Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-03-02T18:19:34-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
CRIPTOMOEDAS

CoronaCoin: desenvolvedores criam criptomoeda mórbida ligada ao surto de coronavírus

Oferta da criptomoeda cai à medida que a doença causada pelo coronavírus se espalha, o que tende a elevar sua cotação

2 de março de 2020
16:19 - atualizado às 18:19
Vírus coronavírus China Ibovespa
Imagem: Shutterstock

Em uma iniciativa um tanto quanto estranha e mórbida, desenvolvedores criaram um criptoativo em que investidores apostam e lucram com o número de mortes e de pessoas infectadas pelo coronavírus, ou COVID-19. Conhecida como CoronaCoin, a ideia é que a moeda digital tenha a sua oferta reduzida a cada dois dias com base no aumento da taxa de novos casos. As informações são da Reuters.

Para estabelecer o seu preço, os criadores olham o número de mortes causadas pelo vírus e dizem que a cotação pode subir, à medida em que esse número aumenta.

Os desenvolvedores dizem ainda que a oferta total da CoronaCoin tem como base a população mundial e que os tokens emitidos desaparecem a cada 48 horas com base no número de pessoas mortas ou infectadas pelo coronavírus.

"Algumas pessoas estão especulando que grande parte da oferta será destruída por conta da propagação do vírus e estão investindo", comentou Sunny Kemp, um de seus desenvolvedores.

O surto de coronavírus

De acordo com dados recentes, a epidemia de coronavírus já registrou mais de três mil óbitos e há 90 mil pessoas infectadas no mundo. Por aqui, há dois casos confirmados.

O surto vem impactando bastante a bolsa de valores brasileira. O Ibovespa terminou fevereiro com queda de 8,43%.

E nem o bitcoin se salvou. A criptomoeda foi impactada negativamente e recuou 2,40% em fevereiro. No ano, o criptoativo apresenta desempenho melhor e já subiu mais de 35%.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Mais uma empreitada

Do espaço para as fazendas: Elon Musk consegue licença para oferecer internet via satélite no Reino Unido

A Starlink, segundo informações do jornal Telegraph, quer chegar a regiões onde a cobertura por fibra e 5G não alcançam, e tem planos mais ambiciosos

Leão faminto

Carga pesada: Impostômetro atinge a marca de R$ 1,5 trilhão

Monitoramento da Associação Comercial de São Paulo mostra que, no ano passado, marca foi atingida somente no dia 28 de setembro

Muita calma nessa hora

Tem Vale Gás? Petrobras diz que não há definição sobre participação em programas sociais

Manifestação vem depois que o presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista que a estatal tem R$ 3 bilhões em reservas para custear ajuda

Clube do Livro

Batalhas sem arma: Em “Cripto Wars”, Jim Rickards explica guerras cambiais e agora, com criptomoedas

Autor, conhecido também por suas previsões certeiras sobre o bitcoin, fala de como a tecnologia mudou as estratégias financeiras dos países

RUMO AO MILHÃO

O primeiro e mais importante investimento para quem atingir o primeiro milhão (ou ir além)

Por mais que você busque o conforto e a segurança de uma promessa de retorno garantido, digo, com convicção, que o único investimento com retorno garantido em longo prazo é aquele feito em educação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies