Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-12-07T17:20:18-03:00
Estadão Conteúdo
balanço do mês

Exportação de carne bovina cresce 10% em novembro, na comparação anual

Receita veio praticamente em linha com a verificada no mesmo período do ano passado, com variação positiva de 0,34%, para US$ 844,8 milhões

7 de dezembro de 2020
17:20
carne bovina
Imagem: Shutterstock

As exportações brasileiras de carne bovina (in natura e processada) cresceram 10% em novembro na comparação com o mesmo mês de 2019, para 197.852 toneladas.

Já a receita veio praticamente em linha com a verificada no mesmo período do ano passado, com variação positiva de 0,34%, para US$ 844,8 milhões. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira, 7, pela Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo) com base em dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia.

No acumulado dos 11 primeiros meses do ano, o volume de exportações supera o do mesmo período de 2019 em 9%, chegando a 1,848 milhão de toneladas. A receita é 14% maior na mesma comparação: US$ 7,7 bilhões.

A China continua sendo a principal compradora - pelo continente e por Hong Kong -, com um crescimento de 10% nas compras em novembro.

"O mercado chinês importou até agora 57,9% da exportação total brasileira de carne bovina, ante 43,2% em 2019", informa a Abrafrigo em nota.

Somente neste mês, a China adquiriu 123 mil toneladas do produto, ante 109 mil toneladas compradas em outubro. De janeiro a novembro, entretanto, as compras da potência asiática somam 1,071 milhão de toneladas, em comparação com 734,617 mil toneladas registradas no mesmo período do ano passado.

O segundo maior importador da proteína bovina brasileira em 2020 até aqui continua sendo o Egito, com 122,753 mil toneladas até novembro - recuo de 23,7% na comparação com 2019 -, seguido por Chile, com 56,373 mil toneladas (queda anual de 21,1%), e Rússia, também com 53,373 mil toneladas (recuo anual de 14,8%).

Na quinta colocação, estão os Estados Unidos, que apresentam aumento expressivo nas compras em relação a 2019: 54,384 mil toneladas, avanço de 52,6%.

Em seguida, há, ainda, Arábia Saudita, com aquisição de 38,584 mil toneladas (-1% ante 2019) e Emirados Árabes, que comprou 45,3% menos que no passado: 38,137 mil toneladas.

"No total, no acumulado até outubro, 82 países aumentaram suas compras enquanto outros 90 reduziram suas aquisições", acrescenta a Abrafrigo.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Fusão cheia de travas

Na Omega Geração (OMGE3), um grupo importante de acionistas está descontente — e quer barrar os planos da empresa

Fundos detentores de 28,6% da Omega Geração (OMGE3) se uniram e dizem que não vão aprovar a fusão com a Omega Distribuição nos termos atuais

Potencial de 36% de alta

Como fica a XP após a separação do Itaú? Para o JP Morgan, é hora de comprar as ações da corretora

A equipe do JP Morgan vê as pressões vendedoras nas ações da XP após a separação com o Itaú se dissipando; assim, a recomendação é de compra

Digitalização

A hora e a vez do e-commerce: com pandemia, comércio online mais que dobra e já chega a 21% das vendas do varejo

O fechamento das lojas físicas promovido pela pandemia fez o setor de varejo acelerar a aposta no e-commerce e nas vendas digitais

A bolsa como ela é

Stone, Inter e Méliuz caem forte na bolsa. É o fim das fintechs como as conhecemos?

Muito desse movimento tem a ver com a subida dos juros. Mas alguns fatores específicos também pesaram sobre as ações. Em alguns casos, pesaram com razão; em outros, nem tanto

Ajuste seu relógio

Pregão terá uma hora a mais a partir de novembro; entenda a mudança e veja a nova agenda da bolsa

As alterações começam a valer a partir do dia 8 de novembro; a B3 vai ajustar a bolsa para refletir o fim do horário de verão nos EUA

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies