';

🔴 O ‘NOVO PETRÓLEO’ FOI ENCONTRADO E JÁ É MOTIVO DE DISPUTA NO MUNDO — DESCUBRA AQUI

Cotações por TradingView
2020-12-12T16:35:18-03:00
Estadão Conteúdo
de olho em 2021

S&P reafirma rating do Brasil em ‘BB-/B’ e mantém perspectiva estável

Pelas estimativas da agência, o PIB brasileiro registrará contração de 4,7% em 2020, mas avanço de 3,1% esperado para o ano que vem, “embora a retirada do estímulo fiscal crie incertezas”

10 de dezembro de 2020
20:18 - atualizado às 16:35
38. Touros e Ursos CAPA Lupa Brasil Mapa
Imagem: Shutterstock

A S&P Global Ratings reafirmou as notas de créditos do Brasil de longo e curto prazo em moeda estrangeira e local em "BB-/B" e manteve perspectiva estável. A agência também preservou o rating em escala nacional em "BrAAA" e a avaliação de convertibilidade e transferência em "BB+".

Em comunicado, a instituição justifica a decisão com a expectativa de que a implementação de um ajuste fiscal e a "modesta recuperação econômica" do País serão suficientes para assegurar a confiança dos mercados e condições adequadas de financiamento para o governo, apesar do crescente endividamento.

Mas faz alertas: "Brasil pode ter avaliações mais baixas se compromisso da classe política com fiscal diminuir", destaca a nota. "Entrando em 2021, enquanto a atividade se recupera gradualmente, o Brasil enfrenta o desafio significativo de redução das medidas de estímulo fiscal implementadas este ano".

Pelas estimativas da agência, o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro registrará contração de 4,7% em 2020, mas avanço de 3,1% é esperado para o ano que vem, "embora a retirada do estímulo fiscal crie incertezas".

"Esperamos uma recuperação sustentada, embora moderada, do investimento privado nos próximos trimestres por conta da política monetária expansionista, a Selic em nível mínimo recorde de 2% e um forte aumento na capacidade utilização de acordo com pesquisas recentes", explica.

A S&P Global Ratings entende que a aprovação de reformas macroeconômicas em diversos setores e um amplo programa de concessões são positivos para investimentos. De acordo com a agência, o Brasil enfrenta perspectivas de crescimento mais fracas do que países em estágio semelhante de desenvolvimento.

"Esperamos PIB per capita de US$ 6.513 para 2020. Elevar o crescimento do PIB de longo prazo do País depende de reformas para aumentar a produtividade e o investimento privado, como uma simplificação das pesadas regras fiscais do Brasil", destaca a agência, dizendo que esse tema está em "estágio avançado" no Congresso.

A análise ressalta que o governo do presidente Jair Bolsonaro demonstrou compromisso com a agenda reformista, mas que a falta de uma coalizão no Legislativo e o resultado das eleições municipais representam desafios nesse sentido.

Também projeta que a dívida líquida deve avançar a 16% do PIB em 2020, antes de ceder para 8% em 2021. "O déficit fiscal vai aumentar a carga da dívida líquida do governo para cerca de 76% do PIB em final de 2021, chegando a quase 80% do PIB em 2023", prevê.

Em relação à posição externa, a S&P vê o País em situação resiliente, com o real sendo ativamente negociado no mercado internacional. "O País tem estado em uma estreita posição externa desde 2016, como resultado de um limitado endividamento externo público e privado, combinado com um grande estoque de reservas internacionais", pontua.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

DIAS 28 E 29

Lula tem fim de semana com folga na agenda, #TBT e Kid Bengala no site do PT

29 de janeiro de 2023 - 15:09

Única perturbação ao fim de semana de Lula parece ter sido a invasão do site do PT por hackers, na madrugada de domingo

JÁ É RECORDE NA AUSTRÁLIA

Quase bilionário, Djokovic iguala recorde de Rafa Nadal em Grand Slams

29 de janeiro de 2023 - 11:18

Djokovic dá a volta por cima, vence mais uma final na Austrália e chega à marca de 22 conquistas de Grand Slam na carreira

FIM DE SEMANA EM CRIPTO

Bitcoin (BTC) firma-se acima dos US$ 23 mil com investidores de olho no Fed

29 de janeiro de 2023 - 9:32

Depois de passar o sábado sem estabelecer uma direção clara, o bitcoin amanheceu no azul hoje, com alta de quase 2% nas últimas 24 horas

ANOTE NO CALENDÁRIO

Agenda econômica: a primeira super-quarta do ano trará decisões de juros no Brasil e nos EUA; BCE também se reúne

29 de janeiro de 2023 - 8:11

O Copom, o Fed, o Banco Central Europeu (BCE) e o Banco da Inglaterra (BoE) definem suas novas taxas de juros; dados do mercado de trabalho nos EUA também estarão no radar

LOTERIAS

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 115 milhões; Lotofácil tem 3 ganhadores

29 de janeiro de 2023 - 7:49

Enquanto a Lotofácil segue fazendo a alegria dos apostadores, Mega-Sena está acumulada desde o sorteio da virada

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies