Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-09-10T13:06:19-03:00
Estadão Conteúdo
Efeito covid-19

Mundo deve ter contração de 3,8% do PIB, com piora em China e Índia, diz IIF

Em 2020, China e Índia são responsáveis por grande parte na queda do crescimento global, aponta o instituto.

10 de setembro de 2020
13:05 - atualizado às 13:06
crise recessão mundo
Imagem: Shutterstock

O Instituto Internacional de Finanças (IIF, na sigla em inglês) estimou nesta quinta-feira que a recessão global em virtude da pandemia será de 3,8% no PIB em 2020. O resultado é "substancialmente" pior que a contração de 0,4% no PIB em 2009 após a crise financeira, lembra o IIF, mas nas economias avançadas as experiências são "comparáveis", pontua.

Em 2020, China e Índia são responsáveis por grande parte na queda do crescimento global, aponta o instituto.

Diferente da crise de 2009, quando a o grande estímulo chinês em infraestrutura deu impulso às commodities e ao crescimento, a ausência desse fatores será uma questão chave para os mercados emergentes agora, avalia o IIF, o que afeta especialmente regiões dependentes da exportação de matérias primas, como a América Latina, indica.

O IIF aponta que a Índia sofre uma grande contração econômica, mas em 2009 havia registrado crescimento. No caso da China, há crescimento, mas bem menor do que na crise financeira daquele ano.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro abre em queda após aumento de juros e IGP-M acima do esperado e dólar avança hoje

A agenda de balanços conta com Petrobras e Vale, enquanto o exterior deve sentir cautela antes da inflação nos EUA amanhã

O melhor do Seu Dinheiro

Nem tudo é terra arrasada pela alta dos juros, o mercado pós-Copom e outros destaques do dia

O aperto monetário ressuscitou a renda fixa, com alguns CDBs voltando a pagar taxas de 1% ao mês ou mais.

COLUNA DO JOJO

Bolsa hoje?: Unidos do Aperto Monetário… Nota… Dez!

Como se não bastasse ter que se preocupar com os resultados de Vale e Petrobras, que juntas representam mais de 20% do Ibovespa, ainda teremos que digerir a alta de 150 pontos-base da Selic

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: bolsa deve refletir taxa de juros mais alta em dia de leitura do PIB dos EUA

A agenda de balanços conta com Petrobras e Vale, enquanto o exterior deve sentir cautela antes da inflação nos EUA amanhã

NA DÚVIDA, ADIA

No restabelecimento da presença obrigatória em Brasília, governo fica sem quorum e retira PEC dos Precatórios

Nova tentativa de votação é esperada para hoje, mas o temor de que não haja deputados em quantidade suficiente para a aprovação persiste

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies