Menu
2020-04-01T10:12:29-03:00
Estadão Conteúdo
mercado de trabalho

Setor privado dos EUA corta 27 mil empregos em março, menos do que o previsto

A ADP também revisou a geração de vagas em fevereiro para baixo, de 183 mil para 179 mil.

1 de abril de 2020
10:10 - atualizado às 10:12
Estados Unidos
Estados Unidos - Imagem: Shutterstock

O setor privado dos Estados Unidos eliminou 27 mil empregos em março em meio aos efeitos adversos da pandemia de coronavírus, segundo pesquisa com ajustes sazonais divulgada hoje pela ADP.

O resultado veio bem melhor do que o esperado por analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam corte de 125 mil postos de trabalho no mês passado.

A ADP também revisou a geração de vagas em fevereiro para baixo, de 183 mil para 179 mil.

A pesquisa da ADP é considerada uma prévia do relatório de emprego (payroll) dos EUA, que inclui dados do setor público e será divulgado na sexta-feira (03).

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Perseguição ao bitcoin?

Irã fecha ‘fazendas’ de mineração de bitcoin para conter apagões no país; entenda

Governo culpa centros de processamento de criptomoedas por blackouts devido à ‘sobrecarga energética’ da rede de mineração; ao mesmo tempo, Irã usa o bitcoin para amenizar sanções bancárias dos EUA

Lei Orçamentária Anual

Ainda sem aprovação do Orçamento 2021, governo precisa controlar gastos

Manutenção do auxílio emergencial é dúvidas neste início de ano

Pé no freio

Incertezas políticas e fiscais mantêm estrangeiros cautelosos com o Brasil

Após meses de fuga do capital externo do País, os últimos meses de 2020 mostraram o começo do retorno dos investidores de portfólio, mas o ritmo ainda é insuficiente para reverter a forte saída de dólares do Brasil

Crescimento

Vale (VALE3) prevê investir US$ 2,7 bilhões na região norte até 2024

Companhia pretende ainda investir US$ 5,8 bilhões em 2021, dos quais US$ 1 bilhão serão apenas para expansão

ESTRADA DO FUTURO

Grafeno, urânio e lítio… cuidado com a obsessão de enriquecer com a próxima tecnologia do futuro

O boom de empresas de tecnologia alimenta uma esperança quase ingênua de enriquecer “horrores” descobrindo como esses materiais moldarão o nosso futuro. Vou ser totalmente transparente com você: não gosto da ideia.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies