Menu
2020-02-13T16:14:29-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Guedes na mira

Guedes é contestado por entidade de domésticas após fala polêmica

Guedes disse na quarta que, com o dólar em menor patamar, a empregada doméstica estava indo para a Disney, “uma festa danada”

13 de fevereiro de 2020
16:14
Paulo Guedes
Ministro da Economia, Paulo Guedes - Imagem: Wilton Junior/Estadão Conteúdo

O presidente da ONG Instituto Doméstica Legal, Mario Avelino, contestou por meio de nota, nesta quinta-feira, 13, a fala do ministro da Economia, Paulo Guedes, a respeito das domésticas. A nota diz que "nos últimos anos a empregada doméstica passou a ter os mesmos direitos do trabalhador de uma empresa", "o trabalhador doméstico não tem ido à Disney a passeio" e chama "atenção para o aumento da informalidade no setor".

Na quarta-feira, Guedes avaliou como positivo o patamar alto do dólar, que fechou o pregão cotado a R$ 4,35, um recorde nominal. Nesta quinta, a moeda opera em baixa, sendo negociada a R$ 4,34, após ter ido a R$ 4,38 como reação à fala do ministro e ao coronavírus.

Guedes disse que, quando a moeda norte-americana estava em menor patamar, todo mundo estava indo para Disneylândia, inclusive empregada doméstica, "uma festa danada". A fala do ministro repercutiu e chegou a estar entre os trending topics do Twitter mais cedo.

O instituto diz na nota que a garantia de igualdade de direitos à categoria veio com a aprovação da PEC das Domésticas, que ajudou a diminuir "a cultura escravagista e patriarcal que infelizmente ainda existe" no País.

"Sr. Ministro Paulo Guedes, gostaríamos também de chamar atenção para um equívoco na sua fala. Infelizmente, o trabalhador doméstico não tem ido à Disney a passeio. Muitas trabalhadoras viajam a trabalho, a maioria são babás, com a passagem custeada por seus empregadores, ganhando adicional de viagem, que hoje é garantido por lei. Ficaríamos felizes se essa fosse a realidade de todos os brasileiros", escreve Avelino. A entidade auxilia mais de 50 mil empregadores e 70 mil trabalhadores domésticos no cumprimento de deveres e na garantia dos direitos.

Avelino diz que o setor tem batalhado pela volta da dedução do INSS no Imposto de Renda do empregador doméstico, que foi extinta no ano passado. A dedução foi instituída em 2006 para incentivar a formalização de empregados domésticos e tinha caráter temporário, com validade até 2019, podendo ser prorrogada, mas nem o governo nem o Congresso renovaram o benefício.

Em outubro de 2019, o Senado chegou a aprovar um projeto de lei que estendia o benefício até 2024, mas a proposta não foi votada na Câmara antes do recesso parlamentar - mudanças no Imposto de Renda precisam ser aprovadas no ano anterior para valer no exercício seguinte.

Levantamento do instituto mostra que, somente em 2019, 700 mil empregadores utilizaram o benefício. "Com o fim da dedução, esse empregador perdeu em 2020 aproximadamente R$ 1.250 anuais. A não prorrogação da declaração do INSS no IR pode provocar a demissão de até 100 mil empregados domésticos formais, já que aumentará o custo para o empregador e pior, fazer com que muitos optem pela informalidade", aponta a instituição.

A renúncia fiscal estimada com o benefício era de R$ 674 milhões segundo o Ministério da Economia. Com o fim da dedução, devem entrar R$ 700 milhões adicionais aos cofres do governo este ano.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Recuperação da estatal

Lucro da Petrobras salta 55,7% em 2019 e chega a R$ 40,1 bilhões, impulsionado pela venda de ativos

A Petrobras fechou 2019 com o maior lucro líquido anual de sua história, sustentada pelos fortes desinvestimentos e ganhos de eficiência na extração de petróleo — fatores que compensaram os menores preços da commodity no exterior

De olho no balanço

Marfrig reverte prejuízo e registra lucro líquido de R$ 27 milhões no 4º trimestre de 2019

No acumulado do ano, o lucro líquido caiu para R$ 218 milhões, ante R$ 1,4 bilhão no ano anterior

Confira os números

Petrobras, Ultrapar, Marfrig, RaiaDrogasil e GPA: os balanços que vão mexer com a bolsa nesta quinta-feira

O dia começa recheado de balanços anuais das companhias listadas no Ibovespa

Recurso da estatal

TRF-4 nega recurso da Petrobras e mantém Odebrecht fora de ação da Lava Jato

No recurso, a estatal buscava o prosseguimento dos réus na ação cível e a manutenção do bloqueio de bens dos executivos

Seu Dinheiro na sua noite

Guedes fora, alta do dólar

Você se lembra de quando o dólar a R$ 4,20 era o grande “patamar psicológico” da moeda americana? Não faz tanto tempo assim, mas esse nível de cotação ficou para trás, e agora parece até um pouco distante. Hoje, o dólar à vista bateu um novo recorde de fechamento. Eu sei que você já leu […]

Mais um recorde: dólar à vista sobe a R$ 4,36 e renova a máxima nominal de fechamento

O dólar à vista subiu mais um degrau nesta quarta-feira (19): pela primeira vez, terminou uma sessão acima dos R$ 4,36, cravando um novo recorde nominal. É a oitava vez em 2020 que a moeda renova as máximas de fechamento

Ainda na liderança

Vitor Hugo crê que permanece como líder do governo; Terra diz não receber convite

O deputado disse que não recebeu sinalizações do presidente Jair Bolsonaro de que poderá ser substituído pelo ex-ministro Osmar Terra

O impasse continua

Após TRT suspender demissões, Petrobras quer negociar desligamentos em fábrica

Encerramento da operação da Ansa é o principal motivo da greve dos petroleiros

Ponto polêmico

Relator mantém trabalho aos domingos na MP do contrato verde e amarelo

Deputado Áureo manteve a permissão para que todos os trabalhadores sejam convocados para trabalhar aos domingos e feriados

Novidade no IR

Programa do IR virá sem dedução da contribuição patronal sobre domésticos

Fim da dedução é a principal novidade para as declarações de IR em 2020

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements