

"A paralisação se deve no sentido de atenuar os riscos à saúde de seus colaboradores e de seus familiares, evitando ao máximo aglomerações e circulação de pessoas, associada ao quadro de incerteza do mercado brasileiro no curto prazo, além das dificuldades na cadeia logística e de suprimentos, que devem se agravar nas próximas semanas", informou a Toyota em comunicado à imprensa.

As fábricas que serão paralisadas a partir da próxima semana são as de São Bernardo do Campo (SP), que produz peças de reposição e motores; Sorocaba (SP), que monta os modelos Etios e Yaris; Indaiatuba (SP), que fabrica o sedã Corolla; e Porto Feliz (SP), que produz motores.

Ontem (19), o sindicato de metalúrgicos de Curitiba anunciou que Volkswagen e Volvo darão férias coletivas de até 20 dias a partir do final deste mês. Na quarta-feira (18), General Motors e Mercedes-Benz anunciaram medida semelhante para seus funcionários no país a partir de 30 de março.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Pesquisa da FGV

Presente mais caro: inflação do Dia das Mães é a maior dos últimos quatro anos

Levantamento da FGV mostra que a inflação no Dia das Mães é a maior desde 2017; eletrodomésticos e passagens aéreas tiveram maiores saltos

Expansão

SPX Capital assume operações do Carlyle no país

As operações do Carlyle no Brasil serão absrovidas pela SPX Capital. Com isso, a gestora de Rogério Xavier se expande em private equity

ESTRADA DO FUTURO

Um pé no abismo e outro na casca de banana: como identificar ações de empresas decadentes

Excesso de otimismo, planos mirabolantes e desprezo pela inovação estão entre as receitas para uma empresa falhar, segundo o gestor que se dedicou a descobrir empresas terríveis

Novo competidor

Grupo catarinense que fatura R$ 8,8 bi vai abrir 1º atacarejo no estado de SP

O Grupo Pereira vai abrir uma unidade da Fort Atacadista, sua bandeira de atacarejo, na cidade de Jundiaí; forte competição em SP é desafio

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies