Menu
2020-07-17T20:44:27-03:00
Estadão Conteúdo
medidas da crise

Suspensão de pagamentos de empréstimos em meio à crise já soma R$ 12 bilhões, diz BNDES

“Estima-se que os clientes beneficiados com a medida empreguem mais de 2,5 milhões de pessoas”, diz a nota divulgada pelo BNDES

17 de julho de 2020
20:44
edit_vac_abr_16071919198
O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, durante entrevista coletiva, no Ministério da Economia. - Imagem: Valter Campanato / Agência Brasil

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) atingiu R$ 12 bilhões em suspensões temporárias de pagamentos de empréstimos, por causa da crise causada pela pandemia de covid-19, informou há pouco a instituição de fomento. Segundo o BNDES, 28,5 mil empresas suspenderam os pagamentos em 77,7 mil contratos de financiamento desde que a medida foi anunciada, no fim de março.

"Estima-se que os clientes beneficiados com a medida empreguem mais de 2,5 milhões de pessoas", diz a nota divulgada pelo BNDES.

Nos empréstimos diretos e indiretos não automáticos, o BNDES encerrou o recebimento de pedidos de suspensão de pagamento no último dia 30. Em termos de valores, o setor de infraestrutura foi o mais beneficiado com a medida, com R$ 6,9 bilhões, seguido pela indústria, com R$ 1,2 bilhões. Em termos regionais, o Sudeste recebeu 39,9% do benefício a empresas que contrataram diretamente com o BNDES, enquanto o Norte foi o mais beneficiado nos contratos indiretos não automáticos, com 61,3% dos valores.

Nos empréstimos indiretos automáticos, o BNDES ainda está recebendo pedidos de suspensão de pagamentos. "As solicitações devem ser encaminhadas ao agente financeiro que concedeu o financiamento", informa a nota do BNDES.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Novos tempos

Alvo de Bolsonaro, home office avança no setor público

Bolsonaro usou trabalho remoto para atacar presidente da Petrobras

Mais uma na área

FDA autoriza uso emergencial de vacina de dose única nos EUA

Imunizante é produzido pela Johnson & Johnson

Contra a pandemia

Matéria-prima para produção de 12 milhões de doses de vacina chega ao Rio

Total de efetivamente imunizados não chega a 1% da população brasileira

Acordo confirmado

Notre Dame Intermédica e Hapvida chegam a acordo para combinação de negócios

Ações da Notre Dame serão incorporadas pela Hapvida; acordo resultará em uma das maiores empresas de saúde do mundo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies